Artigo Anais XIII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

A SINGULARIDADE DA ACEITAÇÃO FAMILIAR FRENTE À HOMOSSEXUALIDADE NO FILME ME CHAME PELO SEU NOME: O FORTALECIMENTO DOS LAÇOS AFETIVOS

Palavra-chaves: FAMÍLIA, ACEITAÇÃO, DESEJO, HOMOSSEXUALIDADE Comunicação Oral (CO) GT 03 – Gênero, Sexualidades e Produção audiovisual
"2018-07-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 42073
    "edicao_id" => 89
    "trabalho_id" => 252
    "inscrito_id" => 127
    "titulo" => "A SINGULARIDADE DA ACEITAÇÃO FAMILIAR FRENTE À HOMOSSEXUALIDADE NO FILME ME CHAME PELO SEU NOME: O FORTALECIMENTO DOS LAÇOS AFETIVOS"
    "resumo" => "Resumo: A aceitação da família para com a revelação dos sujeitos homossexuais ainda é bastante preocupante, e um tabu bastante evidente nas famílias tradicionais. O objetivo desse trabalho é analisar a forma de aceitação da família de Elio Perlman, personagem principal, diante da sua homossexualidade no filme Me Chame pelo seu nome (2017). A história se passa em 1983 no norte da Itália e tem como núcleo as férias de Elio, que é o único filho da família norte-americana com ascendência italiana e francesa, um adolescente de 17 anos que todo o verão vai com sua família burguesa para sua casa de férias, e que acaba apaixonando-se pelo o amigo do seu pai, o Oliver. As relações entre Elio e Oliver crescem, e a urgência do desejo mútuo faz com que seus corpos sejam colocados frente a frente, assim cedendo ao desejo. O filme é um romance de formação, testemunho, permeado de sensibilidade e demonstração de afeto e desejo. O personagem Elio não retrai seu sentimento e não tem vergonha do seu desejo, pois tem a consciência de que sua família possui muita educação e lhes deram muito amor para não compreenderem tal sentimento tão latente. A aceitação do seu pai, professor Pelman, através de um monólogo é um ponto crucial no filme, cheio de aceitação e acolhimento. Desse modo, nossa análise conclui que a aceitação familiar é um dos pêndulos mais importantes para a construção do sujeito homossexual, assim fortalecendo os laços afetivos."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 03 – Gênero, Sexualidades e Produção audiovisual"
    "palavra_chave" => "FAMÍLIA, ACEITAÇÃO, DESEJO, HOMOSSEXUALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV112_MD1_SA4_ID127_11052018174808.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FABRÍCIO BATISTA DE SOUSA"
    "autor_nome_curto" => "FABRÍCIO"
    "autor_email" => "fabriciosousacg@hotmail.c"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xiii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XIII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XIII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d919238165_19022020165042.png"
    "edicao_capa" => "5e4d91923461c_19022020165042.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 42073
    "edicao_id" => 89
    "trabalho_id" => 252
    "inscrito_id" => 127
    "titulo" => "A SINGULARIDADE DA ACEITAÇÃO FAMILIAR FRENTE À HOMOSSEXUALIDADE NO FILME ME CHAME PELO SEU NOME: O FORTALECIMENTO DOS LAÇOS AFETIVOS"
    "resumo" => "Resumo: A aceitação da família para com a revelação dos sujeitos homossexuais ainda é bastante preocupante, e um tabu bastante evidente nas famílias tradicionais. O objetivo desse trabalho é analisar a forma de aceitação da família de Elio Perlman, personagem principal, diante da sua homossexualidade no filme Me Chame pelo seu nome (2017). A história se passa em 1983 no norte da Itália e tem como núcleo as férias de Elio, que é o único filho da família norte-americana com ascendência italiana e francesa, um adolescente de 17 anos que todo o verão vai com sua família burguesa para sua casa de férias, e que acaba apaixonando-se pelo o amigo do seu pai, o Oliver. As relações entre Elio e Oliver crescem, e a urgência do desejo mútuo faz com que seus corpos sejam colocados frente a frente, assim cedendo ao desejo. O filme é um romance de formação, testemunho, permeado de sensibilidade e demonstração de afeto e desejo. O personagem Elio não retrai seu sentimento e não tem vergonha do seu desejo, pois tem a consciência de que sua família possui muita educação e lhes deram muito amor para não compreenderem tal sentimento tão latente. A aceitação do seu pai, professor Pelman, através de um monólogo é um ponto crucial no filme, cheio de aceitação e acolhimento. Desse modo, nossa análise conclui que a aceitação familiar é um dos pêndulos mais importantes para a construção do sujeito homossexual, assim fortalecendo os laços afetivos."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 03 – Gênero, Sexualidades e Produção audiovisual"
    "palavra_chave" => "FAMÍLIA, ACEITAÇÃO, DESEJO, HOMOSSEXUALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV112_MD1_SA4_ID127_11052018174808.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FABRÍCIO BATISTA DE SOUSA"
    "autor_nome_curto" => "FABRÍCIO"
    "autor_email" => "fabriciosousacg@hotmail.c"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xiii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XIII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XIII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d919238165_19022020165042.png"
    "edicao_capa" => "5e4d91923461c_19022020165042.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de julho de 2018

Resumo

Resumo: A aceitação da família para com a revelação dos sujeitos homossexuais ainda é bastante preocupante, e um tabu bastante evidente nas famílias tradicionais. O objetivo desse trabalho é analisar a forma de aceitação da família de Elio Perlman, personagem principal, diante da sua homossexualidade no filme Me Chame pelo seu nome (2017). A história se passa em 1983 no norte da Itália e tem como núcleo as férias de Elio, que é o único filho da família norte-americana com ascendência italiana e francesa, um adolescente de 17 anos que todo o verão vai com sua família burguesa para sua casa de férias, e que acaba apaixonando-se pelo o amigo do seu pai, o Oliver. As relações entre Elio e Oliver crescem, e a urgência do desejo mútuo faz com que seus corpos sejam colocados frente a frente, assim cedendo ao desejo. O filme é um romance de formação, testemunho, permeado de sensibilidade e demonstração de afeto e desejo. O personagem Elio não retrai seu sentimento e não tem vergonha do seu desejo, pois tem a consciência de que sua família possui muita educação e lhes deram muito amor para não compreenderem tal sentimento tão latente. A aceitação do seu pai, professor Pelman, através de um monólogo é um ponto crucial no filme, cheio de aceitação e acolhimento. Desse modo, nossa análise conclui que a aceitação familiar é um dos pêndulos mais importantes para a construção do sujeito homossexual, assim fortalecendo os laços afetivos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.