Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

Visualizações: 234
TRATAMENTO DIRETAMENTE OBSERVADO DA TUBERCULOSE: UMA OPORTUNIDADE PARA REALIZAÇÃO DE AÇÕES EDUCATIVAS

Palavra-chaves: TUBERCULOSE, EDUCAÇÃO EM SAÚDE, EMPODERAMENTO Relato de Experiência(RE) Saúde Pública Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Caracterização do problema: O tratamento diretamente observado (TDO) é uma estratégia internacional para o controle da Tuberculose (TB), que pode ser realizado no domicilio, nos serviços de saúde ou no local de trabalho do doente. O acompanhamento contínuo do doente e familiares oportuniza a realização de educação em saúde, onde os profissionais/acadêmicos da área explicam e esclarecem dúvidas sobre a doença, meios de transmissão, prevenção e tratamento. As ações educativas são fundamentais por proporcionar qualidade de vida aos pacientes e familiares.Descrição da Experiência: Os pesquisadores do Grupo de Pesquisa em Avaliação de Serviços em Saúde – UEPB/CNPq, desenvolvem um projeto de extensão, em parceria com o Ambulatório Municipal de Referência de TB, Campina Grande-PB, acompanham o tratamento antiTB com a realização do TDO no domicílio dos doentes, e trabalham a educação permanente em saúde junto ao doente e seus familiares. É abordado o processo de adoecimento por TB, as formas de transmissão e prevenção da doença. Os indivíduos são orientados a usar máscara nas primeiras semanas de tratamento. São esclarecidos sobre os medicamentos, esquema prescrito, horários da medicação, duração do tratamento, ocorrência de efeitos adversos, as vantagens da adesão ao tratamento e as possíveis consequências na sua interrupção. Orienta-se sobre a coleta de escarro para os exames baciloscópicos e os procedimentos para a coleta que devem ser mensais e realizadas em locais ventilados e ensolarados. Informa-se sobre a possibilidade de haver complicação da doença durante o tratamento e as principais condutas a serem tomada diante dos agravos. Com isto, observa-se o empoderamento dos doentes e de seus familiares, mudando atitudes e comportamentos, favorecendo a adesão ao tratamento. Estigmas e mitos são desfeitos, o doente passa a não ser segregado no seio familiar e estabelece relação de corresponsabilidade com seus familiares no tratamento. Considerações: A educação permanente realizada dia-a-dia, com a abordagem individual e familiar contribui para a melhoria da qualidade de vida do doente, auxilia em melhores resultados do tratamento, favorece a adesão e contribui para o alcance da cura. O empoderamento vindo do entendimento sobre o processo patológico e de tratamento da doença, torna o doente sujeito do seu tratamento e a família colaboradora de todo o processo. Assim, compreende-se o TDO como um elemento estratégico para o controle da TB, e que deve estar atrelado a um trabalho de educação permanente em saúde.Este relato foi construído com base nas experiências do Grupo de Pesquisa Avaliação de Serviços de Saúde, cadastrado no CNPq e certificado pela UEPB, que desenvolve o Projeto de Extensão intitulado do projeto extensão “Contribuindo para a efetividade do Tratamento Diretamente Observado (TDO) como estratégia de controle ao tratamento da TB no ambulatório de referência do Município de Campina Grande”, da Universidade Estadual da Paraíba, que acompanha os doentes em tratamento antiTB com a realização do TDO no domicílio.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.