Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O CUIDADOR NA ESCOLA INCLUSIVA: ESTUDO DE UMA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO

Palavra-chaves: CUIDADOR NA ESCOLA, EDUCAçãO INCLUSIVA, APOIO A INCLUSãO Comunicação Oral (CO) GT 10 - Educação Especial
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 37600
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 454
    "inscrito_id" => 3683
    "titulo" => "O CUIDADOR NA ESCOLA INCLUSIVA: ESTUDO DE UMA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO"
    "resumo" => "A implementação da política educacional inclusiva exige dos sistemas de ensino e, consequentemente, das escolas, o atendimento às necessidades educacionais específicas de todos os alunos, inclusive dos que apresentam severos comprometimentos motores, sensoriais, físicos, comportamentais e/ou intelectuais. Assim, torna-se imprescindível a realização de adequações nas escolas de forma a garantir não só a matrícula desse grupo específico de alunos como, também, condições efetivas de participação e aprendizagem de forma que tenham garantido seu processo de escolarização conforme apontam as normativas legais vigentes no país. Para dar o apoio e suporte necessários à inclusão desse determinado grupo de alunos com graves limitações, a legislação garante o direito a presença de um novo profissional na escola denominado Cuidador. Entretanto, nos documentos, não fica definido claramente o lugar que deve ocupar na escola. Nesse contexto, a presente pesquisa pretendeu analisar a legislação existente que respalda a contratação desse profissional, bem como conhecer o seu perfil, como é sua formação, quais são suas atribuições, funções e clientela por ele atendida, analisando a situação de um município do interior do Estado de São Paulo. Para tanto, foi feita uma pesquisa documental junto a Secretaria Municipal de Ensino de Marília- SP, e entrevistas com o gestor da rede municipal e, também, com o responsável pela contratação do Cuidador (firma terceirizada). Os resultados apontaram que o Cuidador está presente nessa rede municipal de ensino desde 2014 e, atualmente, todos os alunos que dependem desse suporte, são atendidos. Além de auxiliarem nas áreas da locomoção, alimentação e higiene, constatou-se que, nas escolas dessa rede, os Cuidadores assumem outras responsabilidades. Em certas ocasiões, atuam nas salas de aula desenvolvendo atividades pedagógicas individualizadas junto aos alunos que possuem limitações motoras, intelectuais, comportamentais e dificuldades no autocuidado."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 10 - Educação Especial"
    "palavra_chave" => "CUIDADOR NA ESCOLA, EDUCAçãO INCLUSIVA, APOIO A INCLUSãO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA10_ID3683_18082017180951.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:08"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ROSIMAR BORTOLINI POKER"
    "autor_nome_curto" => "ROSIMAR POKER"
    "autor_email" => "poker@marilia.unesp.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO (UNESP)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 37600
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 454
    "inscrito_id" => 3683
    "titulo" => "O CUIDADOR NA ESCOLA INCLUSIVA: ESTUDO DE UMA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO"
    "resumo" => "A implementação da política educacional inclusiva exige dos sistemas de ensino e, consequentemente, das escolas, o atendimento às necessidades educacionais específicas de todos os alunos, inclusive dos que apresentam severos comprometimentos motores, sensoriais, físicos, comportamentais e/ou intelectuais. Assim, torna-se imprescindível a realização de adequações nas escolas de forma a garantir não só a matrícula desse grupo específico de alunos como, também, condições efetivas de participação e aprendizagem de forma que tenham garantido seu processo de escolarização conforme apontam as normativas legais vigentes no país. Para dar o apoio e suporte necessários à inclusão desse determinado grupo de alunos com graves limitações, a legislação garante o direito a presença de um novo profissional na escola denominado Cuidador. Entretanto, nos documentos, não fica definido claramente o lugar que deve ocupar na escola. Nesse contexto, a presente pesquisa pretendeu analisar a legislação existente que respalda a contratação desse profissional, bem como conhecer o seu perfil, como é sua formação, quais são suas atribuições, funções e clientela por ele atendida, analisando a situação de um município do interior do Estado de São Paulo. Para tanto, foi feita uma pesquisa documental junto a Secretaria Municipal de Ensino de Marília- SP, e entrevistas com o gestor da rede municipal e, também, com o responsável pela contratação do Cuidador (firma terceirizada). Os resultados apontaram que o Cuidador está presente nessa rede municipal de ensino desde 2014 e, atualmente, todos os alunos que dependem desse suporte, são atendidos. Além de auxiliarem nas áreas da locomoção, alimentação e higiene, constatou-se que, nas escolas dessa rede, os Cuidadores assumem outras responsabilidades. Em certas ocasiões, atuam nas salas de aula desenvolvendo atividades pedagógicas individualizadas junto aos alunos que possuem limitações motoras, intelectuais, comportamentais e dificuldades no autocuidado."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 10 - Educação Especial"
    "palavra_chave" => "CUIDADOR NA ESCOLA, EDUCAçãO INCLUSIVA, APOIO A INCLUSãO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA10_ID3683_18082017180951.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:08"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ROSIMAR BORTOLINI POKER"
    "autor_nome_curto" => "ROSIMAR POKER"
    "autor_email" => "poker@marilia.unesp.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO (UNESP)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A implementação da política educacional inclusiva exige dos sistemas de ensino e, consequentemente, das escolas, o atendimento às necessidades educacionais específicas de todos os alunos, inclusive dos que apresentam severos comprometimentos motores, sensoriais, físicos, comportamentais e/ou intelectuais. Assim, torna-se imprescindível a realização de adequações nas escolas de forma a garantir não só a matrícula desse grupo específico de alunos como, também, condições efetivas de participação e aprendizagem de forma que tenham garantido seu processo de escolarização conforme apontam as normativas legais vigentes no país. Para dar o apoio e suporte necessários à inclusão desse determinado grupo de alunos com graves limitações, a legislação garante o direito a presença de um novo profissional na escola denominado Cuidador. Entretanto, nos documentos, não fica definido claramente o lugar que deve ocupar na escola. Nesse contexto, a presente pesquisa pretendeu analisar a legislação existente que respalda a contratação desse profissional, bem como conhecer o seu perfil, como é sua formação, quais são suas atribuições, funções e clientela por ele atendida, analisando a situação de um município do interior do Estado de São Paulo. Para tanto, foi feita uma pesquisa documental junto a Secretaria Municipal de Ensino de Marília- SP, e entrevistas com o gestor da rede municipal e, também, com o responsável pela contratação do Cuidador (firma terceirizada). Os resultados apontaram que o Cuidador está presente nessa rede municipal de ensino desde 2014 e, atualmente, todos os alunos que dependem desse suporte, são atendidos. Além de auxiliarem nas áreas da locomoção, alimentação e higiene, constatou-se que, nas escolas dessa rede, os Cuidadores assumem outras responsabilidades. Em certas ocasiões, atuam nas salas de aula desenvolvendo atividades pedagógicas individualizadas junto aos alunos que possuem limitações motoras, intelectuais, comportamentais e dificuldades no autocuidado.

Compartilhe:

Visualização do Artigo

Infelizmente, não conseguimos localizar o arquivo para download. Mas não se preocupe, nossa equipe já foi notificada do problema e já estamos trabalhando para a resolução! Tente novamente mais tarde!

Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.