Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

LUDOTERAPIA: UMA ESTRATÉGIA DE HUMANIZAÇÃO NO CUIDADO DE CRIANÇAS HOSPITALIZADAS

Palavra-chaves: HUMANIZAÇÃO, LUDOTERAPIA, CRIANÇA HOSPITALIZADA Pôster (PO) Enfermagem
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5670
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 83
    "inscrito_id" => 2077
    "titulo" => "LUDOTERAPIA: UMA ESTRATÉGIA DE HUMANIZAÇÃO NO CUIDADO DE CRIANÇAS HOSPITALIZADAS"
    "resumo" => "A hospitalização da criança torna-se uma agressão ao julgamento de liberdade que ela tem, por meio da humanização do cuidado com práticas lúdicas, a criança aprende a conviver, a ganhar, perder e esperar sua vez, lidar com as frustrações, apreciar e explorar o mundo. O presente trabalho objetiva abordar pontos positivos nas práticas da ludoterapia com crianças, vivenciadas pelo Projeto de extensão Enfermeiros do Riso no período de junho a outubro de 2013, no Hospital Infantil de Imperatriz – MA, tendo como enfoque principal a humanização da assistência à criança hospitalizada, utilizando-se da observação das práticas e receptividade pelo público alvo. A humanização prestada à criança envolveu mecanismos promotores de riso e descontração, como nariz de palhaço, peruca, pintura no rosto, fantasias, acessórios coloridos, de forma que a criança pudesse aceitar melhor as brincadeiras propostas, o que proporcionou a integralização social com outras crianças na perspectiva de troca de experiências e envolvimento nas atividades lúdicas propostas como brincadeiras e conto de estórias infantis. Desta forma, foi possível observar que a humanização estruturada pela ludoterapia, melhora as condições emocionais e a qualidade de vida das crianças no âmbito hospitalar, atuando como uma terapia que elimina as sensações desagradáveis provocadas pelo ambiente em que se encontram, auxiliando na reabilitação e até na cura das mesmas, bem como, uma interação melhor entre funcionários, crianças e acompanhantes, tornando a vida hospitalar mais harmoniosa, mais feliz e menos dolorosa. O sucesso das atividades com as crianças é firmado quando os pais e/ou acompanhantes se fazem presentes. A ludoterapia, tendo como foco os palhaços dentro do hospital, gera sentimentos de alegria e bem estar, implicando não somente na vida da criança, como também aos pais e/ou acompanhantes e equipe que presta cuidados. Sendo assim a ludoterapia, firma um elo entre a imaginação da criança e a exposição, vislumbrando alternativas de melhor comunicação e expressão, potencializando uma assistência especializada, individualizada ao mesmo tempo socializar e que necessita de pouco recursos para ser aplicada. Portanto, a ludoterapia, firma um elo entre a imaginação da criança e a exposição, vislumbrando alternativas de melhor comunicação e expressão, potencializando uma assistência especializada, individualizada e ao mesmo tempo socializadora a qual necessita de poucos recursos para ser aplicada."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Enfermagem"
    "palavra_chave" => "HUMANIZAÇÃO, LUDOTERAPIA, CRIANÇA HOSPITALIZADA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_11_03_2014_10_16_28_idinscrito_2077_2607ea318ef04412ecf8353098ae655a.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "YTALLO JUANN ALVES SILVA PEREIRA"
    "autor_nome_curto" => "YTALLO JUANN ALVES SILVA PEREI"
    "autor_email" => "yjas@hotmail.com.br"
    "autor_ies" => "UFM"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5670
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 83
    "inscrito_id" => 2077
    "titulo" => "LUDOTERAPIA: UMA ESTRATÉGIA DE HUMANIZAÇÃO NO CUIDADO DE CRIANÇAS HOSPITALIZADAS"
    "resumo" => "A hospitalização da criança torna-se uma agressão ao julgamento de liberdade que ela tem, por meio da humanização do cuidado com práticas lúdicas, a criança aprende a conviver, a ganhar, perder e esperar sua vez, lidar com as frustrações, apreciar e explorar o mundo. O presente trabalho objetiva abordar pontos positivos nas práticas da ludoterapia com crianças, vivenciadas pelo Projeto de extensão Enfermeiros do Riso no período de junho a outubro de 2013, no Hospital Infantil de Imperatriz – MA, tendo como enfoque principal a humanização da assistência à criança hospitalizada, utilizando-se da observação das práticas e receptividade pelo público alvo. A humanização prestada à criança envolveu mecanismos promotores de riso e descontração, como nariz de palhaço, peruca, pintura no rosto, fantasias, acessórios coloridos, de forma que a criança pudesse aceitar melhor as brincadeiras propostas, o que proporcionou a integralização social com outras crianças na perspectiva de troca de experiências e envolvimento nas atividades lúdicas propostas como brincadeiras e conto de estórias infantis. Desta forma, foi possível observar que a humanização estruturada pela ludoterapia, melhora as condições emocionais e a qualidade de vida das crianças no âmbito hospitalar, atuando como uma terapia que elimina as sensações desagradáveis provocadas pelo ambiente em que se encontram, auxiliando na reabilitação e até na cura das mesmas, bem como, uma interação melhor entre funcionários, crianças e acompanhantes, tornando a vida hospitalar mais harmoniosa, mais feliz e menos dolorosa. O sucesso das atividades com as crianças é firmado quando os pais e/ou acompanhantes se fazem presentes. A ludoterapia, tendo como foco os palhaços dentro do hospital, gera sentimentos de alegria e bem estar, implicando não somente na vida da criança, como também aos pais e/ou acompanhantes e equipe que presta cuidados. Sendo assim a ludoterapia, firma um elo entre a imaginação da criança e a exposição, vislumbrando alternativas de melhor comunicação e expressão, potencializando uma assistência especializada, individualizada ao mesmo tempo socializar e que necessita de pouco recursos para ser aplicada. Portanto, a ludoterapia, firma um elo entre a imaginação da criança e a exposição, vislumbrando alternativas de melhor comunicação e expressão, potencializando uma assistência especializada, individualizada e ao mesmo tempo socializadora a qual necessita de poucos recursos para ser aplicada."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Enfermagem"
    "palavra_chave" => "HUMANIZAÇÃO, LUDOTERAPIA, CRIANÇA HOSPITALIZADA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_11_03_2014_10_16_28_idinscrito_2077_2607ea318ef04412ecf8353098ae655a.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "YTALLO JUANN ALVES SILVA PEREIRA"
    "autor_nome_curto" => "YTALLO JUANN ALVES SILVA PEREI"
    "autor_email" => "yjas@hotmail.com.br"
    "autor_ies" => "UFM"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

