Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

POSSIBILIDADES TERAPÊUTICAS “AS MARGENS” DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: BENZEDEIRAS E SUA RELAÇÃO COM AS PLANTAS MEDICINAIS

Palavra-chaves: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE, PLANTAS MEDICINAIS, MEDICINA POPULAR Tema Livre (TL) Saúde Coletiva
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5312
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 262
    "inscrito_id" => 1713
    "titulo" => "POSSIBILIDADES TERAPÊUTICAS “AS MARGENS” DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: BENZEDEIRAS E SUA RELAÇÃO COM AS PLANTAS MEDICINAIS"
    "resumo" => "São longínquos os percursos que apontam a configuração de assistência em saúde disponível no Brasil, hoje. Nas entre linhas do atendimento em saúde, são inúmeras as possibilidades terapêuticas que se distendem no ínterim das comunidades. As benzedeiras estão enquanto válvula de escape para condições impostas pelo modelo hegemônico de produção de cuidado. O objetivo do trabalho ora em apreciação se arrola na possibilidade de investigar, a partir de um projeto de pesquisa desenvolvido junto à comunidade Malvinas do município de Campina Grande – PB as possibilidades terapêuticas que se encontram “as margens” da Atenção Primária à Saúde, visualizando as benzedeiras em sua relação com as plantas medicinais. O caminho traçado possui uma trilha eminentemente qualitativa de caráter descritivo, pois partimos da concepção que as pesquisas necessitam se ancorarem numa compreensão da realidade sócio-cultural. Em outras palavras, privilegiamos uma interpretação sistêmica e transdisciplinar. Para a coleta de informações foram utilizadas as seguintes técnicas, como: roteiro de entrevista, além de observação participante. A coleta de dados foi feita por meio de Pesquisa de Campo, para o processamento e análise dos dados foi utilizada a técnica de análise de discurs. O número de Benzedeiras diagnosticadas na comunidade Malvinas no município de Campina Grande – PB foram de 06 agenciadoras da cura pela magicidade das plantas medicinais. Como se pode perceber o número expressivo de mulheres, enquanto benzedeiras denota que as mesmas são conhecedoras de um saber extraordinário e para que se possa compreendê-los é necessário possuir mais que uma visão de pesquisador é preciso possuir sensibilidade para ouvir, sentir e ver. As benzedeiras de fato acertavam em suas indicações, entretanto, a forma de preparo não era tão precisa quanto a que se elenca em artigos previamente avaliados. Contudo é pertinente, acentuar que as benzedeiras muitas vezes estão marginalizadas, quando deveriam ser agenciadoras de cura em conjunto aos profissionais de saúde. A Atenção Primária em Saúde, por fazer parte de uma intricada teia que está imersa no social, pode ser abordada por diversas ênfases de reflexões, no entanto, nessa discussão priorizou-se o saber popular que advém das possibilidades terapêuticas que margeiam os serviços de saúde."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Saúde Coletiva"
    "palavra_chave" => "ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE, PLANTAS MEDICINAIS, MEDICINA POPULAR"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_12_03_2014_17_50_14_idinscrito_1713_d5a663b840333aff6929720c961fe246.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSÉ OLIVANDRO DUARTE DE OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "OLIVANDRO DUARTE"
    "autor_email" => "olivandro_duarte@hotmail."
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5312
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 262
    "inscrito_id" => 1713
    "titulo" => "POSSIBILIDADES TERAPÊUTICAS “AS MARGENS” DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: BENZEDEIRAS E SUA RELAÇÃO COM AS PLANTAS MEDICINAIS"
    "resumo" => "São longínquos os percursos que apontam a configuração de assistência em saúde disponível no Brasil, hoje. Nas entre linhas do atendimento em saúde, são inúmeras as possibilidades terapêuticas que se distendem no ínterim das comunidades. As benzedeiras estão enquanto válvula de escape para condições impostas pelo modelo hegemônico de produção de cuidado. O objetivo do trabalho ora em apreciação se arrola na possibilidade de investigar, a partir de um projeto de pesquisa desenvolvido junto à comunidade Malvinas do município de Campina Grande – PB as possibilidades terapêuticas que se encontram “as margens” da Atenção Primária à Saúde, visualizando as benzedeiras em sua relação com as plantas medicinais. O caminho traçado possui uma trilha eminentemente qualitativa de caráter descritivo, pois partimos da concepção que as pesquisas necessitam se ancorarem numa compreensão da realidade sócio-cultural. Em outras palavras, privilegiamos uma interpretação sistêmica e transdisciplinar. Para a coleta de informações foram utilizadas as seguintes técnicas, como: roteiro de entrevista, além de observação participante. A coleta de dados foi feita por meio de Pesquisa de Campo, para o processamento e análise dos dados foi utilizada a técnica de análise de discurs. O número de Benzedeiras diagnosticadas na comunidade Malvinas no município de Campina Grande – PB foram de 06 agenciadoras da cura pela magicidade das plantas medicinais. Como se pode perceber o número expressivo de mulheres, enquanto benzedeiras denota que as mesmas são conhecedoras de um saber extraordinário e para que se possa compreendê-los é necessário possuir mais que uma visão de pesquisador é preciso possuir sensibilidade para ouvir, sentir e ver. As benzedeiras de fato acertavam em suas indicações, entretanto, a forma de preparo não era tão precisa quanto a que se elenca em artigos previamente avaliados. Contudo é pertinente, acentuar que as benzedeiras muitas vezes estão marginalizadas, quando deveriam ser agenciadoras de cura em conjunto aos profissionais de saúde. A Atenção Primária em Saúde, por fazer parte de uma intricada teia que está imersa no social, pode ser abordada por diversas ênfases de reflexões, no entanto, nessa discussão priorizou-se o saber popular que advém das possibilidades terapêuticas que margeiam os serviços de saúde."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "Saúde Coletiva"
    "palavra_chave" => "ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE, PLANTAS MEDICINAIS, MEDICINA POPULAR"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_2datahora_12_03_2014_17_50_14_idinscrito_1713_d5a663b840333aff6929720c961fe246.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSÉ OLIVANDRO DUARTE DE OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "OLIVANDRO DUARTE"
    "autor_email" => "olivandro_duarte@hotmail."
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

