Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

ACOMPANHANDO UM CASO DE HANSENÍASE NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Palavra-chaves: HANSENÍASE, ACOMPANHAMENTO DOS CUIDADOS DE SAÚDE, ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA Relato de Experiência(RE) Saúde Pública
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5126
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 799
    "inscrito_id" => 2971
    "titulo" => "ACOMPANHANDO UM CASO DE HANSENÍASE NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA"
    "resumo" => "Introdução: A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, de evolução lenta, que se manifesta por meio de sinais e sintomas dermatoneurológicos, como: lesões de pele e de nervos periféricos, atingindo principalmente olhos, mãos e pés. Esse aspecto confere uma das principais características, que é o potencial incapacitante da doença podendo evoluir para deformidades físicas, fatores esses que podem ser evitados ou reduzidos, por meio do diagnóstico precoce e tratamento oportuno com técnicas simplificadas e acompanhamento adequado pelos profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF). Consideram-se importantes, ainda, as reações hansênicas, as quais podem estar presentes anteriormente, durante ou após a conclusão do tratamento. Objetivo: Relatar a experiência vivenciada durante estágio na atenção básica referente ao acompanhamento do tratamento de um caso de hanseníase. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência contemplado em 5 etapas: 1) breve relato da história clínica; 2) terapêutica medicamentosa e não medicamentosa instituídae 3) interpretação crítica-reflexiva da experiência vivenciada.Resultados: O paciente foi diagnosticado com a forma tuberculóide (T) da hanseníase realizando a poliquimioterapiapaucibacilar (PQT-PB) com duração de 6 meses no ano de 2007, concluindo o tratamento ainda no referido ano. Em 2014, paciente comparece à ESF queixando-se de dores no membro superior direito (MSD).Durante avaliação dermatoneurológica foi observada atrofia neuromuscular no MSD, diminuição da força muscularda mão direita, com deformidade da estrutura óssea, anestesia de mãos e pés e garra rígida no 5º quirodáctilo direito e esquerdo e, ainda, dor e neurite localizada no MSD, apresentando estado reacional do tipo I. Identificou-se a necessidade de imobilização de MSD, acompanhamento fisioterápico e médico, com prescrição de corticoide (prednisona)por tempo indeterminado, sendo instituídas tais medidas por cada profissional competente.Conclusão: Destaca-se a importância do acompanhamento contínuo das pessoas acometidas pela hanseníase, mesmo após a conclusão da terapêutica medicamentosa, com vistas aevitar a perca do vínculo instituído com a equipe da ESF, bem como, à oportuna identificação de episódios reacionais e possíveis complicações/incapacidades subsequentes ao agravamento do caso. Esse acompanhamento na ESF após a conclusão do tratamento é preconizado pelo Programa Nacional de Controle da Hanseníase do Ministério da Saúde, no entanto, não está instituída rotineiramente, sendo um ponto de constante discussão e difícil implementação."
    "modalidade" => "Relato de Experiência(RE)"
    "area_tematica" => "Saúde Pública"
    "palavra_chave" => "HANSENÍASE, ACOMPANHAMENTO DOS CUIDADOS DE SAÚDE, ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_3datahora_24_03_2014_22_13_44_idinscrito_2971_8e897a790e3c93518f97b04d11f2e8ea.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ARIELLE WIGNNA BRASIL ABRANTES"
    "autor_nome_curto" => "ARIELLE WIGNNA"
    "autor_email" => "arielle_wignna@hotmail.co"
    "autor_ies" => "FACULDADE SANTA MARIA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5126
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 799
    "inscrito_id" => 2971
    "titulo" => "ACOMPANHANDO UM CASO DE HANSENÍASE NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA"
    "resumo" => "Introdução: A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, de evolução lenta, que se manifesta por meio de sinais e sintomas dermatoneurológicos, como: lesões de pele e de nervos periféricos, atingindo principalmente olhos, mãos e pés. Esse aspecto confere uma das principais características, que é o potencial incapacitante da doença podendo evoluir para deformidades físicas, fatores esses que podem ser evitados ou reduzidos, por meio do diagnóstico precoce e tratamento oportuno com técnicas simplificadas e acompanhamento adequado pelos profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF). Consideram-se importantes, ainda, as reações hansênicas, as quais podem estar presentes anteriormente, durante ou após a conclusão do tratamento. Objetivo: Relatar a experiência vivenciada durante estágio na atenção básica referente ao acompanhamento do tratamento de um caso de hanseníase. