Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

LITERATURA E MEIO AMBIENTE: A VISÃO ECOLÓGICA NA POESIA POPULAR

Palavra-chaves: LITERATURA, MEIO AMBIENTE, CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA. Comunicação Oral (CO) EDUCAÇÃO AMBIENTAL
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 7472
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 58
    "inscrito_id" => 1296
    "titulo" => "LITERATURA E MEIO AMBIENTE:  A VISÃO ECOLÓGICA NA POESIA POPULAR"
    "resumo" => "O trabalho traz resultados de pesquisa cujo interesse esteve em investigar as relações tecidas entre literatura e meio ambiente em obras da literatura popular nas quais a natureza deixou de ser um simples referencial para se tornar protagonista. A pesquisa teve um caráter qualitativo, de modo que a perspectiva quantitativa aparece de forma secundária. Em função disso, fez-se identificação, catalogação e análise do corpus de estudo, conforme sua forma de circulação, o folheto impresso e publicações virtuais. Nossa reflexão se deteve na análise de obras poéticas de cordel com fins de verificar como as formas de expressão literária da cultura popular se relacionam com os processos de construção da identidade cultural da região através da representação do meio ambiente natural, sob uma visão ecológica. De forma mais específica, o interesse esteve em observar nessas obras como a representação do meio ambiente natural contribui para uma formação cultural do sujeito, dentro de um contexto socioambiental. A leitura teve por fundamentação estudos teóricos voltados para a relação literatura e meio ambiente na perspectiva ecocrítica. Observamos, com base nos textos coletados, que ao transformar elementos do meio ambiente em matéria literária, com ênfase para elementos da cultura regional, a poesia popular tende a funcionar como uma ferramenta de educação ambiental em termos consciência das perdas provocadas pela degradação ecológica. Nesta perspectiva, nota-se que há um compromisso dos cordelistas em não apenas retratar o meio ambiente, o espaço em que ele vive sob as múltiplas faces existentes, mas também em trazer um discurso questionador que vai além do que a obra anseia, desde que haja o acesso do leitor a esse material. No conjunto, as obras em questão acabam por pontuar aspectos fundadores da teoria ecocrítica em demonstrar a interdependência, nem sempre óbvia, entre a imaginação humana, em todas as suas formas, e o ambiente. A compreensão é a de que, ao relacionar aspectos ecológicos à forma dos textos literários, mais do que um alinhamento à tendência contemporânea de religar seres humanos e natureza é uma reafirmação do lugar/ambiente desses seres como parte integrante da natureza.  Sendo assim, os textos literários contribuem não só para enriquecer as leituras, ao compreender o universo no qual se vive por meio dos múltiplos discursos inerentes às relações socioculturais implícitas nas questões a respeito do homem na relação com o meio, mas também, em âmbito social, para despertar as consciências adormecidas em matéria de ecologia. A contribuição desta pesquisa está em poder colaborar com os estudos voltados para o meio ambiente, na medida em que tem por foco uma problemática social, possibilitando reflexões para qualidade das relações socioambientais na atualidade, a partir de uma produção literária cuja matéria trata de questões palpáveis."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "EDUCAÇÃO AMBIENTAL"
    "palavra_chave" => "LITERATURA, MEIO AMBIENTE, CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA."
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_13_06_2014_20_00_50_idinscrito_1296_2baf2717594ae6c83675d722c21e468c.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:26"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA SUELY DA COSTA"
    "autor_nome_curto" => "SUELY COSTA"
    "autor_email" => "mscosta3@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UFRN"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 7472
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 58
    "inscrito_id" => 1296
    "titulo" => "LITERATURA E MEIO AMBIENTE:  A VISÃO ECOLÓGICA NA POESIA POPULAR"
    "resumo" => "O trabalho traz resultados de pesquisa cujo interesse esteve em investigar as relações tecidas entre literatura e meio ambiente em obras da literatura popular nas quais a natureza deixou de ser um simples referencial para se tornar protagonista. A pesquisa teve um caráter qualitativo, de modo que a perspectiva quantitativa aparece de forma secundária. Em função disso, fez-se identificação, catalogação e análise do corpus de estudo, conforme sua forma de circulação, o folheto impresso e publicações virtuais. Nossa reflexão se deteve na análise de obras poéticas de cordel com fins de verificar como as formas de expressão literária da cultura popular se relacionam com os processos de construção da identidade cultural da região através da representação do meio ambiente natural, sob uma visão ecológica. De forma mais específica, o interesse esteve em observar nessas obras como a representação do meio ambiente natural contribui para uma formação cultural do sujeito, dentro de um contexto socioambiental. A leitura teve por fundamentação estudos teóricos voltados para a relação literatura e meio ambiente na perspectiva ecocrítica. Observamos, com base nos textos coletados, que ao transformar elementos do meio ambiente em matéria literária, com ênfase para elementos da cultura regional, a poesia popular tende a funcionar como uma ferramenta de educação ambiental em termos consciência das perdas provocadas pela degradação ecológica. Nesta perspectiva, nota-se que há um compromisso dos cordelistas em não apenas retratar o meio ambiente, o espaço em que ele vive sob as múltiplas faces existentes, mas também em trazer um discurso questionador que vai além do que a obra anseia, desde que haja o acesso do leitor a esse material. No conjunto, as obras em questão acabam por pontuar aspectos fundadores da teoria ecocrítica em demonstrar a interdependência, nem sempre óbvia, entre a imaginação humana, em todas as suas formas, e o ambiente. A compreensão é a de que, ao relacionar aspectos ecológicos à forma dos textos literários, mais do que um alinhamento à tendência contemporânea de religar seres humanos e natureza é uma reafirmação do lugar/ambiente desses seres como parte integrante da natureza.  Sendo assim, os textos literários contribuem não só para enriquecer as leituras, ao compreender o universo no qual se vive por meio dos múltiplos discursos inerentes às relações socioculturais implícitas nas questões a respeito do homem na relação com o meio, mas também, em âmbito social, para despertar as consciências adormecidas em matéria de ecologia. A contribuição desta pesquisa está em poder colaborar com os estudos voltados para o meio ambiente, na medida em que tem por foco uma problemática social, possibilitando reflexões para qualidade das relações socioambientais na atualidade, a partir de uma produção literária cuja matéria trata de questões palpáveis."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "EDUCAÇÃO AMBIENTAL"
    "palavra_chave" => "LITERATURA, MEIO AMBIENTE, CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA."
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_13_06_2014_20_00_50_idinscrito_1296_2baf2717594ae6c83675d722c21e468c.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:26"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA SUELY DA COSTA"
    "autor_nome_curto" => "SUELY COSTA"
    "autor_email" => "mscosta3@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UFRN"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

