Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 246
PSICOLINGUÍSTICA E ESTUDOS CULTURAIS: : CONTRIBUIÇÕES ÀS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NO CAMPO DA ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO

Palavra-chaves: ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE CULTURAL, EDUCAÇÃO INCLUSIVA, PSICOLINGUÍSTICA Comunicação Oral (CO) GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

A ALFABETIZAÇÃO, AINDA HOJE, É UMA DAS PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES DA INSTITUIÇÃO ESCOLAR, SENDO O USO DA ESCRITA FUNDAMENTAL PARA A INCLUSÃO DOS SUJEITOS NA CULTURA LETRADA, ORIUNDA DA MODERNIDADE. NESSE SENTIDO, A FINALIDADE DESTE TEXTO É REFLETIR SOBRE ÀS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DE ALFABETIZAÇÃO NA ESCOLA BRASILEIRA BUSCANDO COMPREENDER ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS TANTAS CRIANÇAS APRESENTAM CUSTOS DE APRENDIZAGEM NESTA ETAPA. ENTENDENDO QUE EM SUA MAIORIA OS ALUNOS QUE TENDEM A APRESENTAR TAIS CUSTOS SÃO OS SUJEITOS DA DIVERSIDADE CULTURAL BRASILEIRA, BUSCOU-SE FAZER UMA REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA NA ÁREA DO ESTUDOS CULTURAIS. ALÉM DISSO, PARA TRATAR DAS QUESTÕES RELACIONADAS A AQUISIÇÃO DA LÍNGUA E A CONSTRUÇÃO DA ESCRITA, FOI USADO COMO REFERÊNCIA A PSICOLINGUÍSTICA. AO LONGO DO TRABALHO PRECONIZA-SE A IDEIA DE QUE TODOS OS SUJEITOS ESCOLARES DEVEM TER A OPORTUNIDADE DE APRENDER A ESCRITA, INDEPENDENTE DE SUA ORIGEM, E QUE TAL ESFORÇO PRECISA SER FEITO POR TODOS OS AGENTES EDUCATIVOS, SENDO, ENTÃO, NECESSÁRIO QUE AS NOÇÕES SOBRE O ENSINO-APRENDIZAGEM DA ESCRITA E O MODO DE CADA ALUNO APRENDER SEJAM REVISTAS NO SENTIDO DE CONSTITUIR-SE UMA EDUCAÇÃO DEFINITIVAMENTE INCLUSIVA.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.