Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

UM OLHAR SOCIAL SOBRE A SAÚDE DO IDOSO NUMA PERSPECTIVA INTERSETORIAL

Palavra-chaves: IDOSO, SAÚDE MENTAL, INTERSETORIALIDADE Relato de Experiência(RE) Psicologia
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5382
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 494
    "inscrito_id" => 1223
    "titulo" => "UM OLHAR SOCIAL SOBRE A SAÚDE DO IDOSO NUMA PERSPECTIVA INTERSETORIAL"
    "resumo" => "Introdução/Justificativa: As políticas de ação social e da saúde possibilitam ação de forma prática na transformação de intervenções, saberes e valores no cotidiano da vida dos pacientes com transtorno mental. Com o movimento da Reforma Psiquiátrica no Brasil modifica-se, gradativamente, os modelos de atenção e gestão nas práticas de saúde, em defesa da saúde coletiva, equidade na oferta dos serviços, e protagonismo dos trabalhadores e usuários dos serviços de saúde nos processos de gestão e produção de tecnologias de cuidado. Neste sentido, o referido trabalho objetivou apresentar a assistência prestada através da interlocução entre o CRAS e CAPS do Município de Juazeirinho/PB, assim como analisar a reinserção do indivíduo com sofrimento mental na sociedade e o resgate da sua cidadania, bem como descrever a importância da ação intersetorial destes dispositivos na melhoria do paciente com transtorno mental. Método: Trata-se de um relato de experiência, adotando-se como instrumento o Estudo de Caso para relatar o caso da usuária ao qual chamaremos de “N”. Foram, então, utilizadas observações e entrevistas semi-estruturadas, as quais foram transcritas posteriormente, objetivando analisar o discurso sobre perspectiva bardaniana. Resultados: De acordo com o estudado, nos relatos da paciente, o acolhimento prestado pelo serviço do CRAS favoreceu sua reinserção social, uma vez que através da escuta qualificada e atenta da demanda trazida, de maus tratos as filhas, desvios de comportamento e descontrole de medicamentos, contribuiu para romper o ciclo de adoecimento psíquico. Considera-se que a intervenção do CAPS juntamente com o CRAS, através do controle da medicação da usuária, adesão à psicoterapia, de atividades de sensibilização tiveram significativa importância para as possíveis mudanças nos padrões comportamentais de sua vida cotidiana e familiar. Conclusão: Os resultados conformam-se na convergência de que a execução de uma política voltada para a transversalidade das ações de rede de atendimento social possibilita uma cobertura assistencial e a construção de uma rede de cuidados baseados na humanização no SUS e na intersetorialidade. Possibilitando assim, melhoria da qualidade de vida do portador de transtorno mental e favorecendo a inclusão social dos pacientes ao propiciar trocas sociais e escuta ativa como instrumento terapêutico."
    "modalidade" => "Relato de Experiência(RE)"
    "area_tematica" => "Psicologia"
    "palavra_chave" => "IDOSO, SAÚDE MENTAL, INTERSETORIALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_3datahora_12_03_2014_23_57_18_idinscrito_1223_1e63203ee3f75a9d820d295b1a139dcc.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LÚCIA NATALIE PAULINO DE MELO"
    "autor_nome_curto" => "NATALIE"
    "autor_email" => "lucianatalie13@hotmail.co"
    "autor_ies" => "FURNE/UNIPÊ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5382
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 494
    "inscrito_id" => 1223
    "titulo" => "UM OLHAR SOCIAL SOBRE A SAÚDE DO IDOSO NUMA PERSPECTIVA INTERSETORIAL"
    "resumo" => "Introdução/Justificativa: As políticas de ação social e da saúde possibilitam ação de forma prática na transformação de intervenções, saberes e valores no cotidiano da vida dos pacientes com transtorno mental. Com o movimento da Reforma Psiquiátrica no Brasil modifica-se, gradativamente, os modelos de atenção e gestão nas práticas de saúde, em defesa da saúde coletiva, equidade na oferta dos serviços, e protagonismo dos trabalhadores e usuários dos serviços de saúde nos processos de gestão e produção de tecnologias de cuidado. Neste sentido, o referido trabalho objetivou apresentar a assistência prestada através da interlocução entre o CRAS e CAPS do Município de Juazeirinho/PB, assim como analisar a reinserção do indivíduo com sofrimento mental na sociedade e o resgate da sua cidadania, bem como descrever a importância da ação intersetorial destes dispositivos na melhoria