Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 247
BLOG PEDAGÓGICO: GÊNERO DISCURSIVO OU SUPORTE DE GÊNEROS?

Palavra-chaves: ANÁLISE DIALÓGICA DO DISCURSO, BLOG PEDAGÓGICO, GÊNERO DISCURSIVO, SUPORTE DE GÊNERO DISCURSIVO, SUPORTE DE GÊNERO DISCURSIVO Comunicação Oral (CO) GT 15 – Ensino de línguas Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Funcionando como uma alternativa de uso de tecnologias no ensino de leitura, este artigo socializa a utilização de um blog pedagógico intitulado de “Leituras da mídia política: você faz?” em uma turma de 2º ano do ensino médio de uma escola pública localizada no município de Campina Grande - PB: blog criado com o fim pedagógico de nortear e instigar nos alunos a formação crítica e reflexiva no que concerne à leitura da esfera do jornalismo político contemporâneo e à escrita de artigos de opinião. Foram realizadas atividades entre os meses de setembro a novembro de 2014 - período em que no Brasil ocorriam as campanhas políticas das Eleições para Presidente da República, Governadores, Senadores e Deputados Estaduais e Federais. Em novembro realizamos discussões sobre pós-campanhas. O objetivo específico consiste em apresentar uma discussão sobre as características do blog pedagógico enquanto gênero discursivo e enquanto suporte de gêneros. Para tanto, selecionamos três figuras extraídas das vivências didáticas construídas no desenvolvimento das atividades da extensão universitária, conforme exposto no tópico de metodologia deste trabalho. Do ponto de vista teórico, nos respaldamos nas contribuições da Análise Dialógica do Discurso (Bakhtin e o Círculo). Sobre os resultados, destacamos que os dados da pesquisa evidenciam que é possível compreendermos, dependendo do ponto de vista, o blog pedagógico sob as duas concepções que subsidiam o interesse do estudo em questão: a primeira – gênero discursivo –, que o compreende enquanto um gênero pertencente ao universo das práticas sociais específicas de linguagem da comunicação na rede mundial de computadores, concebendo-o como uma mídia participativa que, singularmente, promove interações; e a segunda – suporte de gêneros discursivos –, que o lê numa perspectiva de suporte/apoio para, em espaço virtual, hospedar a circulação de diferentes gêneros, como mostrado no exemplo do blog “Leituras da mídia política: você faz?”.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.