Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

ENTENDENDO O QUELOIDE: AS INTERCORRÊNCIAS NO PROCESSO DE CICATRIZAÇÃO QUE LEVAM A ESSE FENÔMENO. ASPECTOS RELEVANTES NA ATENÇÃO BÁSICA.

Palavra-chaves: ATENÇÃO BÁSICA, CICATRIZAÇÃO, QUELOIDE Tema Livre (TL) Enfermagem Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Propõe-se a exposição do tema “Entendendo o Queloide: As intercorrências no processo de cicatrização que levam a esse fenômeno. Aspectos Relevantes na Atenção Básica”. Trazendo como objetivos demonstrar a platéia ouvinte como ocorre o processo de formação desse tipo de cicatriz, e conseguinte a isso, sintetizar do ponto de vista histomolecular como os mecanismos de reparo são alterados no mesmo. O trabalho vem assim com o intuito de expor conhecimentos acerca deste fenômeno, tanto para profissionais graduados, quanto para acadêmicos. Visa-se atingir os que procedam em todos os níveis assistenciais, ainda que a preferência seja encaminhada aos que atuam, ou pretendem atuar, na atenção básica, já que a carência de embasamento o qual proporcione a constatação do fenômeno, reflete instantaneamente e de modo efetivo na qualidade de vida e interação social de seus portadores. A fundamentação teórica se deu através de revisão bibliográfica, usando essencialmente livros e artigos científicos, tendo como base preferencial de dados a SciELO e o Google Acadêmico. Sabe-se que o queloide não representa uma patologia do ponto de vista fisiológico, pois o mesmo não interfere no funcionamento normal do organismo, no entanto, ele representa uma ameaça potencial a saúde do psicológico para os que o possuem, pois interfere de maneira brusca, na sua condição estética, predispondo quadros de isolamento social e até depressão. Deste modo tendo em vista esses fatores e de acordo com os argumentos já citados, considera-se de suma importância um conhecimento básico por parte dos profissionais de saúde e da população em geral, sobre esse tipo de cicatriz, para que sejam evitadas determinadas situações que levem ao individuo portador a se sentir excluído, assim promovendo-se a melhora do serviço e integralização da assistência.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.