do paciente com transtorno mental. Método: Trata-se de um relato de experiência, adotando-se como instrumento o Estudo de Caso para relatar o caso da usuária ao qual chamaremos de “N”. Foram, então, utilizadas observações e entrevistas semi-estruturadas, as quais foram transcritas posteriormente, objetivando analisar o discurso sobre perspectiva bardaniana. Resultados: De acordo com o estudado, nos relatos da paciente, o acolhimento prestado pelo serviço do CRAS favoreceu sua reinserção social, uma vez que através da escuta qualificada e atenta da demanda trazida, de maus tratos as filhas, desvios de comportamento e descontrole de medicamentos, contribuiu para romper o ciclo de adoecimento psíquico. Considera-se que a intervenção do CAPS juntamente com o CRAS, através do controle da medicação da usuária, adesão à psicoterapia, de atividades de sensibilização tiveram significativa importância para as possíveis mudanças nos padrões comportamentais de sua vida cotidiana e familiar. Conclusão: Os resultados conformam-se na convergência de que a execução de uma política voltada para a transversalidade das ações de rede de atendimento social possibilita uma cobertura assistencial e a construção de uma rede de cuidados baseados na humanização no SUS e na intersetorialidade. Possibilitando assim, melhoria da qualidade de vida do portador de transtorno mental e favorecendo a inclusão social dos pacientes ao propiciar trocas sociais e escuta ativa como instrumento terapêutico."
    "modalidade" => "Relato de Experiência(RE)"
    "area_tematica" => "Psicologia"
    "palavra_chave" => "IDOSO, SAÚDE MENTAL, INTERSETORIALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_3datahora_12_03_2014_23_57_18_idinscrito_1223_1e63203ee3f75a9d820d295b1a139dcc.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LÚCIA NATALIE PAULINO DE MELO"
    "autor_nome_curto" => "NATALIE"
    "autor_email" => "lucianatalie13@hotmail.co"
    "autor_ies" => "FURNE/UNIPÊ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Introdução/Justificativa: As políticas de ação social e da saúde possibilitam ação de forma prática na transformação de intervenções, saberes e valores no cotidiano da vida dos pacientes com transtorno mental. Com o movimento da Reforma Psiquiátrica no Brasil modifica-se, gradativamente, os modelos de atenção e gestão nas práticas de saúde, em defesa da saúde coletiva, equidade na oferta dos serviços, e protagonismo dos trabalhadores e usuários dos serviços de saúde nos processos de gestão e produção de tecnologias de cuidado. Neste sentido, o referido trabalho objetivou apresentar a assistência prestada através da interlocução entre o CRAS e CAPS do Município de Juazeirinho/PB, assim como analisar a reinserção do indivíduo com sofrimento mental na sociedade e o resgate da sua cidadania, bem como descrever a importância da ação intersetorial destes dispositivos na melhoria do paciente com transtorno mental. Método: Trata-se de um relato de experiência, adotando-se como instrumento o Estudo de Caso para relatar o caso da usuária ao qual chamaremos de “N”. Foram, então, utilizadas observações e entrevistas semi-estruturadas, as quais foram transcritas posteriormente, objetivando analisar o discurso sobre perspectiva bardaniana. Resultados: De acordo com o estudado, nos relatos da paciente, o acolhimento prestado pelo serviço do CRAS favoreceu sua reinserção social, uma vez que através da escuta qualificada e atenta da demanda trazida, de maus tratos as filhas, desvios de comportamento e descontrole de medicamentos, contribuiu para romper o ciclo de adoecimento psíquico. Considera-se que a intervenção do CAPS juntamente com o CRAS, através do controle da medicação da usuária, adesão à psicoterapia, de atividades de sensibilização tiveram significativa importância para as possíveis mudanças nos padrões comportamentais de sua vida cotidiana e familiar. Conclusão: Os resultados conformam-se na convergência de que a execução de uma política voltada para a transversalidade das ações de rede de atendimento social possibilita uma cobertura assistencial e a construção de uma rede de cuidados baseados na humanização no SUS e na intersetorialidade. Possibilitando assim, melhoria da qualidade de vida do portador de transtorno mental e favorecendo a inclusão social dos pacientes ao propiciar trocas sociais e escuta ativa como instrumento terapêutico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.