Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

AVALIAÇÃO DA RELACÃO ENTRE O CONTROLE DE PLACA E A PERCEPÇÃO DE PRÉ-ESCOLARES FRENTE À SAÚDE BUCAL

Palavra-chaves: HIGIENE ORAL, SAÚDE BUCAL, ODONTOLOGIA Pôster (PO) Odontologia
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5328
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 135
    "inscrito_id" => 39
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DA RELACÃO ENTRE O CONTROLE DE PLACA E A PERCEPÇÃO DE PRÉ-ESCOLARES FRENTE À SAÚDE BUCAL"
    "resumo" => "A promoção de saúde deve valorizar o conhecimento como possibilidade de autonomia, reconhecendo que os cuidados relacionados a higiene oral representam um fator a ser considerado dentro da  problematização da saúde bucal desde a idade pré-escolar. Desta forma, este trabalho objetivou avaliar as condições de higiene oral de pré-escolares e os seus conhecimentos sobre saúde bucal, dieta e hábitos de higiene. Foram analisados 82 crianças de seis creches municipais da cidade de Patos – PB. O conhecimento dos pré-escolares foi avaliado por meio de um questionário lúdico e adaptado a realidade local e os níveis de higiene oral foram analisados por meio do Índice de Higiene Oral Simplicado (IHOS). Verificou-se que a maioria das crianças apontou a pasta (84%), a escova (84%), o dentista (70,4%) e o fio dental (66,7%) como elementos amigos do dente e 86,4% afirmaram conhecer o dentista. Em contrapartida, em relação à dieta, menos da metade das crianças associaram os doces tais como chocolate (33,3%), como alimentos prejudiciais aos dentes. A avaliação do IHOS mostrou que 53,1% das crianças apresentaram higiene regular e 24,7% higiene deficiente, revelando que o conhecimento sobre elementos que são amigos do dente nem sempre é convertido em hábitos saudáveis e de higiene bucal adequada, havendo a necessidade de maior integração escola-dentista visando o desenvolvimento do estímulo e  autonomia das crianças em relação ao cuidado com a saúde."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Odontologia"
    "palavra_chave" => "HIGIENE ORAL, SAÚDE BUCAL, ODONTOLOGIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_11_03_2014_23_15_51_idinscrito_39_6e48329567afb29221b945621af609e8.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "KALLYNE KENNYA FERNANDES ALENCAR FURTADO"
    "autor_nome_curto" => "KALLYNE KENNYA"
    "autor_email" => "kallynekennya@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5328
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 135
    "inscrito_id" => 39
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DA RELACÃO ENTRE O CONTROLE DE PLACA E A PERCEPÇÃO DE PRÉ-ESCOLARES FRENTE À SAÚDE BUCAL"
    "resumo" => "A promoção de saúde deve valorizar o conhecimento como possibilidade de autonomia, reconhecendo que os cuidados relacionados a higiene oral representam um fator a ser considerado dentro da  problematização da saúde bucal desde a idade pré-escolar. Desta forma, este trabalho objetivou avaliar as condições de higiene oral de pré-escolares e os seus conhecimentos sobre saúde bucal, dieta e hábitos de higiene. Foram analisados 82 crianças de seis creches municipais da cidade de Patos – PB. O conhecimento dos pré-escolares foi avaliado por meio de um questionário lúdico e adaptado a realidade local e os níveis de higiene oral foram analisados por meio do Índice de Higiene Oral Simplicado (IHOS). Verificou-se que a maioria das crianças apontou a pasta (84%), a escova (84%), o dentista (70,4%) e o fio dental (66,7%) como elementos amigos do dente e 86,4% afirmaram conhecer o dentista. Em contrapartida, em relação à dieta, menos da metade das crianças associaram os doces tais como chocolate (33,3%), como alimentos prejudiciais aos dentes. A avaliação do IHOS mostrou que 53,1% das crianças apresentaram higiene regular e 24,7% higiene deficiente, revelando que o conhecimento sobre elementos que são amigos do dente nem sempre é convertido em hábitos saudáveis e de higiene bucal adequada, havendo a necessidade de maior integração escola-dentista visando o desenvolvimento do estímulo e  autonomia das crianças em relação ao cuidado com a saúde."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Odontologia"
    "palavra_chave" => "HIGIENE ORAL, SAÚDE BUCAL, ODONTOLOGIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_11_03_2014_23_15_51_idinscrito_39_6e48329567afb29221b945621af609e8.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "KALLYNE KENNYA FERNANDES ALENCAR FURTADO"
    "autor_nome_curto" => "KALLYNE KENNYA"
    "autor_email" => "kallynekennya@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

A promoção de saúde deve valorizar o conhecimento como possibilidade de autonomia, reconhecendo que os cuidados relacionados a higiene oral representam um fator a ser considerado dentro da problematização da saúde bucal desde a idade pré-escolar. Desta forma, este trabalho objetivou avaliar as condições de higiene oral de pré-escolares e os seus conhecimentos sobre saúde bucal, dieta e hábitos de higiene. Foram analisados 82 crianças de seis creches municipais da cidade de Patos – PB. O conhecimento dos pré-escolares foi avaliado por meio de um questionário lúdico e adaptado a realidade local e os níveis de higiene oral foram analisados por meio do Índice de Higiene Oral Simplicado (IHOS). Verificou-se que a maioria das crianças apontou a pasta (84%), a escova (84%), o dentista (70,4%) e o fio dental (66,7%) como elementos amigos do dente e 86,4% afirmaram conhecer o dentista. Em contrapartida, em relação à dieta, menos da metade das crianças associaram os doces tais como chocolate (33,3%), como alimentos prejudiciais aos dentes. A avaliação do IHOS mostrou que 53,1% das crianças apresentaram higiene regular e 24,7% higiene deficiente, revelando que o conhecimento sobre elementos que são amigos do dente nem sempre é convertido em hábitos saudáveis e de higiene bucal adequada, havendo a necessidade de maior integração escola-dentista visando o desenvolvimento do estímulo e autonomia das crianças em relação ao cuidado com a saúde.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.