Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 234
O PAPEL DA PROPAGANDA NO AMBIENTE ESCOLAR

Palavra-chaves: PROPAGANDA, MÍDIA, ESCOLA Comunicação Oral (CO) INCLUSÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Este artigo resulta de constatações acerca da relevância da linguagem publicitária ser abordada na escola como forma de inserção do contexto comunicacional que cerca os alunos fora do âmbito escolar. Para tal reflexão partimos de uma peça publicitária de título “Navegar não é brincadeira”, produzida durante a disciplina de “Linguagem Publicitária em Espaços Educativos”, do curso de Comunicação Social, com linha de formação em Educomunicação, da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. A produção da peça, assim como a própria disciplina suscitou motivações e possibilidades, dispostas neste artigo, para o uso da propaganda do ponto de vista social, contextualizada através de atividades dentro do ambiente escolar. O objetivo da reflexão aqui apresentada é a inclusão do contexto midiático na escola, fazendo com esta dialogue com aquilo que faz parte do cotidiano das crianças fora do ambiente escolar, como a sua exposição – muitas vezes sem supervisão – à mídia. Entretanto, a mídia pode ser uma grande aliada do professor no ato de educar desde que ele esteja preparado disposto e ambientado para isto. É importante destacar que a escola deve abrir espaço para a discussão sobre conceitos e temas atuais de maneira intercultural, crítica, contextual, inclusiva e dinâmica. Partindo deste pressuposto a proposta de inserção da propaganda na educação formal, passa a ser primordial, principalmente na atualidade em que a inovação é rotina na sociedade pós-moderna. A Educomunicacão entra aqui como área que norteia tanto a reflexão quanto a metodologia utilizada nesse trabalho. O artigo é baseado na bibliografia da disciplina com destaque para os autores ADILSON CITELLI (2004), IVONE CECCATO (2010) e PINHO (1951).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.