Artigo Anais V CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

IMPORTÂNCIA DA ARTE NOS PROCESSOS EDUCATIVOS DE ALUNOS DE ENSINO SUPERIOR

Palavra-chaves: ESCOLINHA, PPCC, TEATRO, VÍDEO Pôster (PO) GT 01. Formação de professores
"2018-10-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 47609
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 988
    "inscrito_id" => 1042
    "titulo" => "IMPORTÂNCIA DA ARTE NOS PROCESSOS EDUCATIVOS DE ALUNOS DE ENSINO SUPERIOR"
    "resumo" => "Depois de arduamente conseguir um pequeno espaço na rede de ensino público, as disciplinas de cunho artístico cultural retrocederam, perdendo espaço para as disciplinas que concentrem seus interesses única e exclusivamente com as dimensões econômicas, logo “a preocupação com o conhecimento e com as questões pertinentes à formação da cidadania ganham traços de coadjuvantes”. De acordo a Constituição Federal, é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, e veda qualquer possibilidade de censura, porém, na realidade as situações se apresentam diferentes. As limitações, ou tentativas de cercear a palavra e as manifestações estão inseridas no cotidiano, sempre direcionando o conteúdo para uma tendência de consenso, ou que fuja da possibilidade de conflito e exposição das contradições da sociedade. Esse problema verificado acaba sendo empurrado para frente desde a formação dos professores, que por muitas vezes têm uma formação tecnicista, caindo assim em um círculo vicioso, dando o status incólume a educação. A fim de minimizar esses efeitos, o Instituto Federal do Triângulo Mineiro possui no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas uma carga horária distribuída por todos os semestres que visem a produção artística e cultural, equilibrando o uso de tecnologias da informação, produções dos alunos, situações simuladas, estudos de caso, produção de material didático, etc. Tentando expor o afetivo, incitar o trabalho criativo, bem como assumir predileção pelo trabalho coletivo, este trabalho propõe realizar uma produção em vídeo, um remake das “escolinhas” que se popularizaram na televisão, com muitos canais produzindo as suas próprias através de um exemplo comum, citando a “Escolinha do professor Raimundo” como uma das primeiras e talvez a mais popular a ser veiculada, com o intuito de demonstrar que o conhecimento científico também pode ser matéria-prima para o humor, provocando risos e afrouxando a afetividade verificando posteriormente, se os conteúdos veiculados pela nossa escolinha, trouxeram informações pertinentes à formação de nosso conteúdo científico."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 01. Formação de professores"
    "palavra_chave" => "ESCOLINHA, PPCC, TEATRO, VÍDEO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD4_SA1_ID1042_28082018154113.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:32"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:33:57"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LUCAS EDUARDO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "LUCAS SILVA"
    "autor_email" => "lueduardosilva@gmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 47609
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 988
    "inscrito_id" => 1042
    "titulo" => "IMPORTÂNCIA DA ARTE NOS PROCESSOS EDUCATIVOS DE ALUNOS DE ENSINO SUPERIOR"
    "resumo" => "Depois de arduamente conseguir um pequeno espaço na rede de ensino público, as disciplinas de cunho artístico cultural retrocederam, perdendo espaço para as disciplinas que concentrem seus interesses única e exclusivamente com as dimensões econômicas, logo “a preocupação com o conhecimento e com as questões pertinentes à formação da cidadania ganham traços de coadjuvantes”. De acordo a Constituição Federal, é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, e veda qualquer possibilidade de censura, porém, na realidade as situações se apresentam diferentes. As limitações, ou tentativas de cercear a palavra e as manifestações estão inseridas no cotidiano, sempre direcionando o conteúdo para uma tendência de consenso, ou que fuja da possibilidade de conflito e exposição das contradições da sociedade. Esse problema verificado acaba sendo empurrado para frente desde a formação dos professores, que por muitas vezes têm uma formação tecnicista, caindo assim em um círculo vicioso, dando o status incólume a educação. A fim de minimizar esses efeitos, o Instituto Federal do Triângulo Mineiro possui no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas uma carga horária distribuída por todos os semestres que visem a produção artística e cultural, equilibrando o uso de tecnologias da informação, produções dos alunos, situações simuladas, estudos de caso, produção de material didático, etc. Tentando expor o afetivo, incitar o trabalho criativo, bem como assumir predileção pelo trabalho coletivo, este trabalho propõe realizar uma produção em vídeo, um remake das “escolinhas” que se popularizaram na televisão, com muitos canais produzindo as suas próprias através de um exemplo comum, citando a “Escolinha do professor Raimundo” como uma das primeiras e talvez a mais popular a ser veiculada, com o intuito de demonstrar que o conhecimento científico também pode ser matéria-prima para o humor, provocando risos e afrouxando a afetividade verificando posteriormente, se os conteúdos veiculados pela nossa escolinha, trouxeram informações pertinentes à formação de nosso conteúdo científico."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 01. Formação de professores"
    "palavra_chave" => "ESCOLINHA, PPCC, TEATRO, VÍDEO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD4_SA1_ID1042_28082018154113.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:32"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:33:57"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LUCAS EDUARDO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "LUCAS SILVA"
    "autor_email" => "lueduardosilva@gmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de outubro de 2018

Resumo

Depois de arduamente conseguir um pequeno espaço na rede de ensino público, as disciplinas de cunho artístico cultural retrocederam, perdendo espaço para as disciplinas que concentrem seus interesses única e exclusivamente com as dimensões econômicas, logo “a preocupação com o conhecimento e com as questões pertinentes à formação da cidadania ganham traços de coadjuvantes”. De acordo a Constituição Federal, é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, e veda qualquer possibilidade de censura, porém, na realidade as situações se apresentam diferentes. As limitações, ou tentativas de cercear a palavra e as manifestações estão inseridas no cotidiano, sempre direcionando o conteúdo para uma tendência de consenso, ou que fuja da possibilidade de conflito e exposição das contradições da sociedade. Esse problema verificado acaba sendo empurrado para frente desde a formação dos professores, que por muitas vezes têm uma formação tecnicista, caindo assim em um círculo vicioso, dando o status incólume a educação. A fim de minimizar esses efeitos, o Instituto Federal do Triângulo Mineiro possui no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas uma carga horária distribuída por todos os semestres que visem a produção artística e cultural, equilibrando o uso de tecnologias da informação, produções dos alunos, situações simuladas, estudos de caso, produção de material didático, etc. Tentando expor o afetivo, incitar o trabalho criativo, bem como assumir predileção pelo trabalho coletivo, este trabalho propõe realizar uma produção em vídeo, um remake das “escolinhas” que se popularizaram na televisão, com muitos canais produzindo as suas próprias através de um exemplo comum, citando a “Escolinha do professor Raimundo” como uma das primeiras e talvez a mais popular a ser veiculada, com o intuito de demonstrar que o conhecimento científico também pode ser matéria-prima para o humor, provocando risos e afrouxando a afetividade verificando posteriormente, se os conteúdos veiculados pela nossa escolinha, trouxeram informações pertinentes à formação de nosso conteúdo científico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.