Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 236
DO MOVIMENTO NEGRO PARA A ESCOLA, DA ESCOLA PARA OMOVIMENTO NEGRO: CONTRIBUIÇÕES DO PROJETO AFROARTEPARA A FORMAÇÃO DE UMA CONSCIÊNCIA NEGRA ENTRE OSJOVENS DO MUNICÍPIO DE MARACANAÚ (2003-2019).

Palavra-chaves: ENSINO DE HISTÓRIA, LEI 10639/03, IDENTIDADE AFRO-BRASILEIRA, MEMÓRIA Comunicação Oral (CO) GT 05 - Movimentos Sociais, Sujeitos e Processos Educativos Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

RESUMO O PRESENTE PROJETO BUSCA REFLETIR SOBRE O PAPEL DA ESCOLA NA FORMAÇÃO SOCIAL DOS ESTUDANTES, TENDO COMO PONTO DE OBSERVAÇÃO A FORMAÇÃO DO CIDADÃO NA PERSPECTIVA DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS ATRAVÉS DA MEMÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL AFRO-BRASILEIRA, ANALISANDO A IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.639/2003 E SUA LIGAÇÃO COM UMA POSSÍVEL FORMAÇÃO DE UMA CONSCIÊNCIA IDENTITÁRIA ENTRE OS ESTUDANTES QUE POSSUEM CARACTERÍSTICAS AFRODESCENDENTES, A PARTIR DE PRÁTICAS EDUCATIVAS QUE TÊM COMO PROPOSTA O ENSINO DE HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA. PARA ISSO, FAZEMOS UMA ANÁLISE DO PROJETO AFROARTE, DESENVOLVIDO NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE ENSINO FUNDAMENTAL, DESDE O ANO DE 2009, NO MUNICÍPIO DE MARACANAÚ-CE, QUE TEM O OBJETIVO DE PROPOR DISCUSSÕES SOBRE A CULTURA AFRO-BRASILEIRA NO SENTIDO DE AMPLIAR O RECONHECIMENTO DA MEMÓRIA E DA IDENTIDADE DE AFRICANOS E SEUS DESCENDENTES. NESSE SENTIDO, TEMOS COMO BASE DE ANALISE, AS TEORIAS DE DESENVOLVIMENTO DA CONSCIÊNCIA HISTÓRICA, CONCEITUANDO AS IDEIAS DE CULTURA, IDENTIDADE E MEMÓRIA

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.