Artigo Anais III CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

AVALIAÇÃO DA TRAÇÃO NA FLEXÃO COM ARGAMASSAS USANDO CINZA DO LODO DE ESGOTO

Palavra-chaves: TRAÇÃO NA FLEXÃO, ARGAMASSAS, CINZA DO LODO DE ESGOTO Pôster (PO) AT 18 - Engenharias – Engenharia Civil, Engenharia Sanitária, Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Elétrica
"2018-07-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 42972
    "edicao_id" => 91
    "trabalho_id" => 168
    "inscrito_id" => 1105
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DA TRAÇÃO NA FLEXÃO COM ARGAMASSAS USANDO CINZA DO LODO DE ESGOTO"
    "resumo" => "O alto consumo energético dos materiais industrializados favorece o estudo de ações para planejar a reutilização de resíduos. O trabalho proposto visa apresentar as condições técnicas de se utilizar o lodo de esgoto na construção civil através da avaliação de tração na flexão em argamassas de revestimento. A motivação deste trabalho é lançar uma alternativa ambientalmente correta e tecnicamente viável do lodo de esgoto que hoje é considerado não só um problema ambiental, mas um problema enfrentado pelos órgãos públicos municipais. Para a obtenção do resíduo utilizado na substituição parcial do cimento, no caso, a cinza lodo de esgoto, realizou-se a coleta do lodo em seu estado bruto (in natura). As amostras do lodo in natura foram mantidas na estufa à 110°C durante 24 h até que ocorresse a evaporação da água de constituição, desidratando o material para que fique apenas os sólidos. Após a secagem do lodo de esgoto, o mesmo foi submetido ao processo de calcinação, que consiste em uma reação química de decomposição térmica através da queima do material. O lodo oriundo da ETE Centro foi calcinado na temperatura 600 °C com período de isoterma de três horas. O traço adotado para a fabricação das argamassas foi o 1:3 (cimento : areia). Como métodos utilizados para a execução do trabalho, os ensaios de resistência à tração na flexão foram realizados conforme estabelecido na NBR 13279/2005. Considerando os primeiros resultados alcançados nos testes de tração na flexão, observa-se que para o primeiro percentual aplicado à mistura (1:3), que o desempenho do lodo de esgoto calcinado evidenciou resultados satisfatórios em relação ao traço de referência (sem a adição do material calcinado). O traço de referência obteve média de 4,85 MPa para o rompimento em 7 dias de idade, enquanto que o traço com 5% de incorporação do resíduo calcinado obteve média de 4,97 MPa, corroborando um aumento de 2,47% na resistência à tração na flexão de argamassas com cinza do lodo de esgoto calcinado em 600 °C durante 3 horas de isoterma."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 18 - Engenharias – Engenharia Civil, Engenharia Sanitária, Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Elétrica"
    "palavra_chave" => "TRAÇÃO NA FLEXÃO, ARGAMASSAS, CINZA DO LODO DE ESGOTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV107_MD4_SA28_ID1105_20052018183022.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:27"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:22:28"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RODOLFO BARROS DE ARAÚJO"
    "autor_nome_curto" => "RODOLFO"
    "autor_email" => "rodolfo.barros@hotmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais III CONAPESC"
    "edicao_evento" => "III Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2018"
    "edicao_logo" => "5e49fcf7a5075_16022020233951.jpg"
    "edicao_capa" => "5e49fcf7a4784_16022020233951.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 42972
    "edicao_id" => 91
    "trabalho_id" => 168
    "inscrito_id" => 1105
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DA TRAÇÃO NA FLEXÃO COM ARGAMASSAS USANDO CINZA DO LODO DE ESGOTO"
    "resumo" => "O alto consumo energético dos materiais industrializados favorece o estudo de ações para planejar a reutilização de resíduos. O trabalho proposto visa apresentar as condições técnicas de se utilizar o lodo de esgoto na construção civil através da avaliação de tração na flexão em argamassas de revestimento. A motivação deste trabalho é lançar uma alternativa ambientalmente correta e tecnicamente viável do lodo de esgoto que hoje é considerado não só um problema ambiental, mas um problema enfrentado pelos órgãos públicos municipais. Para a obtenção do resíduo utilizado na substituição parcial do cimento, no caso, a cinza lodo de esgoto, realizou-se a coleta do lodo em seu estado bruto (in natura). As amostras do lodo in natura foram mantidas na estufa à 110°C durante 24 h até que ocorresse a evaporação da água de constituição, desidratando o material para que fique apenas os sólidos. Após a secagem do lodo de esgoto, o mesmo foi submetido ao processo de calcinação, que consiste em uma reação química de decomposição térmica através da queima do material. O lodo oriundo da ETE Centro foi calcinado na temperatura 600 °C com período de isoterma de três horas. O traço adotado para a fabricação das argamassas foi o 1:3 (cimento : areia). Como métodos utilizados para a execução do trabalho, os ensaios de resistência à tração na flexão foram realizados conforme estabelecido na NBR 13279/2005. Considerando os primeiros resultados alcançados nos testes de tração na flexão, observa-se que para o primeiro percentual aplicado à mistura (1:3), que o desempenho do lodo de esgoto calcinado evidenciou resultados satisfatórios em relação ao traço de referência (sem a adição do material calcinado). O traço de referência obteve média de 4,85 MPa para o rompimento em 7 dias de idade, enquanto que o traço com 5% de incorporação do resíduo calcinado obteve média de 4,97 MPa, corroborando um aumento de 2,47% na resistência à tração na flexão de argamassas com cinza do lodo de esgoto calcinado em 600 °C durante 3 horas de isoterma."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 18 - Engenharias – Engenharia Civil, Engenharia Sanitária, Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Elétrica"
    "palavra_chave" => "TRAÇÃO NA FLEXÃO, ARGAMASSAS, CINZA DO LODO DE ESGOTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV107_MD4_SA28_ID1105_20052018183022.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:27"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:22:28"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RODOLFO BARROS DE ARAÚJO"
    "autor_nome_curto" => "RODOLFO"
    "autor_email" => "rodolfo.barros@hotmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais III CONAPESC"
    "edicao_evento" => "III Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2018"
    "edicao_logo" => "5e49fcf7a5075_16022020233951.jpg"
    "edicao_capa" => "5e49fcf7a4784_16022020233951.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de julho de 2018