São longínquos os percursos que apontam a configuração de assistência em saúde disponível no Brasil, hoje. Nas entre linhas do atendimento em saúde, são inúmeras as possibilidades terapêuticas que se distendem no ínterim das comunidades. As benzedeiras estão enquanto válvula de escape para condições impostas pelo modelo hegemônico de produção de cuidado. O objetivo do trabalho ora em apreciação se arrola na possibilidade de investigar, a partir de um projeto de pesquisa desenvolvido junto à comunidade Malvinas do município de Campina Grande – PB as possibilidades terapêuticas que se encontram “as margens” da Atenção Primária à Saúde, visualizando as benzedeiras em sua relação com as plantas medicinais. O caminho traçado possui uma trilha eminentemente qualitativa de caráter descritivo, pois partimos da concepção que as pesquisas necessitam se ancorarem numa compreensão da realidade sócio-cultural. Em outras palavras, privilegiamos uma interpretação sistêmica e transdisciplinar. Para a coleta de informações foram utilizadas as seguintes técnicas, como: roteiro de entrevista, além de observação participante. A coleta de dados foi feita por meio de Pesquisa de Campo, para o processamento e análise dos dados foi utilizada a técnica de análise de discurs. O número de Benzedeiras diagnosticadas na comunidade Malvinas no município de Campina Grande – PB foram de 06 agenciadoras da cura pela magicidade das plantas medicinais. Como se pode perceber o número expressivo de mulheres, enquanto benzedeiras denota que as mesmas são conhecedoras de um saber extraordinário e para que se possa compreendê-los é necessário possuir mais que uma visão de pesquisador é preciso possuir sensibilidade para ouvir, sentir e ver. As benzedeiras de fato acertavam em suas indicações, entretanto, a forma de preparo não era tão precisa quanto a que se elenca em artigos previamente avaliados. Contudo é pertinente, acentuar que as benzedeiras muitas vezes estão marginalizadas, quando deveriam ser agenciadoras de cura em conjunto aos profissionais de saúde. A Atenção Primária em Saúde, por fazer parte de uma intricada teia que está imersa no social, pode ser abordada por diversas ênfases de reflexões, no entanto, nessa discussão priorizou-se o saber popular que advém das possibilidades terapêuticas que margeiam os serviços de saúde.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.