Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 120
ANÁLISE QUALITATIVA DE RESILIÊNCIA EM MISTURAS FRESADAS REJUVENESCIDAS

Palavra-chaves: MATERIAL FRESADO, RESÍDUOS, RESILIÊNCIA, , Comunicação Oral (Artigo Completo) AT 06: Engenharias  e Arquitetura : abordagens sobre Ensino e Pesquisa

Resumo

AS CAMADAS DE REVESTIMENTOS ASFÁLTICOS BRASILEIROS VÊM SENTINDO AO DECORRER DOS ANOS, O CRESCIMENTO DO VOLUME DE TRÁFEGO, PROBLEMAS ESTRUTURAIS E FUNCIONAIS CARECENDO DE CONSTANTE MANUTENÇÃO, IMPACTANDO, TAMBÉM, O CONFORTO E SEGURANÇA DE USUÁRIOS. NESTA PERSPECTIVA, A RECICLAGEM DO MATERIAL FRESADO APARECE COMO ALTERNATIVA VIÁVEL PARA SOLUÇÃO DA PROBLEMÁTICA DO PONTO DE VISTA TÉCNICO E AMBIENTAL. NA PRESENTE PESQUISA ESTUDOU-SE MÉTODOS DE ANÁLISE QUALITATIVA DE RESILIÊNCIA EM MISTURAS FRESADAS RECICLADAS. A CARACTERIZAÇÃO DE RESILIÊNCIA FOI DADA SEGUNDO OS FATORES DE VULNERABILIDADE E CAPACIDADE, QUE OBTEVE UM VALOR IGUAL A 04 (QUATRO) EM UMA ESCALA DE 1 A 5. CLASSIFICOU-SE TAMBÉM O SISTEMA QUANTO ÀS HABILIDADES ADOTANDO O MÉTODO RAG, CARACTERIZANDO AS HABILIDADES DE DEFICIENTE À EXCELENTE. AS HABILIDADES RESPONDER E MONITORAR CLASSIFICARAM-SE COMO ACEITÁVEIS, JÁ ANTECIPAR E APRENDER COMO SATISFATÓRIAS. A ANÁLISE COM O MÉTODO DO CICLO ADAPTATIVO DEMONSTROU QUE O CICLO DA MISTURA ASFÁLTICA FRESADA RECICLADA OCORRE DE FORMA CONSISTENTE E SATISFATÓRIA. PORÉM, POR MAIS QUE SEJA FISCALIZADO E ELABORADO O SISTEMA, NÃO HÁ COMO GARANTIR ESTABILIDADE NO CICLO. O SISTEMA DE MISTURA FRESADA REJUVENESCIDA CATEGORIZOU-SE COMO RESILIENTE, POSSUINDO UM GRANDE POTENCIAL PARA RETORNAR AO SEU ESTADO ORIGINAL.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.