Resumo

O alto consumo energético dos materiais industrializados favorece o estudo de ações para planejar a reutilização de resíduos. O trabalho proposto visa apresentar as condições técnicas de se utilizar o lodo de esgoto na construção civil através da avaliação de tração na flexão em argamassas de revestimento. A motivação deste trabalho é lançar uma alternativa ambientalmente correta e tecnicamente viável do lodo de esgoto que hoje é considerado não só um problema ambiental, mas um problema enfrentado pelos órgãos públicos municipais. Para a obtenção do resíduo utilizado na substituição parcial do cimento, no caso, a cinza lodo de esgoto, realizou-se a coleta do lodo em seu estado bruto (in natura). As amostras do lodo in natura foram mantidas na estufa à 110°C durante 24 h até que ocorresse a evaporação da água de constituição, desidratando o material para que fique apenas os sólidos. Após a secagem do lodo de esgoto, o mesmo foi submetido ao processo de calcinação, que consiste em uma reação química de decomposição térmica através da queima do material. O lodo oriundo da ETE Centro foi calcinado na temperatura 600 °C com período de isoterma de três horas. O traço adotado para a fabricação das argamassas foi o 1:3 (cimento : areia). Como métodos utilizados para a execução do trabalho, os ensaios de resistência à tração na flexão foram realizados conforme estabelecido na NBR 13279/2005. Considerando os primeiros resultados alcançados nos testes de tração na flexão, observa-se que para o primeiro percentual aplicado à mistura (1:3), que o desempenho do lodo de esgoto calcinado evidenciou resultados satisfatórios em relação ao traço de referência (sem a adição do material calcinado). O traço de referência obteve média de 4,85 MPa para o rompimento em 7 dias de idade, enquanto que o traço com 5% de incorporação do resíduo calcinado obteve média de 4,97 MPa, corroborando um aumento de 2,47% na resistência à tração na flexão de argamassas com cinza do lodo de esgoto calcinado em 600 °C durante 3 horas de isoterma.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.