Artigo Anais III CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

UTILIZAÇÃO DE DEJETOS SUÍNOS NAS PLANTAÇÕES DE MILHO, MARACUJÁ E MELANCIA EM UMA PROPRIEDADE PRIVADA NO MUNICÍPIO DE NOVA FLORESTA-PB

Palavra-chaves: SUINOCULTURA, REAPROVEITAMENTO, DEJETOS, SUNÍNOS Comunicação Oral (CO) AT 11 - Ciências Agrárias: o ver, o fazer, o ensinar
"2018-07-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 43418
    "edicao_id" => 91
    "trabalho_id" => 581
    "inscrito_id" => 232
    "titulo" => """
      UTILIZAÇÃO DE DEJETOS SUÍNOS NAS PLANTAÇÕES DE MILHO,\r\n
      MARACUJÁ E MELANCIA EM UMA PROPRIEDADE PRIVADA NO\r\n
      MUNICÍPIO DE NOVA FLORESTA-PB
      """
    "resumo" => """
      Resumo:O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de carne suína do mundo, atividade que\r\n
      garante produção e renda, além de gerar empregos e estabilidade social para os envolvidos na\r\n
      suinocultura.A evolução da suinocultura resultou em grandes quantidades de dejetos, que são\r\n
      distribuídos, sem tratamentos, no solo, trazendo sérias conseqüências para o ambiente. No município\r\n
      de Nova Floresta, situado na região do Curimataú do Estado da Paraíba, a suinocultura, nos últimos\r\n
      anos, vem se destacando gradativamente. Com base nisso, este trabalho teve como objetivo\r\n
      compreender o avanço da suinocultura naquela região, analisar os riscos ambientais causados por\r\n
      descartes irregulares dos dejetos suínos no meio ambiente, como também entender o processo de\r\n
      produção e utilização desses dejetos como adubo para plantações de milho, maracujá e melancia. A\r\n
      pesquisa foi realizada em uma propriedade rural situada no município de Nova Floresta - PB.Os\r\n
      processos para a fabricação do adubo foram os seguintes:os dejetos foram captados em uma calha e\r\n
      canalizados até uma caixa de decantação onde as partes sólidas e líquidas foram separadas. A parte\r\n
      líquida foi canalizada para um tanque, onde foi diluída em água e bombeada para a irrigação. Em\r\n
      seguida, foram retiradas as partes sólidas e colocada sem uma câmara de compostagem junto com\r\n
      restos de matéria orgânica vegetal. Transformando-se em um composto orgânico rico em elementos\r\n
      como Nitrogênio, Fósforo e Potássio. Tanto o composto, como o biofertilizante líquido, foram usados\r\n
      na adubação do milho, maracujá e melancia, apresentando bons resultados.\r\n
      Palavras-chave: suinocultura, reaproveitamento, dejetos, suínos.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT 11 - Ciências Agrárias: o ver, o fazer, o ensinar"
    "palavra_chave" => "SUINOCULTURA, REAPROVEITAMENTO, DEJETOS, SUNÍNOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV107_MD1_SA16_ID232_02062018205920.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:27"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:22:29"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOATAN PESSOA CRUZ"
    "autor_nome_curto" => "JOATAN PC (MESTRE DO UNIVERSO)"
    "autor_email" => "joatanpc182@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais III CONAPESC"
    "edicao_evento" => "III Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2018"
    "edicao_logo" => "5e49fcf7a5075_16022020233951.jpg"
    "edicao_capa" => "5e49fcf7a4784_16022020233951.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 43418
    "edicao_id" => 91
    "trabalho_id" => 581
    "inscrito_id" => 232
    "titulo" => """
      UTILIZAÇÃO DE DEJETOS SUÍNOS NAS PLANTAÇÕES DE MILHO,\r\n
      MARACUJÁ E MELANCIA EM UMA PROPRIEDADE PRIVADA NO\r\n
      MUNICÍPIO DE NOVA FLORESTA-PB
      """
    "resumo" => """
      Resumo:O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de carne suína do mundo, atividade que\r\n
      garante produção e renda, além de gerar empregos e estabilidade social para os envolvidos na\r\n
      suinocultura.A evolução da suinocultura resultou em grandes quantidades de dejetos, que são\r\n
      distribuídos, sem tratamentos, no solo, trazendo sérias conseqüências para o ambiente. No município\r\n
      de Nova Floresta, situado na região do Curimataú do Estado da Paraíba, a suinocultura, nos últimos\r\n
      anos, vem se destacando gradativamente. Com base nisso, este trabalho teve como objetivo\r\n
      compreender o avanço da suinocultura naquela região, analisar os riscos ambientais causados por\r\n
      descartes irregulares dos dejetos suínos no meio ambiente, como também entender o processo de\r\n
      produção e utilização desses dejetos como adubo para plantações de milho, maracujá e melancia. A\r\n
      pesquisa foi realizada em uma propriedade rural situada no município de Nova Floresta - PB.Os\r\n
      processos para a fabricação do adubo foram os seguintes:os dejetos foram captados em uma calha e\r\n
      canalizados até uma caixa de decantação onde as partes sólidas e líquidas foram separadas. A parte\r\n
      líquida foi canalizada para um tanque, onde foi diluída em água e bombeada para a irrigação. Em\r\n
      seguida, foram retiradas as partes sólidas e colocada sem uma câmara de compostagem junto com\r\n
      restos de matéria orgânica vegetal. Transformando-se em um composto orgânico rico em elementos\r\n
      como Nitrogênio, Fósforo e Potássio. Tanto o composto, como o biofertilizante líquido, foram usados\r\n
      na adubação do milho, maracujá e melancia, apresentando bons resultados.\r\n
      Palavras-chave: suinocultura, reaproveitamento, dejetos, suínos.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT 11 - Ciências Agrárias: o ver, o fazer, o ensinar"
    "palavra_chave" => "SUINOCULTURA, REAPROVEITAMENTO, DEJETOS, SUNÍNOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV107_MD1_SA16_ID232_02062018205920.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:27"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:22:29"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOATAN PESSOA CRUZ"
    "autor_nome_curto" => "JOATAN PC (MESTRE DO UNIVERSO)"
    "autor_email" => "joatanpc182@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais III CONAPESC"
    "edicao_evento" => "III Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2018"
    "edicao_logo" => "5e49fcf7a5075_16022020233951.jpg"
    "edicao_capa" => "5e49fcf7a4784_16022020233951.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de julho de 2018

