Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOS

Palavra-chaves: ASMA, ADOLESCENTES, SINTOMAS Tema Livre (TL) Fisioterapia
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5398
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 840
    "inscrito_id" => 143
    "titulo" => "PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOS"
    "resumo" => "PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOSMarcos Abrantes Moreira. Acadêmico de Fisioterapia da Faculdade Santa Maria. E-mail:markim.abrantes@hotmail.comLuma Soares Lustosa. Acadêmica de Fisioterapia da Universidade Federal da Paraiba. E-mail: luma_lustosa@hotmail.comAmanda Moreira de Sousa. Acadêmica de Fisioterapia da Faculdade Santa Maria. E-mail: amandamoreirafisio@hotmail.com Elisangela Vilar de Assis. Docente da Faculdade Santa Maria. E-mail:Lily.vilar@gmail.comVitor Engrácia Valenti. Docente da Faculdade Santa Maria. E-mail: vitor.valenti@gmail.comFaculdade Santa Maria - Cajazeiras - PBIntrodução: A asma é definida como uma doença pulmonar inflamatória crônica persistente, reversível total ou parcialmente de forma espontânea ou com tratamento, que se caracteriza pela obstrução das vias aéreas. No Brasil a asma representa o terceiro maior gasto do Sistema Único de Saúde (SUS) em hospitalizações. Com isso, constatamos que é importante a identificação dos sintomas e dos fatores de risco ao qual a população esteja exposta, pois é essencial para o esclarecimento das diferenças relacionadas a outras doenças, além de proporcionar um tratamento integrado por parte dos profissionais evitando assim as hospitalizações e o comprometimento das atividades de vida diária. Objetivo: Identificar os sintomas prevalentes em asmáticos de 13 e 14 anos. Metodologia: Estudo de revisão integrativa da literatura, baseado na pesquisa de artigos científicos, com ano de publicação compreendido entre 2001 e 2013. Foram selecionados 25 artigos, sendo utilizados oito encontrados nos bancos de dados: Scielo e Lilacs, por intermédios dos descritores controlados: asma, adolescentes, sintomas, tendo como critério de inclusão artigos de ensaio clínico, estudo quase experimental, intervenção fisioterapêutica, transversais e excluídos os de revisão de literatura. Resultados: A prevalência de asma e indicadores de gravidade tem sido estimada mundialmente através de inquéritos epidemiológicos baseados no protocolo ISAAC. A alergia e a rinite apresentaram-se como importantes fatores associados à asma. A história natural das doenças atópicas, salvo exceções individuais, manifesta-se numa sequência característica: elas iniciam-se na infância com dermatite atópica e alergia alimentar, entram em remissão, posteriormente evoluem para rinite em torno de 50% dos casos, dos quais mais de 40% progridem para asma. Conclusão: Na adolescência a prevalência fica maior para as meninas, o que parece ser decorrente, possivelmente, de fatores hormonais, além de que meninos têm a tendência de subestimar seus sintomas; ao contrário, as meninas podem superestimá-los.Palavras-chave: Asma. Adolescentes. Sintomas."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Fisioterapia"
    "palavra_chave" => "ASMA, ADOLESCENTES, SINTOMAS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_24_03_2014_23_27_36_idinscrito_143_9bb0c97562e46121624ce26fbd635ee4.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARCOS ABRANTES MOREIRA"
    "autor_nome_curto" => "MARCOS ABRANTES"
    "autor_email" => "markim.abrantes@hotmail.c"
    "autor_ies" => "FACULDADE SANTA MARIA - FSM"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5398
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 840
    "inscrito_id" => 143
    "titulo" => "PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOS"
    "resumo" => "PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOSMarcos Abrantes Moreira. Acadêmico de Fisioterapia da Faculdade Santa Maria. E-mail:markim.abrantes@hotmail.comLuma Soares Lustosa. Acadêmica de Fisioterapia da Universidade Federal da Paraiba. E-mail: luma_lustosa@hotmail.comAmanda Moreira de Sousa. Acadêmica de Fisioterapia da Faculdade Santa Maria. E-mail: amandamoreirafisio@hotmail.com Elisangela Vilar de Assis. Docente da Faculdade Santa Maria. E-mail:Lily.vilar@gmail.comVitor Engrácia Valenti. Docente da Faculdade Santa Maria. E-mail: vitor.valenti@gmail.comFaculdade Santa Maria - Cajazeiras - PBIntrodução: A asma é definida como uma doença pulmonar inflamatória crônica persistente, reversível total ou parcialmente de forma espontânea ou com tratamento, que se caracteriza pela obstrução das vias aéreas. No Brasil a asma representa o terceiro maior gasto do Sistema Único de Saúde (SUS) em hospitalizações. Com isso, constatamos que é importante a identificação dos sintomas e dos fatores de risco ao qual a população esteja exposta, pois é essencial para o