A hospitalização da criança torna-se uma agressão ao julgamento de liberdade que ela tem, por meio da humanização do cuidado com práticas lúdicas, a criança aprende a conviver, a ganhar, perder e esperar sua vez, lidar com as frustrações, apreciar e explorar o mundo. O presente trabalho objetiva abordar pontos positivos nas práticas da ludoterapia com crianças, vivenciadas pelo Projeto de extensão Enfermeiros do Riso no período de junho a outubro de 2013, no Hospital Infantil de Imperatriz – MA, tendo como enfoque principal a humanização da assistência à criança hospitalizada, utilizando-se da observação das práticas e receptividade pelo público alvo. A humanização prestada à criança envolveu mecanismos promotores de riso e descontração, como nariz de palhaço, peruca, pintura no rosto, fantasias, acessórios coloridos, de forma que a criança pudesse aceitar melhor as brincadeiras propostas, o que proporcionou a integralização social com outras crianças na perspectiva de troca de experiências e envolvimento nas atividades lúdicas propostas como brincadeiras e conto de estórias infantis. Desta forma, foi possível observar que a humanização estruturada pela ludoterapia, melhora as condições emocionais e a qualidade de vida das crianças no âmbito hospitalar, atuando como uma terapia que elimina as sensações desagradáveis provocadas pelo ambiente em que se encontram, auxiliando na reabilitação e até na cura das mesmas, bem como, uma interação melhor entre funcionários, crianças e acompanhantes, tornando a vida hospitalar mais harmoniosa, mais feliz e menos dolorosa. O sucesso das atividades com as crianças é firmado quando os pais e/ou acompanhantes se fazem presentes. A ludoterapia, tendo como foco os palhaços dentro do hospital, gera sentimentos de alegria e bem estar, implicando não somente na vida da criança, como também aos pais e/ou acompanhantes e equipe que presta cuidados. Sendo assim a ludoterapia, firma um elo entre a imaginação da criança e a exposição, vislumbrando alternativas de melhor comunicação e expressão, potencializando uma assistência especializada, individualizada ao mesmo tempo socializar e que necessita de pouco recursos para ser aplicada. Portanto, a ludoterapia, firma um elo entre a imaginação da criança e a exposição, vislumbrando alternativas de melhor comunicação e expressão, potencializando uma assistência especializada, individualizada e ao mesmo tempo socializadora a qual necessita de poucos recursos para ser aplicada.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.