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência contemplado em 5 etapas: 1) breve relato da história clínica; 2) terapêutica medicamentosa e não medicamentosa instituídae 3) interpretação crítica-reflexiva da experiência vivenciada.Resultados: O paciente foi diagnosticado com a forma tuberculóide (T) da hanseníase realizando a poliquimioterapiapaucibacilar (PQT-PB) com duração de 6 meses no ano de 2007, concluindo o tratamento ainda no referido ano. Em 2014, paciente comparece à ESF queixando-se de dores no membro superior direito (MSD).Durante avaliação dermatoneurológica foi observada atrofia neuromuscular no MSD, diminuição da força muscularda mão direita, com deformidade da estrutura óssea, anestesia de mãos e pés e garra rígida no 5º quirodáctilo direito e esquerdo e, ainda, dor e neurite localizada no MSD, apresentando estado reacional do tipo I. Identificou-se a necessidade de imobilização de MSD, acompanhamento fisioterápico e médico, com prescrição de corticoide (prednisona)por tempo indeterminado, sendo instituídas tais medidas por cada profissional competente.Conclusão: Destaca-se a importância do acompanhamento contínuo das pessoas acometidas pela hanseníase, mesmo após a conclusão da terapêutica medicamentosa, com vistas aevitar a perca do vínculo instituído com a equipe da ESF, bem como, à oportuna identificação de episódios reacionais e possíveis complicações/incapacidades subsequentes ao agravamento do caso. Esse acompanhamento na ESF após a conclusão do tratamento é preconizado pelo Programa Nacional de Controle da Hanseníase do Ministério da Saúde, no entanto, não está instituída rotineiramente, sendo um ponto de constante discussão e difícil implementação."
    "modalidade" => "Relato de Experiência(RE)"
    "area_tematica" => "Saúde Pública"
    "palavra_chave" => "HANSENÍASE, ACOMPANHAMENTO DOS CUIDADOS DE SAÚDE, ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_3datahora_24_03_2014_22_13_44_idinscrito_2971_8e897a790e3c93518f97b04d11f2e8ea.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ARIELLE WIGNNA BRASIL ABRANTES"
    "autor_nome_curto" => "ARIELLE WIGNNA"
    "autor_email" => "arielle_wignna@hotmail.co"
    "autor_ies" => "FACULDADE SANTA MARIA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Introdução: A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, de evolução lenta, que se manifesta por meio de sinais e sintomas dermatoneurológicos, como: lesões de pele e de nervos periféricos, atingindo principalmente olhos, mãos e pés. Esse aspecto confere uma das principais características, que é o potencial incapacitante da doença podendo evoluir para deformidades físicas, fatores esses que podem ser evitados ou reduzidos, por meio do diagnóstico precoce e tratamento oportuno com técnicas simplificadas e acompanhamento adequado pelos profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF). Consideram-se importantes, ainda, as reações hansênicas, as quais podem estar presentes anteriormente, durante ou após a conclusão do tratamento. Objetivo: Relatar a experiência vivenciada durante estágio na atenção básica referente ao acompanhamento do tratamento de um caso de hanseníase. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência contemplado em 5 etapas: 1) breve relato da história clínica; 2) terapêutica medicamentosa e não medicamentosa instituídae 3) interpretação crítica-reflexiva da experiência vivenciada.Resultados: O paciente foi diagnosticado com a forma tuberculóide (T) da hanseníase realizando a poliquimioterapiapaucibacilar (PQT-PB) com duração de 6 meses no ano de 2007, concluindo o tratamento ainda no referido ano. Em 2014, paciente comparece à ESF queixando-se de dores no membro superior direito (MSD).Durante avaliação dermatoneurológica foi observada atrofia neuromuscular no MSD, diminuição da força muscularda mão direita, com deformidade da estrutura óssea, anestesia de mãos e pés e garra rígida no 5º quirodáctilo direito e esquerdo e, ainda, dor e neurite localizada no MSD, apresentando estado reacional do tipo I. Identificou-se a necessidade de imobilização de MSD, acompanhamento fisioterápico e médico, com prescrição de corticoide (prednisona)por tempo indeterminado, sendo instituídas tais medidas por cada profissional competente.Conclusão: Destaca-se a importância do acompanhamento contínuo das pessoas acometidas pela hanseníase, mesmo após a conclusão da terapêutica medicamentosa, com vistas aevitar a perca do vínculo instituído com a equipe da ESF, bem como, à oportuna identificação de episódios reacionais e possíveis complicações/incapacidades subsequentes ao agravamento do caso. Esse acompanhamento na ESF após a conclusão do tratamento é preconizado pelo Programa Nacional de Controle da Hanseníase do Ministério da Saúde, no entanto, não está instituída rotineiramente, sendo um ponto de constante discussão e difícil implementação.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.