Artigo Anais II CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

PAIS ÓRFÃOS DE FILHOS VIVOS: A GERAÇÃO QUE REPRESENTA O DESPREPARO PARA LIDAR COM O ENVELHECIMENTO HUMANO

Palavra-chaves: IDOSO, ORFÃOS, ABANDONO, FILHOS Pôster (PO) AT 10: Políticas Públicas e Direito da Pessoa Idosa
"2018-11-21 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 50398
    "edicao_id" => 102
    "trabalho_id" => 85
    "inscrito_id" => 25
    "titulo" => "PAIS ÓRFÃOS DE FILHOS VIVOS: A GERAÇÃO QUE REPRESENTA O DESPREPARO PARA LIDAR COM O ENVELHECIMENTO HUMANO"
    "resumo" => "O abandono e o descaso com os idosos têm frequentemente rodeado os vínculos familiares. São inúmeros exemplos de idosos órfãos de filhos, parentes e familiares vivos. Embora existam leis que incentivam o cuidado e atenção para com os idosos (exemplo do estatuto do idoso) a presença das famílias nas ações simples diárias é cada vez mais negligenciada. Ausência essa, que faz total diferença na saúde e qualidade de vida da pessoa idosa. O presente artigo tem por objetivo analisar os aspectos responsáveis pelo abandono da pessoa idosa, por seus familiares. A metodologia escolhida para o trabalho em tela, trata-se de uma revisão de literatura com base de dados em publicações e revistas online. Conclui-se que apesar da Constituição Federal (Brasil, 1988) assegurar a responsabilidade dos filhos maiores em ajudar e amparar os pais na velhice, o que se vê a cada dia são os índices de abandono e negligencia ao idoso crescer de maneira assustadora. Estudos do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), no ano de 2017, comprovaram que as maiores ocorrências registradas contra a pessoa idosa são violência psicológica, financeira e negligência, e os filhos são os principais violadores. Apesar da legislação, o cuidado da família para com o seu idoso, tem sido pauta recorrente de denuncias e solicitações de intervenção dos órgãos de proteção, assim como do abandono dos idosos em instituições de longa permanência como solução encontrada para essas situações."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 10: Políticas Públicas e Direito da Pessoa Idosa"
    "palavra_chave" => "IDOSO, ORFÃOS, ABANDONO, FILHOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV114_MD4_SA10_ID25_01102018143128.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:37"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:07:05"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LIDIANE SOUZA DE MACENA DEZIDERIO"
    "autor_nome_curto" => "LIDIANE"
    "autor_email" => "lidianedeziderio@tjrn.jus"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais II CNEH"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2018"
    "edicao_logo" => "5e49f6503c6b5_16022020231128.png"
    "edicao_capa" => "5f183e545df20_22072020102540.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-11-21 23:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 50398
    "edicao_id" => 102
    "trabalho_id" => 85
    "inscrito_id" => 25
    "titulo" => "PAIS ÓRFÃOS DE FILHOS VIVOS: A GERAÇÃO QUE REPRESENTA O DESPREPARO PARA LIDAR COM O ENVELHECIMENTO HUMANO"
    "resumo" => "O abandono e o descaso com os idosos têm frequentemente rodeado os vínculos familiares. São inúmeros exemplos de idosos órfãos de filhos, parentes e familiares vivos. Embora existam leis que incentivam o cuidado e atenção para com os idosos (exemplo do estatuto do idoso) a presença das famílias nas ações simples diárias é cada vez mais negligenciada. Ausência essa, que faz total diferença na saúde e qualidade de vida da pessoa idosa. O presente artigo tem por objetivo analisar os aspectos responsáveis pelo abandono da pessoa idosa, por seus familiares. A metodologia escolhida para o trabalho em tela, trata-se de uma revisão de literatura com base de dados em publicações e revistas online. Conclui-se que apesar da Constituição Federal (Brasil, 1988) assegurar a responsabilidade dos filhos maiores em ajudar e amparar os pais na velhice, o que se vê a cada dia são os índices de abandono e negligencia ao idoso crescer de maneira assustadora. Estudos do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), no ano de 2017, comprovaram que as maiores ocorrências registradas contra a pessoa idosa são violência psicológica, financeira e negligência, e os filhos são os principais violadores. Apesar da legislação, o cuidado da família para com o seu idoso, tem sido pauta recorrente de denuncias e solicitações de intervenção dos órgãos de proteção, assim como do abandono dos idosos em instituições de longa permanência como solução encontrada para essas situações."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 10: Políticas Públicas e Direito da Pessoa Idosa"
    "palavra_chave" => "IDOSO, ORFÃOS, ABANDONO, FILHOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV114_MD4_SA10_ID25_01102018143128.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:37"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:07:05"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LIDIANE SOUZA DE MACENA DEZIDERIO"
    "autor_nome_curto" => "LIDIANE"
    "autor_email" => "lidianedeziderio@tjrn.jus"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais II CNEH"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2018"
    "edicao_logo" => "5e49f6503c6b5_16022020231128.png"
    "edicao_capa" => "5f183e545df20_22072020102540.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-11-21 23:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 21 de novembro de 2018

Resumo

O abandono e o descaso com os idosos têm frequentemente rodeado os vínculos familiares. São inúmeros exemplos de idosos órfãos de filhos, parentes e familiares vivos. Embora existam leis que incentivam o cuidado e atenção para com os idosos (exemplo do estatuto do idoso) a presença das famílias nas ações simples diárias é cada vez mais negligenciada. Ausência essa, que faz total diferença na saúde e qualidade de vida da pessoa idosa. O presente artigo tem por objetivo analisar os aspectos responsáveis pelo abandono da pessoa idosa, por seus familiares. A metodologia escolhida para o trabalho em tela, trata-se de uma revisão de literatura com base de dados em publicações e revistas online. Conclui-se que apesar da Constituição Federal (Brasil, 1988) assegurar a responsabilidade dos filhos maiores em ajudar e amparar os pais na velhice, o que se vê a cada dia são os índices de abandono e negligencia ao idoso crescer de maneira assustadora. Estudos do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), no ano de 2017, comprovaram que as maiores ocorrências registradas contra a pessoa idosa são violência psicológica, financeira e negligência, e os filhos são os principais violadores. Apesar da legislação, o cuidado da família para com o seu idoso, tem sido pauta recorrente de denuncias e solicitações de intervenção dos órgãos de proteção, assim como do abandono dos idosos em instituições de longa permanência como solução encontrada para essas situações.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.