Artigo Anais IV CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

CRESCIMENTO DA CHLORELLA SP. EM DIFERENTES DILUIÇÕES DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO

Palavra-chaves: CHLORELLA SP., LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO, CRESCIMENTO CELULAR, NITROGÊNIO AMONIACAL Comunicação Oral (CO) AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa
"2019-09-02 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 56698
    "edicao_id" => 110
    "trabalho_id" => 964
    "inscrito_id" => 1990
    "titulo" => "CRESCIMENTO DA CHLORELLA SP. EM DIFERENTES DILUIÇÕES DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO"
    "resumo" => "NESTE TRABALHO FOI ESTUDADO O CRESCIMENTO DA CHLORELLA SP. EM DIFERENTES DILUIÇÕES DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO. O LIXIVIADO É UM RESÍDUO LÍQUIDO RESULTANTE DA DEGRADAÇÃO E UMIDADE NATURAL DOS RESÍDUOS E DA ÁGUA QUE PERCOLA NA CAMADA DE COBERTURA E INTERIOR DAS CÉLULAS DE ATERRAMENTO. APRESENTA ELEVADA CARGA DE POLUENTES RECALCITRANTES E ALTOS NÍVEIS DE NITROGÊNIO AMONIACAL, PODENDO SER USADO COMO FONTE DE NITROGÊNIO NA PRODUÇÃO DE MICROALGAS. O SISTEMA CONSTITUIU-SE DE 7 BIORREATORES, ALIMENTADOS EM BATELADA, EM FOTOPERÍODO DE 24 HORAS, TEMPERATURA DE 270 C E TDH DE 480 HORAS COM VOLUME DE 200 ML DE LIXIVIADO DILUÍDO EM ÁGUA DESTILADA EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE N-AMONIACAL E 10 ML DE CHLORELLA SP. EM FASE ESTACIONÁRIA.  AS MAIORES DENSIDADES CELULARES (DC) FORAM REGISTRADAS NAS CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO AMONIACAL AFLUENTES DE 46, 100 E 192 MG. L-1, COM INCREMENTOS SUPERIORES A 250% ATÉ O 50 DIA DE MONITORAÇÃO. O MENOR CRESCIMENTO FOI OBTIDO NA CONCENTRAÇÃO DE NITROGÊNIO AMONIACAL DE 379 E 575 MG. L-1 COM INCREMENTOS ATÉ O 50 DIA DE 10 E 12%. A PARTIR DO 100 DIA, A DC FOI SEMPRE DECRESCENTE, ATINGINDO VALORES DE 2,83X104 E 2,68X104 CEL. ML-1 RESPECTIVAMENTE. O PH FOI CRESCENTE EM TODOS OS SISTEMAS EXCETUANDO-SE NO CONTROLE NEGATIVO, ATINGINDO INCREMENTOS DE 2 UNIDADES ATÉ O 200 DIA DE MONITORAÇÃO. OS RESULTADOS SÃO INDICATIVOS DE QUE A CHLORELLA SP. CONSEGUE ADAPTAR-SE E CRESCER EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO AMONIACAL, PODENDO SER APLICADA EFICIENTEMENTE NO TRATAMENTO TERCIÁRIO DO LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa"
    "palavra_chave" => "CHLORELLA SP., LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO, CRESCIMENTO CELULAR, NITROGÊNIO AMONIACAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV126_MD1_SA6_ID1990_01082019191259.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:52"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:23:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA CÉLIA CAVALCANTE DE PAULA E SILVA"
    "autor_nome_curto" => "MARIA CÉLIA"
    "autor_email" => "celia_romulo@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONAPESC"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2019"
    "edicao_logo" => "5e49fc4622961_16022020233654.png"
    "edicao_capa" => "5f1841846340e_22072020103916.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-09-02 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 56698
    "edicao_id" => 110
    "trabalho_id" => 964
    "inscrito_id" => 1990
    "titulo" => "CRESCIMENTO DA CHLORELLA SP. EM DIFERENTES DILUIÇÕES DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO"
    "resumo" => "NESTE TRABALHO FOI ESTUDADO O CRESCIMENTO DA CHLORELLA SP. EM DIFERENTES DILUIÇÕES DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO. O LIXIVIADO É UM RESÍDUO LÍQUIDO RESULTANTE DA DEGRADAÇÃO E UMIDADE NATURAL DOS RESÍDUOS E DA ÁGUA QUE PERCOLA NA CAMADA DE COBERTURA E INTERIOR DAS CÉLULAS DE ATERRAMENTO. APRESENTA ELEVADA CARGA DE POLUENTES RECALCITRANTES E ALTOS NÍVEIS DE NITROGÊNIO AMONIACAL, PODENDO SER USADO COMO FONTE DE NITROGÊNIO NA PRODUÇÃO DE MICROALGAS. O SISTEMA CONSTITUIU-SE DE 7 BIORREATORES, ALIMENTADOS EM BATELADA, EM FOTOPERÍODO DE 24 HORAS, TEMPERATURA DE 270 C E TDH DE 480 HORAS COM VOLUME DE 200 ML DE LIXIVIADO DILUÍDO EM ÁGUA DESTILADA EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE N-AMONIACAL E 10 ML DE CHLORELLA SP. EM FASE ESTACIONÁRIA.  AS MAIORES DENSIDADES CELULARES (DC) FORAM REGISTRADAS NAS CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO AMONIACAL AFLUENTES DE 46, 100 E 192 MG. L-1, COM INCREMENTOS SUPERIORES A 250% ATÉ O 50 DIA DE MONITORAÇÃO. O MENOR CRESCIMENTO FOI OBTIDO NA CONCENTRAÇÃO DE NITROGÊNIO AMONIACAL DE 379 E 575 MG. L-1 COM INCREMENTOS ATÉ O 50 DIA DE 10 E 12%. A PARTIR DO 100 DIA, A DC FOI SEMPRE DECRESCENTE, ATINGINDO VALORES DE 2,83X104 E 2,68X104 CEL. ML-1 RESPECTIVAMENTE. O PH FOI CRESCENTE EM TODOS OS SISTEMAS EXCETUANDO-SE NO CONTROLE NEGATIVO, ATINGINDO INCREMENTOS DE 2 UNIDADES ATÉ O 200 DIA DE MONITORAÇÃO. OS RESULTADOS SÃO INDICATIVOS DE QUE A CHLORELLA SP. CONSEGUE ADAPTAR-SE E CRESCER EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO AMONIACAL, PODENDO SER APLICADA EFICIENTEMENTE NO TRATAMENTO TERCIÁRIO DO LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa"
    "palavra_chave" => "CHLORELLA SP., LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO, CRESCIMENTO CELULAR, NITROGÊNIO AMONIACAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV126_MD1_SA6_ID1990_01082019191259.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:52"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:23:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA CÉLIA CAVALCANTE DE PAULA E SILVA"
    "autor_nome_curto" => "MARIA CÉLIA"
    "autor_email" => "celia_romulo@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONAPESC"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2019"
    "edicao_logo" => "5e49fc4622961_16022020233654.png"
    "edicao_capa" => "5f1841846340e_22072020103916.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-09-02 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 02 de setembro de 2019

