Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DIDÁTICOS AUDIOVISUAIS NO DEBATE DE TEMAS TRANSVERSAIS NA GEOGRAFIA

Palavra-chaves: GEOGRAFIA, RECURSOS AUDIOVISUAIS, TEMAS TRANSVERSAIS Comunicação Oral (CO) DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 6863
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1143
    "inscrito_id" => 5190
    "titulo" => "A UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DIDÁTICOS AUDIOVISUAIS NO DEBATE DE TEMAS TRANSVERSAIS NA GEOGRAFIA"
    "resumo" => "O presente trabalho trata sobre a transversalidade no ensino de Geografia e a importância dos recursos audiovisuais para trabalhar os conteúdos na educação básica. Considerando que as metodologias convencionais utilizadas neste ensino, muitas vezes tornam esta disciplina algo desestimulante e cansativo, foram propostas algumas práticas onde se tencionou superar essa condição da Geografia como uma disciplina simplista. O trabalho em questão é o resultado de experiências obtidas através de ações do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). As atividades foram desenvolvidas em uma escola pública do Ceará, para turmas do ensino médio. O objetivo geral dessa experiência foi despertar nos alunos o interesse pelo tema Meio Ambiente tendo como foco a discussão sobre as questões climáticas no Brasil. Como procedimentos metodológicos foram realizados levantamento bibliográfico sobre o tema transversalidade e recursos audiovisuais. Realizou-se uma sequência didática com estudo teórico e prático sobre os elementos da dinâmica do clima; uso de imagens de slide sobre esses diferentes elementos; exibição de um documentário sobre a seca na região Sul do Brasil. A experiência revelou que a exibição do documentário sobre a seca na região Sul do Brasil gerou surpresa nos alunos ao saber que as secas ocorrem não somente no Nordeste, mas em outras regiões do país. O assunto tratado e as novas descobertas despertaram muito interesse nos alunos, gerando uma discussão bastante produtiva sobre o tema. Os alunos conseguiram relacionar de maneira satisfatória os problemas retratados no documentário na região Sul com a problemática vivida atualmente em nossa região (Nordeste), além de levantarem outras questões sobre fatos que vêm ocorrendo atualmente, como a escassez de água no estado de São Paulo e as mudanças no clima global. Tais experiências tornam mais notória a influência da mídia sobre os alunos, de como esses alunos são bombardeados de informações e da necessidade do professor estar constantemente atualizado com relação a essas mídias. Com essa popularização ou até mesmo banalização das informações o professor agora tem o papel de mediar a transformação das informações adquiridas pelos alunos em conhecimento. Conclui-se que cada vez mais o professor deve estar em constante atualização a fim de trazer para a sala de aula novos recursos que venham dinamizar a aula e tornar os conteúdos mais atraentes, além de ser capaz de acompanhar de perto os debates e discussões que são gerados. Essa atualização dos professores se faz ainda importante para que estes possam mediar o processo de aprendizagem dos alunos levando-os a construção de sua criticidade."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL"
    "palavra_chave" => "GEOGRAFIA, RECURSOS AUDIOVISUAIS, TEMAS TRANSVERSAIS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_11_08_2014_19_42_00_idinscrito_5190_e8a9ae3445c067683e71f3da447808df.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:53"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:24"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSÉ ALMIR RAMOS MAIA FILHO"
    "autor_nome_curto" => "ALMIR"
    "autor_email" => "almirmaia.ufc@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 6863
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1143
    "inscrito_id" => 5190
    "titulo" => "A UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DIDÁTICOS AUDIOVISUAIS NO DEBATE DE TEMAS TRANSVERSAIS NA GEOGRAFIA"
    "resumo" => "O presente trabalho trata sobre a transversalidade no ensino de Geografia e a importância dos recursos audiovisuais para trabalhar os conteúdos na educação básica. Considerando que as metodologias convencionais utilizadas neste ensino, muitas vezes tornam esta disciplina algo desestimulante e cansativo, foram propostas algumas práticas onde se tencionou superar essa condição da Geografia como uma disciplina simplista. O trabalho em questão é o resultado de experiências obtidas através de ações do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). As atividades foram desenvolvidas em uma escola pública do Ceará, para turmas do ensino médio. O objetivo geral dessa experiência foi despertar nos alunos o interesse pelo tema Meio Ambiente tendo como foco a discussão sobre as questões climáticas no Brasil. Como procedimentos metodológicos foram realizados levantamento bibliográfico sobre o tema transversalidade e recursos audiovisuais. Realizou-se uma sequência didática com