Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 155
A UTILIZAÇÃO DA MÚSICA COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO NO ENSINO DE QUÍMICA ORGÂNICA

Palavra-chaves: ENSINO DE QUÍMICA, MEMORIZAÇÃO, PROBLEMATIZAÇÃO Comunicação Oral (CO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Resumo

É notório que a música através dos três elementos fundamentais que a compõe - ritmo, melodia e harmonia - tem sido utilizada pelo homem como ferramenta de ‘transmissão’ de saberes desde tempos imemoriais. No processo de escolarização, estudantes e professores, muitas vezes, apropriam-se dessa ferramenta e a transforma em recurso didático-pedagógico para facilitação da aprendizagem do ensino de ciências naturais, neste caso, química. Prova disso, um dos sites mais populares de compartilhamento de vídeos - http://www.youtube.com/ - mostra diversas publicações musicais que tem como finalidade ‘ensinar’ química. Este trabalho utilizou como procedimento metodológico o analítico-descritivo e como técnica, conforme o objeto de estudo, a pesquisa documental para analisar vídeos publicados no site citado no período de 2010 a 2012, que abordaram conteúdos de química orgânica no Ensino Médio. A análise do conteúdo dos vídeos que compuseram a amostra proporcionou a categorização das paródias em memorização mecânica e/ou problematização. O instrumento de coleta de informações foi a Observação Sistemática dos vídeos da amostra, e a Análise do Discurso foi utilizada na categorização do objeto de estudo desta investigação. Durante a análise foram observados vários aspectos, entre eles a intensa preocupação dos estudantes na aprovação do vestibular, a contribuição e não contribuição dos vídeos para o ensino e a aprendizagem levando em consideração as categorias. Observou-se, pois, as desvantagens dos vídeos assistidos apenas por estudantes sem a participação do professor e colegas da turma para interação cognitiva necessária: os vídeos se tornaram pouco eficazes para a construção do conhecimento. Concluiu-se, no âmbito desta pesquisa, que existiram mais vídeos que buscaram a memorização mecânica do que a problematização.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.