Artigo Anais IV CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

ESTUDO DAS PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS DE BIOFILMES DE CARBOXIMETILCELULOSE RETICULADOS COM ÁCIDO CÍTRICO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES

Palavra-chaves: CARBOXIMETILCELULOSE, �CIDO C�TRICO, FILMES POLIM�RICOS, BIOPOL�MEROS. Pôster (PO) AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa
"2019-09-02 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 56823
    "edicao_id" => 110
    "trabalho_id" => 511
    "inscrito_id" => 787
    "titulo" => "ESTUDO DAS PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS DE BIOFILMES DE CARBOXIMETILCELULOSE RETICULADOS COM ÁCIDO CÍTRICO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES"
    "resumo" => "O CARBOXIMETILCELULOSE � UM COPOL�MERO DERIVADO DA CELULOSE QUE PODE SER UTILIZADO EM DIVERSAS FINALIDADES, COMO NA PRODU��O DE FILMES BIODEGRAD�VEIS. ESTE TRABALHO VISA ESTUDAR O EFEITO DA ADI��O DE �CIDO C�TRICO COMO AGENTE RETICULANTE NAS PROPRIEDADES F�SICO-QU�MICAS DOS FILMES DE CMC. NESTE ESTUDO, USOU-SE DUAS DIFERENTES CONCENTRA��ES DE �CIDO C�TRICO INCORPORADO, 10%(M/M) E 20%(M/M). FORAM OBTIDOS ESPECTROS NA REGI�O DO INFRAVERMELHO DE AMOSTRAS DOS FILMES PUROS E RETICULADOS E TAMB�M REALIZOU-SE TESTES DE SOLUBILIDADE NAS MESMAS. COM ISSO, PODE-SE IDENTIFICAR BANDAS QUE EVIDENCIAM A OCORR�NCIA DO PROCESSO DE RETICULA��O. AL�M DISSO, NO TESTE DE SOLUBILIDADE, VERIFICOU-SE QUE EM CONCENTRA��ES MAIORES DE �CIDO C�TRICO INCORPORADA NO FILME EXISTE UMA MENOR PERDA DE MASSA ASSOCIADA DAS AMOSTRAS, O QUE � ATRIBU�DO A DIMINUI��O DA SOLUBILIDADE DO FILME EM MEIO AQUOSO. ASSIM, � POSS�VEL INFERIR QUE O PROCESSO DE RETICULA��O COM O AGENTE RETICULANTE EM QUEST�O INFLUENCIA DE FORMA SIGNIFICATIVA AS PROPRIEDADES F�SICO-QU�MICAS DOS FILMES PRODUZIDOS, O QUE PERMITE SEU USO EM CERTAS APLICA��ES, COMO A LIBERA��O CONTROLADA IN VITRO DE F�RMACOS, APLICADA NA �REA BIOM�DICA."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa"
    "palavra_chave" => "CARBOXIMETILCELULOSE, �CIDO C�TRICO, FILMES POLIM�RICOS, BIOPOL�MEROS."
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV126_MD4_SA6_ID787_01072019202105.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:52"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:23:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAURÍCIO FÁBIO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "MAURÍCIO FÁBIO DA SILVA"
    "autor_email" => "mauricio250fabio@gmail.co"
    "autor_ies" => "UFPE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONAPESC"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2019"
    "edicao_logo" => "5e49fc4622961_16022020233654.png"
    "edicao_capa" => "5f1841846340e_22072020103916.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-09-02 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 56823
    "edicao_id" => 110
    "trabalho_id" => 511
    "inscrito_id" => 787
    "titulo" => "ESTUDO DAS PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS DE BIOFILMES DE CARBOXIMETILCELULOSE RETICULADOS COM ÁCIDO CÍTRICO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES"
    "resumo" => "O CARBOXIMETILCELULOSE � UM COPOL�MERO DERIVADO DA CELULOSE QUE PODE SER UTILIZADO EM DIVERSAS FINALIDADES, COMO NA PRODU��O DE FILMES BIODEGRAD�VEIS. ESTE TRABALHO VISA ESTUDAR O EFEITO DA ADI��O DE �CIDO C�TRICO COMO AGENTE RETICULANTE NAS PROPRIEDADES F�SICO-QU�MICAS DOS FILMES DE CMC. NESTE ESTUDO, USOU-SE DUAS DIFERENTES CONCENTRA��ES DE �CIDO C�TRICO INCORPORADO, 10%(M/M) E 20%(M/M). FORAM OBTIDOS ESPECTROS NA REGI�O DO INFRAVERMELHO DE AMOSTRAS DOS FILMES PUROS E RETICULADOS E TAMB�M REALIZOU-SE TESTES DE SOLUBILIDADE NAS MESMAS. COM ISSO, PODE-SE IDENTIFICAR BANDAS QUE EVIDENCIAM A OCORR�NCIA DO PROCESSO DE RETICULA��O. AL�M DISSO, NO TESTE DE SOLUBILIDADE, VERIFICOU-SE QUE EM CONCENTRA��ES MAIORES DE �CIDO C�TRICO INCORPORADA NO FILME EXISTE UMA MENOR PERDA DE MASSA ASSOCIADA DAS AMOSTRAS, O QUE � ATRIBU�DO A DIMINUI��O DA SOLUBILIDADE DO FILME EM MEIO AQUOSO. ASSIM, � POSS�VEL INFERIR QUE O PROCESSO DE RETICULA��O COM O AGENTE RETICULANTE EM QUEST�O INFLUENCIA DE FORMA SIGNIFICATIVA AS PROPRIEDADES F�SICO-QU�MICAS DOS FILMES PRODUZIDOS, O QUE PERMITE SEU USO EM CERTAS APLICA��ES, COMO A LIBERA��O CONTROLADA IN VITRO DE F�RMACOS, APLICADA NA �REA BIOM�DICA."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa"
    "palavra_chave" => "CARBOXIMETILCELULOSE, �CIDO C�TRICO, FILMES POLIM�RICOS, BIOPOL�MEROS."
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV126_MD4_SA6_ID787_01072019202105.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:52"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:23:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAURÍCIO FÁBIO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "MAURÍCIO FÁBIO DA SILVA"
    "autor_email" => "mauricio250fabio@gmail.co"
    "autor_ies" => "UFPE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONAPESC"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2019"
    "edicao_logo" => "5e49fc4622961_16022020233654.png"
    "edicao_capa" => "5f1841846340e_22072020103916.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-09-02 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 02 de setembro de 2019