estudo teórico e prático sobre os elementos da dinâmica do clima; uso de imagens de slide sobre esses diferentes elementos; exibição de um documentário sobre a seca na região Sul do Brasil. A experiência revelou que a exibição do documentário sobre a seca na região Sul do Brasil gerou surpresa nos alunos ao saber que as secas ocorrem não somente no Nordeste, mas em outras regiões do país. O assunto tratado e as novas descobertas despertaram muito interesse nos alunos, gerando uma discussão bastante produtiva sobre o tema. Os alunos conseguiram relacionar de maneira satisfatória os problemas retratados no documentário na região Sul com a problemática vivida atualmente em nossa região (Nordeste), além de levantarem outras questões sobre fatos que vêm ocorrendo atualmente, como a escassez de água no estado de São Paulo e as mudanças no clima global. Tais experiências tornam mais notória a influência da mídia sobre os alunos, de como esses alunos são bombardeados de informações e da necessidade do professor estar constantemente atualizado com relação a essas mídias. Com essa popularização ou até mesmo banalização das informações o professor agora tem o papel de mediar a transformação das informações adquiridas pelos alunos em conhecimento. Conclui-se que cada vez mais o professor deve estar em constante atualização a fim de trazer para a sala de aula novos recursos que venham dinamizar a aula e tornar os conteúdos mais atraentes, além de ser capaz de acompanhar de perto os debates e discussões que são gerados. Essa atualização dos professores se faz ainda importante para que estes possam mediar o processo de aprendizagem dos alunos levando-os a construção de sua criticidade."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL"
    "palavra_chave" => "GEOGRAFIA, RECURSOS AUDIOVISUAIS, TEMAS TRANSVERSAIS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_11_08_2014_19_42_00_idinscrito_5190_e8a9ae3445c067683e71f3da447808df.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:53"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:24"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSÉ ALMIR RAMOS MAIA FILHO"
    "autor_nome_curto" => "ALMIR"
    "autor_email" => "almirmaia.ufc@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

O presente trabalho trata sobre a transversalidade no ensino de Geografia e a importância dos recursos audiovisuais para trabalhar os conteúdos na educação básica. Considerando que as metodologias convencionais utilizadas neste ensino, muitas vezes tornam esta disciplina algo desestimulante e cansativo, foram propostas algumas práticas onde se tencionou superar essa condição da Geografia como uma disciplina simplista. O trabalho em questão é o resultado de experiências obtidas através de ações do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). As atividades foram desenvolvidas em uma escola pública do Ceará, para turmas do ensino médio. O objetivo geral dessa experiência foi despertar nos alunos o interesse pelo tema Meio Ambiente tendo como foco a discussão sobre as questões climáticas no Brasil. Como procedimentos metodológicos foram realizados levantamento bibliográfico sobre o tema transversalidade e recursos audiovisuais. Realizou-se uma sequência didática com estudo teórico e prático sobre os elementos da dinâmica do clima; uso de imagens de slide sobre esses diferentes elementos; exibição de um documentário sobre a seca na região Sul do Brasil. A experiência revelou que a exibição do documentário sobre a seca na região Sul do Brasil gerou surpresa nos alunos ao saber que as secas ocorrem não somente no Nordeste, mas em outras regiões do país. O assunto tratado e as novas descobertas despertaram muito interesse nos alunos, gerando uma discussão bastante produtiva sobre o tema. Os alunos conseguiram relacionar de maneira satisfatória os problemas retratados no documentário na região Sul com a problemática vivida atualmente em nossa região (Nordeste), além de levantarem outras questões sobre fatos que vêm ocorrendo atualmente, como a escassez de água no estado de São Paulo e as mudanças no clima global. Tais experiências tornam mais notória a influência da mídia sobre os alunos, de como esses alunos são bombardeados de informações e da necessidade do professor estar constantemente atualizado com relação a essas mídias. Com essa popularização ou até mesmo banalização das informações o professor agora tem o papel de mediar a transformação das informações adquiridas pelos alunos em conhecimento. Conclui-se que cada vez mais o professor deve estar em constante atualização a fim de trazer para a sala de aula novos recursos que venham dinamizar a aula e tornar os conteúdos mais atraentes, além de ser capaz de acompanhar de perto os debates e discussões que são gerados. Essa atualização dos professores se faz ainda importante para que estes possam mediar o processo de aprendizagem dos alunos levando-os a construção de sua criticidade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.