Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

PROJETO PROGRAMA AUTONOMIA: SER E ESTAR NO MUNDO A PARTIR DOS JOVENS CONCLUINTES

Palavra-chaves: DEFASAGEM IDADE-SÉRIE, CORREÇÃO DE FLUXO, EGRESSOS DO PROGRAMA AUTONOMIA Comunicação Oral (CO) GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 38401
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1192
    "inscrito_id" => 2169
    "titulo" => "PROJETO PROGRAMA AUTONOMIA: SER E ESTAR NO MUNDO A PARTIR DOS JOVENS CONCLUINTES"
    "resumo" => "Os dados dos Índices da Educação Básica de 2010 divulgados pelo Ministério da Educação fora o pior fluxo a nível nacional, a Secretaria Estadual de Educação do Estado do Rio de Janeiro implementou o “Programa Autonomia” que tinha  como objetivo reduzir a distorção série-idade e com isso corrigir o fluxo escolar das Unidades,  reunindo em grupos alunos que tinham em seu histórico a repetência. A partir da política de aceleração projetada pelo Programa Autonomia temos como objetivo neste trabalho descortinar uma política de aceleração que ocorreu no período de 2012 e 2013 no Colégio Estadual Dom Pedro de Alcântara para que possamos saber onde estão e o que fazem os egressos deste projeto. Como objetivos específicos buscaremos compreender se de fato a política pública de aceleração atingiu nesses alunos a formação básica do cidadão que a LDB nº 9394/96 propõem; Verificar se a proposta do Programa atendeu aos anseios desses alunos; E que perspectivas de cidadania o “Programa Autonomia” trouxe para o alunado. Baseado em uma pesquisa de cunho qualitativa, buscamos reunir os egressos do Programa que pudessem contribuir com respostas, por meio de entrevistas, e assim alcançarmos os objetivos previamente traçados. A partir das contribuições dos egressos, verificamos que as categorias subjetividade e identidade ficaram claras nos relatos dos entrevistados, bem como a relação entre educação e trabalho. Nesse contexto, consideramos que apesar das políticas terem com horizonte a melhora dos índices e a diminuição da distorção entre série e idade, o ensino e aprendizagem vão além dos números. Acreditamos que as relações nas escolas são complexas e por isso vão além do horizonte cognitivo ou normativo. De certo que em meio ao contexto entrará em jogo esperanças e frustrações na construção de identidade de muitos jovens, que inicialmente tem apenas como intuito a conclusão do ensino médio."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional"
    "palavra_chave" => "DEFASAGEM IDADE-SÉRIE, CORREÇÃO DE FLUXO, EGRESSOS DO PROGRAMA AUTONOMIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA2_ID2169_09092017160553.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:10"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "TATIANE PACHECO DE MATTOS"
    "autor_nome_curto" => "TATIANE PACHECO"
    "autor_email" => "prof.tatiane@bol.com.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO (UFRRJ)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 38401
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1192
    "inscrito_id" => 2169
    "titulo" => "PROJETO PROGRAMA AUTONOMIA: SER E ESTAR NO MUNDO A PARTIR DOS JOVENS CONCLUINTES"
    "resumo" => "Os dados dos Índices da Educação Básica de 2010 divulgados pelo Ministério da Educação fora o pior fluxo a nível nacional, a Secretaria Estadual de Educação do Estado do Rio de Janeiro implementou o “Programa Autonomia” que tinha  como objetivo reduzir a distorção série-idade e com isso corrigir o fluxo escolar das Unidades,  reunindo em grupos alunos que tinham em seu histórico a repetência. A partir da política de aceleração projetada pelo Programa Autonomia temos como objetivo neste trabalho descortinar uma política de aceleração que ocorreu no período de 2012 e 2013 no Colégio Estadual Dom Pedro de Alcântara para que possamos saber onde estão e o que fazem os egressos deste projeto. Como objetivos específicos buscaremos compreender se de fato a política pública de aceleração atingiu nesses alunos a formação básica do cidadão que a LDB nº 9394/96 propõem; Verificar se a proposta do Programa atendeu aos anseios desses alunos; E que perspectivas de cidadania o “Programa Autonomia” trouxe para o alunado. Baseado em uma pesquisa de cunho qualitativa, buscamos reunir os egressos do Programa que pudessem contribuir com respostas, por meio de entrevistas, e assim alcançarmos os objetivos previamente traçados. A partir das contribuições dos egressos, verificamos que as categorias subjetividade e identidade ficaram claras nos relatos dos entrevistados, bem como a relação entre educação e trabalho. Nesse contexto, consideramos que apesar das políticas terem com horizonte a melhora dos índices e a diminuição da distorção entre série e idade, o ensino e aprendizagem vão além dos números. Acreditamos que as relações nas escolas são complexas e por isso vão além do horizonte cognitivo ou normativo. De certo que em meio ao contexto entrará em jogo esperanças e frustrações na construção de identidade de muitos jovens, que inicialmente tem apenas como intuito a conclusão do ensino médio."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional"
    "palavra_chave" => "DEFASAGEM IDADE-SÉRIE, CORREÇÃO DE FLUXO, EGRESSOS DO PROGRAMA AUTONOMIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA2_ID2169_09092017160553.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:10"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "TATIANE PACHECO DE MATTOS"
    "autor_nome_curto" => "TATIANE PACHECO"
    "autor_email" => "prof.tatiane@bol.com.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO (UFRRJ)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

Os dados dos Índices da Educação Básica de 2010 divulgados pelo Ministério da Educação fora o pior fluxo a nível nacional, a Secretaria Estadual de Educação do Estado do Rio de Janeiro implementou o “Programa Autonomia” que tinha como objetivo reduzir a distorção série-idade e com isso corrigir o fluxo escolar das Unidades, reunindo em grupos alunos que tinham em seu histórico a repetência. A partir da política de aceleração projetada pelo Programa Autonomia temos como objetivo neste trabalho descortinar uma política de aceleração que ocorreu no período de 2012 e 2013 no Colégio Estadual Dom Pedro de Alcântara para que possamos saber onde estão e o que fazem os egressos deste projeto. Como objetivos específicos buscaremos compreender se de fato a política pública de aceleração atingiu nesses alunos a formação básica do cidadão que a LDB nº 9394/96 propõem; Verificar se a proposta do Programa atendeu aos anseios desses alunos; E que perspectivas de cidadania o “Programa Autonomia” trouxe para o alunado. Baseado em uma pesquisa de cunho qualitativa, buscamos reunir os egressos do Programa que pudessem contribuir com respostas, por meio de entrevistas, e assim alcançarmos os objetivos previamente traçados. A partir das contribuições dos egressos, verificamos que as categorias subjetividade e identidade ficaram claras nos relatos dos entrevistados, bem como a relação entre educação e trabalho. Nesse contexto, consideramos que apesar das políticas terem com horizonte a melhora dos índices e a diminuição da distorção entre série e idade, o ensino e aprendizagem vão além dos números. Acreditamos que as relações nas escolas são complexas e por isso vão além do horizonte cognitivo ou normativo. De certo que em meio ao contexto entrará em jogo esperanças e frustrações na construção de identidade de muitos jovens, que inicialmente tem apenas como intuito a conclusão do ensino médio.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.