Resumo

O CARBOXIMETILCELULOSE � UM COPOL�MERO DERIVADO DA CELULOSE QUE PODE SER UTILIZADO EM DIVERSAS FINALIDADES, COMO NA PRODU��O DE FILMES BIODEGRAD�VEIS. ESTE TRABALHO VISA ESTUDAR O EFEITO DA ADI��O DE �CIDO C�TRICO COMO AGENTE RETICULANTE NAS PROPRIEDADES F�SICO-QU�MICAS DOS FILMES DE CMC. NESTE ESTUDO, USOU-SE DUAS DIFERENTES CONCENTRA��ES DE �CIDO C�TRICO INCORPORADO, 10%(M/M) E 20%(M/M). FORAM OBTIDOS ESPECTROS NA REGI�O DO INFRAVERMELHO DE AMOSTRAS DOS FILMES PUROS E RETICULADOS E TAMB�M REALIZOU-SE TESTES DE SOLUBILIDADE NAS MESMAS. COM ISSO, PODE-SE IDENTIFICAR BANDAS QUE EVIDENCIAM A OCORR�NCIA DO PROCESSO DE RETICULA��O. AL�M DISSO, NO TESTE DE SOLUBILIDADE, VERIFICOU-SE QUE EM CONCENTRA��ES MAIORES DE �CIDO C�TRICO INCORPORADA NO FILME EXISTE UMA MENOR PERDA DE MASSA ASSOCIADA DAS AMOSTRAS, O QUE � ATRIBU�DO A DIMINUI��O DA SOLUBILIDADE DO FILME EM MEIO AQUOSO. ASSIM, � POSS�VEL INFERIR QUE O PROCESSO DE RETICULA��O COM O AGENTE RETICULANTE EM QUEST�O INFLUENCIA DE FORMA SIGNIFICATIVA AS PROPRIEDADES F�SICO-QU�MICAS DOS FILMES PRODUZIDOS, O QUE PERMITE SEU USO EM CERTAS APLICA��ES, COMO A LIBERA��O CONTROLADA IN VITRO DE F�RMACOS, APLICADA NA �REA BIOM�DICA.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.