Artigo Anais VI CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE FUNCIONAL EM INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE ALZHEIMER SUBMETIDOS À ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA (ETCC)

Palavra-chaves: DOENÇA DE ALZHEIMER, ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA, FUNCIONALIDADE Comunicação Oral (CO) AT 03: Práticas Clínicas e Terapêuticas direcionadas à Pessoa Idosa Publicado em 26 de junho de 2019

Resumo

A DOENÇA DE ALZHEIMER É UMA DOENÇA CRÔNICA NEUROLÓGICA NÃO TRANSMISSÍVEL, DEGENERATIVA, DO TIPO DEMÊNCIA SENIL, QUE APRESENTA UMA EVOLUÇÃO PROGRESSIVA E COMPLEXA. A DISFUNÇÃO COGNITIVA DESSA DOENÇA PODE AFETAR NEGATIVAMENTE A CAPACIDADE FUNCIONAL EM TODAS AS ÁREAS DE DESEMPENHO OCUPACIONAL DO INDIVÍDUO, INCLUINDO ATIVIDADES BÁSICAS DA VIDA DIÁRIA (ABVD). A ETCC É CARACTERIZADA COM UMA INTERVENÇÃO TERAPÊUTICA NÃO FARMACOLÓGICA, SENDO BASTANTE TESTADA NA ATUALIDADE, PRINCIPALMENTE POR SER DE BAIXO CUSTO. PORTANTO, O OBJETIVO DO TRABALHO FOI COMPARAR A EFICÁCIA DA ETCC PRÉ E PÓS SOBRE INCAPACIDADE FUNCIONAL EM PACIENTES COM DIAGNÓSTICO DE DA NO ESTÁGIO LEVE (CDR1). PARTICIPARAM DO ESTUDO 6 PACIENTES NO ESTÁGIO LEVE DA DOENÇA DE ALZHEIMER, OS QUAIS FORAM SUBMETIDOS A 24 SESSÕES DE ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA. COMO RESULTADO OBTIVEMOS QUE NÃO SE PÔDE COMPROVAR EFEITOS BENÉFICOS DE MELHORA DA FUNCIONALIDADE COM BASE NA AVALIAÇÃO DO DAD NOS PACIENTES QUE RECEBERAM A ESTIMULAÇÃO ATIVA, NO GRUPO PLACEBO NÃO HOUVE MUDANÇAS SIGNIFICATIVAS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.