Resumo

NESTE TRABALHO FOI ESTUDADO O CRESCIMENTO DA CHLORELLA SP. EM DIFERENTES DILUIÇÕES DE LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO. O LIXIVIADO É UM RESÍDUO LÍQUIDO RESULTANTE DA DEGRADAÇÃO E UMIDADE NATURAL DOS RESÍDUOS E DA ÁGUA QUE PERCOLA NA CAMADA DE COBERTURA E INTERIOR DAS CÉLULAS DE ATERRAMENTO. APRESENTA ELEVADA CARGA DE POLUENTES RECALCITRANTES E ALTOS NÍVEIS DE NITROGÊNIO AMONIACAL, PODENDO SER USADO COMO FONTE DE NITROGÊNIO NA PRODUÇÃO DE MICROALGAS. O SISTEMA CONSTITUIU-SE DE 7 BIORREATORES, ALIMENTADOS EM BATELADA, EM FOTOPERÍODO DE 24 HORAS, TEMPERATURA DE 270 C E TDH DE 480 HORAS COM VOLUME DE 200 ML DE LIXIVIADO DILUÍDO EM ÁGUA DESTILADA EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE N-AMONIACAL E 10 ML DE CHLORELLA SP. EM FASE ESTACIONÁRIA. AS MAIORES DENSIDADES CELULARES (DC) FORAM REGISTRADAS NAS CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO AMONIACAL AFLUENTES DE 46, 100 E 192 MG. L-1, COM INCREMENTOS SUPERIORES A 250% ATÉ O 50 DIA DE MONITORAÇÃO. O MENOR CRESCIMENTO FOI OBTIDO NA CONCENTRAÇÃO DE NITROGÊNIO AMONIACAL DE 379 E 575 MG. L-1 COM INCREMENTOS ATÉ O 50 DIA DE 10 E 12%. A PARTIR DO 100 DIA, A DC FOI SEMPRE DECRESCENTE, ATINGINDO VALORES DE 2,83X104 E 2,68X104 CEL. ML-1 RESPECTIVAMENTE. O PH FOI CRESCENTE EM TODOS OS SISTEMAS EXCETUANDO-SE NO CONTROLE NEGATIVO, ATINGINDO INCREMENTOS DE 2 UNIDADES ATÉ O 200 DIA DE MONITORAÇÃO. OS RESULTADOS SÃO INDICATIVOS DE QUE A CHLORELLA SP. CONSEGUE ADAPTAR-SE E CRESCER EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO AMONIACAL, PODENDO SER APLICADA EFICIENTEMENTE NO TRATAMENTO TERCIÁRIO DO LIXIVIADO DE ATERRO SANITÁRIO.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.