Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

DIVERSIDADE E INCLUSÃO: PERSPECTIVAS E PRÁTICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Palavra-chaves: DIVERSIDADE, INCLUSÃO, FORMAÇÃO DOCENTE, EDUCAÇÃO INFANTIL Comunicação Oral (CO) GT 01 - Formação de Professores Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Este trabalho é um relato de experiência, fruto de uma oficina desenvolvida no evento Nísia Floresta e Suas Vertentes Educacionais, realizada na Universidade Federal de Alagoas (UFAL) - Campus do Sertão. A oficina teve como objetivo proporcionar aos graduandos de licenciatura, sobretudo os de pedagogia, uma reflexão acerca da educação inclusiva, assim como, a compreensão do que é a diversidade, como ela está presente na escola e na prática docente. Como procedimento metodológico dividimos essa oficina em três pontos, buscando discutir em um primeiro momento acerca dos conceitos de exclusão, integração e inclusão, desmistificando os paradigmas; em um segundo momento foi feito uma análise dos princípios discriminatórios presentes nos conteúdos, no livro didático, nas histórias, nas narrativas e práticas de educação infantil; e em um terceiro momento foi proporcionado experiências com materiais e a criação de artefatos que auxiliassem os participantes da oficina em uma futura prática docente com crianças de educação infantil. O desenvolvimento dessa oficina se justifica pela necessidade de ampliar o debate e o olhar dos futuros professores para artefatos discriminatórios presentes na escola, nos materiais, nas relações pessoais entre as crianças e que não podem passar despercebido ou deixar de ser questionado pelo professor. Toda a discussão apresentada está centrada nos princípios da igualdade e da equidade, trazendo uma reflexão acerca do que seria pertinente as práticas pedagógicas das instituições de educação infantil, sendo esta um espaço de diversidade, seja de cor, raça, religião, credo, sexo ou classe social. Como resultados podemos contatar que a experiência com os graduandos de licenciatura proporcionou o levantamento de um rico debate, de questionamentos, duvidas, integração entre os graduandos, o rompimento de alguns estereótipos, assim como a aproximação com atividades lúdicas que poderão ser implementadas por estes em sua prática docente.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.