Artigo Anais III CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA TERAPÊUTICA FARMACOLÓGICA E NÃO FARMACOLÓGICA EM IDOSOS COM HAS DO CCI EM JOÃO PESSOA-PB

Palavra-chaves: HIPERTENSÃO ARTERIAL, ATIVIDADE FÍSICA, SAÚDE DO IDOSO Pôster (PO) AT-07: Saúde Coletiva
"2018-06-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 40813
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 781
    "inscrito_id" => 1127
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA TERAPÊUTICA FARMACOLÓGICA E NÃO FARMACOLÓGICA EM IDOSOS COM HAS DO CCI EM JOÃO PESSOA-PB"
    "resumo" => "O envelhecimento é considerado um processo dinâmico e progressivo que causa diversas alterações no organismo. O estudo objetivou avaliar, em idosos participantes de um Centro de Convivência de Idosos (CCI) no município de João Pessoa-PB, a eficácia terapêutica farmacológica e não farmacológica para hipertensão arterial sistêmica (HAS). Trata-se de uma pesquisa descritiva, de campo, segundo os procedimentos de coleta. A amostra foi composta por 19 idosos. A coleta de dados consistiu na aplicação de um questionário para avaliação da prevalência da HAS, levantamento dos medicamentos utilizados e aferição da pressão arterial. Observou-se que 14 idosos (73,7%) possuíam HAS e 05 (26,3%) não possuíam. Todos possuíam pressão sistólica inferior a 140 mmHg e pressão diastólica inferior a 90 mmHg. Todos os idosos hipertensos faziam uso de alguma medicação anti-hipertensiva, sendo que 08 (57,1%) eram tratados em monoterapia e 06 (42,9%) faziam associação de dois fármacos. Notou-se que 18 idosos (94,7%) praticavam atividades físicas regularmente  e  apenas 01 não praticava (5,3%), sendo que, dentre os hipertensos, todos praticavam atividades físicas regularmente. Há uma alta prevalência de hipertensão arterial nesses idosos, em contrapartida, todos os acometidos por HAS possuem níveis pressóricos controlados. Foi observado que todos têm utilizado ao menos um anti-hipertensivo e realizam regularmente exercícios físicos. Conclui-se que a realização da terapia medicamentosa e não medicamentosa associada é importante para a obtenção de um controle eficaz da doença e evitar possíveis complicações. O CCI teve impacto positivo no controle dessa patologia nos idosos, contribuindo para a melhora da qualidade de vida."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-07: Saúde Coletiva"
    "palavra_chave" => "HIPERTENSÃO ARTERIAL, ATIVIDADE FÍSICA, SAÚDE DO IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD4_SA7_ID1127_21052018203908.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:25"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAZUREYK NASCIMENTO ARAÚJO"
    "autor_nome_curto" => "MAZUREYK"
    "autor_email" => "mazureyk.araujo@ig.com.br"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 40813
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 781
    "inscrito_id" => 1127
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA TERAPÊUTICA FARMACOLÓGICA E NÃO FARMACOLÓGICA EM IDOSOS COM HAS DO CCI EM JOÃO PESSOA-PB"
    "resumo" => "O envelhecimento é considerado um processo dinâmico e progressivo que causa diversas alterações no organismo. O estudo objetivou avaliar, em idosos participantes de um Centro de Convivência de Idosos (CCI) no município de João Pessoa-PB, a eficácia terapêutica farmacológica e não farmacológica para hipertensão arterial sistêmica (HAS). Trata-se de uma pesquisa descritiva, de campo, segundo os procedimentos de coleta. A amostra foi composta por 19 idosos. A coleta de dados consistiu na aplicação de um questionário para avaliação da prevalência da HAS, levantamento dos medicamentos utilizados e aferição da pressão arterial. Observou-se que 14 idosos (73,7%) possuíam HAS e 05 (26,3%) não possuíam. Todos possuíam pressão sistólica inferior a 140 mmHg e pressão diastólica inferior a 90 mmHg. Todos os idosos hipertensos faziam uso de alguma medicação anti-hipertensiva, sendo que 08 (57,1%) eram tratados em monoterapia e 06 (42,9%) faziam associação de dois fármacos. Notou-se que 18 idosos (94,7%) praticavam atividades físicas regularmente  e  apenas 01 não praticava (5,3%), sendo que, dentre os hipertensos, todos praticavam atividades físicas regularmente. Há uma alta prevalência de hipertensão arterial nesses idosos, em contrapartida, todos os acometidos por HAS possuem níveis pressóricos controlados. Foi observado que todos têm utilizado ao menos um anti-hipertensivo e realizam regularmente exercícios físicos. Conclui-se que a realização da terapia medicamentosa e não medicamentosa associada é importante para a obtenção de um controle eficaz da doença e evitar possíveis complicações. O CCI teve impacto positivo no controle dessa patologia nos idosos, contribuindo para a melhora da qualidade de vida."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-07: Saúde Coletiva"
    "palavra_chave" => "HIPERTENSÃO ARTERIAL, ATIVIDADE FÍSICA, SAÚDE DO IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD4_SA7_ID1127_21052018203908.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:25"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAZUREYK NASCIMENTO ARAÚJO"
    "autor_nome_curto" => "MAZUREYK"
    "autor_email" => "mazureyk.araujo@ig.com.br"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de junho de 2018

Resumo

O envelhecimento é considerado um processo dinâmico e progressivo que causa diversas alterações no organismo. O estudo objetivou avaliar, em idosos participantes de um Centro de Convivência de Idosos (CCI) no município de João Pessoa-PB, a eficácia terapêutica farmacológica e não farmacológica para hipertensão arterial sistêmica (HAS). Trata-se de uma pesquisa descritiva, de campo, segundo os procedimentos de coleta. A amostra foi composta por 19 idosos. A coleta de dados consistiu na aplicação de um questionário para avaliação da prevalência da HAS, levantamento dos medicamentos utilizados e aferição da pressão arterial. Observou-se que 14 idosos (73,7%) possuíam HAS e 05 (26,3%) não possuíam. Todos possuíam pressão sistólica inferior a 140 mmHg e pressão diastólica inferior a 90 mmHg. Todos os idosos hipertensos faziam uso de alguma medicação anti-hipertensiva, sendo que 08 (57,1%) eram tratados em monoterapia e 06 (42,9%) faziam associação de dois fármacos. Notou-se que 18 idosos (94,7%) praticavam atividades físicas regularmente e apenas 01 não praticava (5,3%), sendo que, dentre os hipertensos, todos praticavam atividades físicas regularmente. Há uma alta prevalência de hipertensão arterial nesses idosos, em contrapartida, todos os acometidos por HAS possuem níveis pressóricos controlados. Foi observado que todos têm utilizado ao menos um anti-hipertensivo e realizam regularmente exercícios físicos. Conclui-se que a realização da terapia medicamentosa e não medicamentosa associada é importante para a obtenção de um controle eficaz da doença e evitar possíveis complicações. O CCI teve impacto positivo no controle dessa patologia nos idosos, contribuindo para a melhora da qualidade de vida.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.