Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 227
A LEITURA DE QUADRINHOS E A FORMAÇÃO DO SUJEITO LEITOR E CRÍTICO DO(NO) MUNDO.

Palavra-chaves: TIRINHAS, FORMAÇÃO DO LEITOR, LEITURA REFLEXIVA Comunicação Oral (CO) GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A partir dos quadrinhos de Mafalda, elaborados por Joaquin Salvador Lavado Tejón, objetivamos no presente trabalho tecer considerações que focalizem na formação do leitor, a partir de uma concepção que o referido sujeito, para ser compreendido como proficiente, deve, além de desenvolver as capacidades elementares de leitura, produzir uma crítica do(no) mundo no qual está envolto. Por ser uma leitura curta e que problematiza questões do cotidiano de modo lúdico, mas reflexivo, muito encanta em abordagens no Ensino Fundamental, ao mesmo tempo que desenvolve, desde esse momento, a capacidade leitora e crítica a partir de temas que perpassam desde as inquietações do ser criança até discussões de ordem social, comportamental e política. Levando em conta que, de fato, é inquestionável o valor desse gênero, sendo recomendados pelos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s) bem como é reconhecido como um instrumento de alfabetização. Assim associada a essas análises de cunho crítico e documental, buscamos enfocar em estratégias que viabilizem ainda mais o uso das tirinhas no ambiente escolar, precisamente nessa etapa de formação de crianças e adolescentes. A tirinha, igualmente as HQs, corresponde a uma sequência de quadrinhos, os quais, em geral, por meio de uma linguagem despretensiosa e carregada de humor, realizam uma crítica aos valores sociais, abordando temas da atualidade e por este motivo é um recurso valioso para ser usado em sala de aula. O uso da tirinha nas salas de aula do Ensino Fundamental corresponde a excelente mecanismo de inserção de textos em sala de aula e de efetivação de leitura por meio de uma abordagem crítica, dinâmica e que fixa a atenção do alunado.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.