Artigo Anais IV DESFAZENDO GÊNERO

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-2190

Visualizações: 303
A BIOLOGIZAÇÃO DO MACHISMO NO LIVRO O REMORSO DE BALTAZAR SERAPIÃO

Palavra-chaves: BIOLOGIZAÇÃO, RELAÇÕES ASSIMÉTRICAS, MOVIMENTO FEMINISTA, GENERO Comunicação Oral (CO) ST 13: GÊNEROS, CORPOS E SEXUALIDADES EM/COM ARTES: RESISTÊNCIAS E ATIVISMOS

Resumo

O DETERMINISMO BIOLÓGICO É O QUE IMPULSIONA A PERPETUAÇÃO E AFIRMAÇÃO DE COMPORTAMENTOS MISÓGINOS E MACHISTAS EM “O REMORSO DE BALTAZAR SERAPIÃO”, DE VALTER HUGO MÃE. NA NARRATIVA, A FIGURA DA MULHER MÃE, IRMÃ, ESPOSA, PROSTITUTA E BRUXA SÃO CONSTRUÍDAS COM BASE NA DOMINAÇÃO E PERPETUAÇÃO DAS RELAÇÕES ASSIMÉTRICAS ENTRE O GÊNERO MASCULINO E O FEMININO. O CORPO, O SEXO E DAS PERCEPÇÕES COGNITIVAS DA MULHER SÃO CONSTANTEMENTE DEFORMADAS, ESMAGADAS E VIOLENTADAS. O ARTIGO OBJETIVA SUSCITAR UMA ANÁLISE DO DISCURSO PATRIARCAL CRISTALIZADO NA OBRA TENDO COMO BASE TEORIAS ALIADAS AO MOVIMENTO FEMINISTA, COMO BOURDIEU (1998) E SIMONE DE BEAUVOIR (1967), DENTRE OUTROS TEÓRICOS. O TRABALHO SE ORGANIZARÁ EM DUAS PARTES. NA PRIMEIRA, IREMOS ABORDAR A DESNATURALIZAÇÃO DO DETERMINISMO BIOLÓGICO NA SOCIEDADE, COM O INTUITO DE DESNUDAR CRENÇAS E TEORIAS MACHISTAS. NA SEGUNDA PARTE, ANALISAREMOS FRAGMENTOS DA OBRA LITERÁRIA EM QUE DISCURSOS BIOLOGIZANTES SE FAZEM PRESENTES COMO JUSTIFICATIVA PARA A MARGINALIZAÇÃO DOS CORPOS E DAS MENTES FEMININAS. A PARTIR DO VÍNCULO ENTRE AS DUAS PARTES, OBTIVEMOS A POSSIBILIDADE DE IDENTIFICAR QUE OS IDEAIS DETERMINISTAS MARCAM DE FORMA ABRUPTA TODO O PERCURSO DO LIVRO.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.