O trabalho traz resultados de pesquisa cujo interesse esteve em investigar as relações tecidas entre literatura e meio ambiente em obras da literatura popular nas quais a natureza deixou de ser um simples referencial para se tornar protagonista. A pesquisa teve um caráter qualitativo, de modo que a perspectiva quantitativa aparece de forma secundária. Em função disso, fez-se identificação, catalogação e análise do corpus de estudo, conforme sua forma de circulação, o folheto impresso e publicações virtuais. Nossa reflexão se deteve na análise de obras poéticas de cordel com fins de verificar como as formas de expressão literária da cultura popular se relacionam com os processos de construção da identidade cultural da região através da representação do meio ambiente natural, sob uma visão ecológica. De forma mais específica, o interesse esteve em observar nessas obras como a representação do meio ambiente natural contribui para uma formação cultural do sujeito, dentro de um contexto socioambiental. A leitura teve por fundamentação estudos teóricos voltados para a relação literatura e meio ambiente na perspectiva ecocrítica. Observamos, com base nos textos coletados, que ao transformar elementos do meio ambiente em matéria literária, com ênfase para elementos da cultura regional, a poesia popular tende a funcionar como uma ferramenta de educação ambiental em termos consciência das perdas provocadas pela degradação ecológica. Nesta perspectiva, nota-se que há um compromisso dos cordelistas em não apenas retratar o meio ambiente, o espaço em que ele vive sob as múltiplas faces existentes, mas também em trazer um discurso questionador que vai além do que a obra anseia, desde que haja o acesso do leitor a esse material. No conjunto, as obras em questão acabam por pontuar aspectos fundadores da teoria ecocrítica em demonstrar a interdependência, nem sempre óbvia, entre a imaginação humana, em todas as suas formas, e o ambiente. A compreensão é a de que, ao relacionar aspectos ecológicos à forma dos textos literários, mais do que um alinhamento à tendência contemporânea de religar seres humanos e natureza é uma reafirmação do lugar/ambiente desses seres como parte integrante da natureza. Sendo assim, os textos literários contribuem não só para enriquecer as leituras, ao compreender o universo no qual se vive por meio dos múltiplos discursos inerentes às relações socioculturais implícitas nas questões a respeito do homem na relação com o meio, mas também, em âmbito social, para despertar as consciências adormecidas em matéria de ecologia. A contribuição desta pesquisa está em poder colaborar com os estudos voltados para o meio ambiente, na medida em que tem por foco uma problemática social, possibilitando reflexões para qualidade das relações socioambientais na atualidade, a partir de uma produção literária cuja matéria trata de questões palpáveis.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.