Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O QUE NOS ENSINA A LITERATURA DE CORDEL?

Palavra-chaves: CORDEL, CULTURA, EDUCAÇÃO Comunicação Oral (CO) MOVIMENTOS SOCIAIS, SUJEITOS E PROCESSOS EDUCATIVOS Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Pensada enquanto ícone da cultura popular, a Literatura de Cordel é vista atualmente como suporte didático, inclusive, para as relações interdisciplinares no espaço escolar. Para além desse viés metodológico, que se articula às diversas discussões e pesquisas acerca dos usos das linguagens como o cinema, a música, a literatura na área do ensino de história e disciplinas afins, também se pode indagar sobre como a rede literária inaugurada pelas tipografias de cordel possibilita práticas culturais e suscita novos aprendizados comungados pelas comunidades envolvidas. Nessa perspectiva, esta análise dialoga com a pesquisa realizada sobre a História dos cordéis na Paraíba (1918 – 1958) e objetiva discutir a importância da literatura de cordel enquanto artefato cultural, compreendendo-a como importante ferramenta para formações identitárias dos seus consumidores. Através dos folhetos é possível problematizar a criação de modelos comportamentais partilhados pelos seus produtores e leitores, ao exemplo das narrativas poéticas que visam coibir posturas sociais desviantes vistas,muitas vezes, como “monstruosas”. Esta atitude de estranhamento face o diferente, ao legitimar uma pedagogia do medo,se corporifica na forma de eleger certos padrões morais e de apontar o caminho socialmente aceito, separando o comportamento humano do inumano. Portanto, essa literatura mostra-se bastante profícua não somente por servir como suporte didático, mas também por possibilitar entender como outras práticas pedagógicas podem coexistir com a educação formal.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.