esclarecimento das diferenças relacionadas a outras doenças, além de proporcionar um tratamento integrado por parte dos profissionais evitando assim as hospitalizações e o comprometimento das atividades de vida diária. Objetivo: Identificar os sintomas prevalentes em asmáticos de 13 e 14 anos. Metodologia: Estudo de revisão integrativa da literatura, baseado na pesquisa de artigos científicos, com ano de publicação compreendido entre 2001 e 2013. Foram selecionados 25 artigos, sendo utilizados oito encontrados nos bancos de dados: Scielo e Lilacs, por intermédios dos descritores controlados: asma, adolescentes, sintomas, tendo como critério de inclusão artigos de ensaio clínico, estudo quase experimental, intervenção fisioterapêutica, transversais e excluídos os de revisão de literatura. Resultados: A prevalência de asma e indicadores de gravidade tem sido estimada mundialmente através de inquéritos epidemiológicos baseados no protocolo ISAAC. A alergia e a rinite apresentaram-se como importantes fatores associados à asma. A história natural das doenças atópicas, salvo exceções individuais, manifesta-se numa sequência característica: elas iniciam-se na infância com dermatite atópica e alergia alimentar, entram em remissão, posteriormente evoluem para rinite em torno de 50% dos casos, dos quais mais de 40% progridem para asma. Conclusão: Na adolescência a prevalência fica maior para as meninas, o que parece ser decorrente, possivelmente, de fatores hormonais, além de que meninos têm a tendência de subestimar seus sintomas; ao contrário, as meninas podem superestimá-los.Palavras-chave: Asma. Adolescentes. Sintomas."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Fisioterapia"
    "palavra_chave" => "ASMA, ADOLESCENTES, SINTOMAS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_24_03_2014_23_27_36_idinscrito_143_9bb0c97562e46121624ce26fbd635ee4.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARCOS ABRANTES MOREIRA"
    "autor_nome_curto" => "MARCOS ABRANTES"
    "autor_email" => "markim.abrantes@hotmail.c"
    "autor_ies" => "FACULDADE SANTA MARIA - FSM"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOSMarcos Abrantes Moreira. Acadêmico de Fisioterapia da Faculdade Santa Maria. E-mail:markim.abrantes@hotmail.comLuma Soares Lustosa. Acadêmica de Fisioterapia da Universidade Federal da Paraiba. E-mail: luma_lustosa@hotmail.comAmanda Moreira de Sousa. Acadêmica de Fisioterapia da Faculdade Santa Maria. E-mail: amandamoreirafisio@hotmail.com Elisangela Vilar de Assis. Docente da Faculdade Santa Maria. E-mail:Lily.vilar@gmail.comVitor Engrácia Valenti. Docente da Faculdade Santa Maria. E-mail: vitor.valenti@gmail.comFaculdade Santa Maria - Cajazeiras - PBIntrodução: A asma é definida como uma doença pulmonar inflamatória crônica persistente, reversível total ou parcialmente de forma espontânea ou com tratamento, que se caracteriza pela obstrução das vias aéreas. No Brasil a asma representa o terceiro maior gasto do Sistema Único de Saúde (SUS) em hospitalizações. Com isso, constatamos que é importante a identificação dos sintomas e dos fatores de risco ao qual a população esteja exposta, pois é essencial para o esclarecimento das diferenças relacionadas a outras doenças, além de proporcionar um tratamento integrado por parte dos profissionais evitando assim as hospitalizações e o comprometimento das atividades de vida diária. Objetivo: Identificar os sintomas prevalentes em asmáticos de 13 e 14 anos. Metodologia: Estudo de revisão integrativa da literatura, baseado na pesquisa de artigos científicos, com ano de publicação compreendido entre 2001 e 2013. Foram selecionados 25 artigos, sendo utilizados oito encontrados nos bancos de dados: Scielo e Lilacs, por intermédios dos descritores controlados: asma, adolescentes, sintomas, tendo como critério de inclusão artigos de ensaio clínico, estudo quase experimental, intervenção fisioterapêutica, transversais e excluídos os de revisão de literatura. Resultados: A prevalência de asma e indicadores de gravidade tem sido estimada mundialmente através de inquéritos epidemiológicos baseados no protocolo ISAAC. A alergia e a rinite apresentaram-se como importantes fatores associados à asma. A história natural das doenças atópicas, salvo exceções individuais, manifesta-se numa sequência característica: elas iniciam-se na infância com dermatite atópica e alergia alimentar, entram em remissão, posteriormente evoluem para rinite em torno de 50% dos casos, dos quais mais de 40% progridem para asma. Conclusão: Na adolescência a prevalência fica maior para as meninas, o que parece ser decorrente, possivelmente, de fatores hormonais, além de que meninos têm a tendência de subestimar seus sintomas; ao contrário, as meninas podem superestimá-los.Palavras-chave: Asma. Adolescentes. Sintomas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.