Resumo

Resumo:O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de carne suína do mundo, atividade que garante produção e renda, além de gerar empregos e estabilidade social para os envolvidos na suinocultura.A evolução da suinocultura resultou em grandes quantidades de dejetos, que são distribuídos, sem tratamentos, no solo, trazendo sérias conseqüências para o ambiente. No município de Nova Floresta, situado na região do Curimataú do Estado da Paraíba, a suinocultura, nos últimos anos, vem se destacando gradativamente. Com base nisso, este trabalho teve como objetivo compreender o avanço da suinocultura naquela região, analisar os riscos ambientais causados por descartes irregulares dos dejetos suínos no meio ambiente, como também entender o processo de produção e utilização desses dejetos como adubo para plantações de milho, maracujá e melancia. A pesquisa foi realizada em uma propriedade rural situada no município de Nova Floresta - PB.Os processos para a fabricação do adubo foram os seguintes:os dejetos foram captados em uma calha e canalizados até uma caixa de decantação onde as partes sólidas e líquidas foram separadas. A parte líquida foi canalizada para um tanque, onde foi diluída em água e bombeada para a irrigação. Em seguida, foram retiradas as partes sólidas e colocada sem uma câmara de compostagem junto com restos de matéria orgânica vegetal. Transformando-se em um composto orgânico rico em elementos como Nitrogênio, Fósforo e Potássio. Tanto o composto, como o biofertilizante líquido, foram usados na adubação do milho, maracujá e melancia, apresentando bons resultados. Palavras-chave: suinocultura, reaproveitamento, dejetos, suínos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.