Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 278
O ESTUDO DA PAISAGEM E SEUS SIGNIFICADOS SIMBÓLICOS PARA POPULAÇÃO RIBEIRINHA DA BACIA DO PINA NA VIZINHANÇA DO SHOPPING RIO MAR: CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (IFPE-RECIFE)

Palavra-chaves: PAISAGEM, GEOGRAFIA, ENSINO, PIBID Pôster (PO) GT 01 - Formação de Professores Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O objetivo desse artigo é conhecer o significado da paisagem para os moradores ribeirinhos da bacia do Rio Pina na vizinhança do Shopping Rio Mar no seu cotidiano de vida. Com esse propósito o estudo atribui-se a um olhar atual sobre o conceito de paisagem. Os procedimentos metodológicos adotados para alcançar o objetivo proposto foram: 1) Aprofundamento dos estudos teóricos e metodológicos sobre os temas da Geografia cultural com foco no conceito de paisagem e o ensino de geografia no contexto da formação docente; 2) Efetivou-se entrevista semiestruturada com 10 moradores da comunidade ribeirinha sobre o significado da paisagem; 3) Foi realizada exposição da obra e vida de Josué de Castro e reflexões sobre a fome, o mangue, no IFPE/RECIFE. 4) A técnica usada no discorrer do trabalho foi a fotogeografia como estratégia didática a roborar as relações entre Geografia e Ensino e assim, aguçar a discussão sobre as paisagens invisíveis no olhar da sociedade e o despertar do interesse dos estudantes da educação básica na disciplina de geografia marcada numa racionalidade crítica-reflexiva inventariada na Educação Geográfica; 5) Foi realizada aula de campo nos rios Pina e Capibaribe. E para a maior compreensão dos saberes docentes e sua dimensão do saber ser e saber fazer do professor de Geografia escolheu essa abordagem qualitativa porque: “A pesquisa-ação está localizada na metodologia orientada à prática educacional.” SANDÍN ESTEBAN (2010, p. 167). O resultado do nosso estudo promoveu dados do perfil da população entrevistada, imagem e textos sobre o símbolo da paisagem para os moradores do Rio Pina como fonte de sobrevivência. O exercício de pesquisa e observação do futuro professor in loco favoreceu uma maior interação com o ensino de Geografia, essa relação resulta em uma nova percepção do saber fazer no estudo da paisagem e contribui de forma efetiva na formação do professor de Geografia.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.