Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

AÇÕES EDUCATIVAS COM UNIVERSITÁRIOS SOBRE FATORES DE RISCO PARA SÍNDROME METABÓLICA

Palavra-chaves: SÍNDROME X METABÓLICA, EDUCAÇÃO EM SAÚDE, ESTUDANTES Tema Livre (TL) Saúde Coletiva
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5524
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 506
    "inscrito_id" => 1204
    "titulo" => "AÇÕES EDUCATIVAS COM UNIVERSITÁRIOS SOBRE FATORES DE RISCO PARA SÍNDROME METABÓLICA"
    "resumo" => "Resumo: A Síndrome Metabólica (SM) vem sendo alvo de muitos estudos. Esse é um mal da vida moderna que está relacionado às mudanças no estilo de vida das pessoas. Essa síndrome se associa a diversas alterações metabólicas, como também a Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNT) e particularmente as Doenças Cardiovasculares (DCV). Portanto, Objetivou-se neste estudo identificar o conhecimento sobre os fatores de risco para Síndrome Metabólica antes e após as intervenções educativas realizadas com universitários. Metodologia: Trata-se de estudo do tipo comparativo, prospectivo e de intervenção. O projeto foi realizado em uma instituição pública de ensino superior de um campus do interior do Piauí, com uma amostra de 22 universitários da área de humanas e exatas. A coleta aconteceu no período de novembro de 2013 a março de 2014, através de formulários em três encontros de intervenção educativa mais os exames laboratoriais. Resultados e Discussão: Com os dados do pré teste foi possível observar que 45,4% dos indivíduos apresentou mais que bom conhecimento e 9,0%, muito bom conhecimento sobre a SM. No pós-teste imediato, o nível de conhecimento foi de 65% para mais que bom conhecimento e 20% muito bom conhecimento. Um estudo transversal realizado com universitários da Universidade Federal do Ceará – Fortaleza mostrou que a prevalência da SM foi de 1,7% (FREITAS, 2013). Conclusão: Assim, com a implementação da educação em saúde e a aplicação do instrumento de pós teste, verificou-se que a intervenção educativa aprimorou os conhecimentos."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Saúde Coletiva"
    "palavra_chave" => "SÍNDROME X METABÓLICA, EDUCAÇÃO EM SAÚDE, ESTUDANTES"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_13_03_2014_00_07_00_idinscrito_1204_49dfe4c0510bf058b575485dce486ce9.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "REÂNGELA CINTIA RODRIGUES DE OLIVEIRA LIMA"
    "autor_nome_curto" => "REÂNGELA CINTIA"
    "autor_email" => "cynthiast_89@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5524
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 506
    "inscrito_id" => 1204
    "titulo" => "AÇÕES EDUCATIVAS COM UNIVERSITÁRIOS SOBRE FATORES DE RISCO PARA SÍNDROME METABÓLICA"
    "resumo" => "Resumo: A Síndrome Metabólica (SM) vem sendo alvo de muitos estudos. Esse é um mal da vida moderna que está relacionado às mudanças no estilo de vida das pessoas. Essa síndrome se associa a diversas alterações metabólicas, como também a Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNT) e particularmente as Doenças Cardiovasculares (DCV). Portanto, Objetivou-se neste estudo identificar o conhecimento sobre os fatores de risco para Síndrome Metabólica antes e após as intervenções educativas realizadas com universitários. Metodologia: Trata-se de estudo do tipo comparativo, prospectivo e de intervenção. O projeto foi realizado em uma instituição pública de ensino superior de um campus do interior do Piauí, com uma amostra de 22 universitários da área de humanas e exatas. A coleta aconteceu no período de novembro de 2013 a março de 2014, através de formulários em três encontros de intervenção educativa mais os exames laboratoriais. Resultados e Discussão: Com os dados do pré teste foi possível observar que 45,4% dos indivíduos apresentou mais que bom conhecimento e 9,0%, muito bom conhecimento sobre a SM. No pós-teste imediato, o nível de conhecimento foi de 65% para mais que bom conhecimento e 20% muito bom conhecimento. Um estudo transversal realizado com universitários da Universidade Federal do Ceará – Fortaleza mostrou que a prevalência da SM foi de 1,7% (FREITAS, 2013). Conclusão: Assim, com a implementação da educação em saúde e a aplicação do instrumento de pós teste, verificou-se que a intervenção educativa aprimorou os conhecimentos."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Saúde Coletiva"
    "palavra_chave" => "SÍNDROME X METABÓLICA, EDUCAÇÃO EM SAÚDE, ESTUDANTES"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_13_03_2014_00_07_00_idinscrito_1204_49dfe4c0510bf058b575485dce486ce9.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "REÂNGELA CINTIA RODRIGUES DE OLIVEIRA LIMA"
    "autor_nome_curto" => "REÂNGELA CINTIA"
    "autor_email" => "cynthiast_89@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Resumo: A Síndrome Metabólica (SM) vem sendo alvo de muitos estudos. Esse é um mal da vida moderna que está relacionado às mudanças no estilo de vida das pessoas. Essa síndrome se associa a diversas alterações metabólicas, como também a Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNT) e particularmente as Doenças Cardiovasculares (DCV). Portanto, Objetivou-se neste estudo identificar o conhecimento sobre os fatores de risco para Síndrome Metabólica antes e após as intervenções educativas realizadas com universitários. Metodologia: Trata-se de estudo do tipo comparativo, prospectivo e de intervenção. O projeto foi realizado em uma instituição pública de ensino superior de um campus do interior do Piauí, com uma amostra de 22 universitários da área de humanas e exatas. A coleta aconteceu no período de novembro de 2013 a março de 2014, através de formulários em três encontros de intervenção educativa mais os exames laboratoriais. Resultados e Discussão: Com os dados do pré teste foi possível observar que 45,4% dos indivíduos apresentou mais que bom conhecimento e 9,0%, muito bom conhecimento sobre a SM. No pós-teste imediato, o nível de conhecimento foi de 65% para mais que bom conhecimento e 20% muito bom conhecimento. Um estudo transversal realizado com universitários da Universidade Federal do Ceará – Fortaleza mostrou que a prevalência da SM foi de 1,7% (FREITAS, 2013). Conclusão: Assim, com a implementação da educação em saúde e a aplicação do instrumento de pós teste, verificou-se que a intervenção educativa aprimorou os conhecimentos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.