Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A GEOPOLÍTICA NA SALA DE AULA: REFLETINDO SOBRE AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA A FORMAÇÃO DOCENTE

Palavra-chaves: LIVRO DIDÁTICO;, GEOPOLÍTICA;, PIBID Comunicação Oral (CO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

A Geopolítica vem ganhando espaço como conhecimento essencial na construção de uma leitura geográfica do mundo, dessa maneira, a partir de uma experiência vivenciada no Subprojeto de Geografia no âmbito do projeto PIBID/CAPES/UEPB, buscamos, neste artigo, refletir sobre o ensino da geopolítica no ensino médio. Mais especificamente, apresentamos algumas reflexões a respeito do ensino da geopolítica a partir do livro didático observando qualitativamente o tratamento destinado à referida temática. Para tanto, tomamos como objeto de análise o livro Conexões: Estudos de Geografia Geral e do Brasil, da Editora Moderna, autoria de Terra, [et al] (2010). Trata-se de uma pesquisa, ainda em andamento, que vem sendo realizada numa perspectiva qualitativa, associada a um trabalho de intervenção pedagógica, no qual utilizamos o livro didático como um recurso didático, seguida da apresentação de uma proposta de como trabalhar os conteúdos da temática em sala de aula, haja vista ser importante o uso de tal recurso, devido a sua ampla disponibilidade nas escolas, além de constituir uma ferramenta que auxilia o professor nas aulas, embora não deva ditar os caminhos da efetivação da Geografia Escolar. O trabalho ressalta a formação do PIBID, o que implica na oportunidade de o licenciando vivenciar situações de aplicação dos saberes adquiridos na academia, ou seja, constrói uma articulação entre teoria e prática que possibilita um olhar diferenciado em sala de aula. A análise empreendida aponta para a importância do professor conceber o livro didático como um recurso que o auxiliará em sala de aula, sendo necessário, portanto, a utilização de outros recursos que venham a complementar o livro didático. Nesse sentido, evidenciamos a importância do PIBID/CAPES, para a formação docente, quanto para a valorização da profissão, por possibilitar a inserção dos graduandos no contexto das escolas públicas, para que desenvolvam atividades didático-pedagógicas e, assim, compreendam melhor a realidade da práxis docente.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.