Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A EDUCAÇÃO SOCIAL E PARA OS DIREITOS HUMANOS COMO ESTRATÉGIA DE INCLUSÃO E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS TERRITORIAIS E FAMILIARES: UMA EXPERIÊNCIA COM GRUPO DE IDOSAS NO CRAS ALTO DO MANDU NO MUNICÍPIO

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO SOCIAL, DIREITOS HUMANOS, ASSISTÊNCIA SOCIAL, SCFV, SCFV Comunicação Oral (CO) GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 35160
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 4576
    "inscrito_id" => 7414
    "titulo" => "A EDUCAÇÃO SOCIAL E PARA OS DIREITOS HUMANOS COMO ESTRATÉGIA DE INCLUSÃO E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS TERRITORIAIS E FAMILIARES: UMA EXPERIÊNCIA COM GRUPO DE IDOSAS NO CRAS ALTO DO MANDU NO MUNICÍPIO"
    "resumo" => "O presente trabalho visa tratar da experiência com grupos de pessoas idosas na perspectiva da educação social para os direitos humanos em Serviços e equipamentos afiançados pela Política Nacional de Assistência Social. A narrativa encontrada neste artigo acontece no âmbito do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Prefeitura da cidade do Recife. A partir das oficinas de Desenvolvimento Pessoal e social- DPS, foi elaborada uma metodologia que visa por meio de dinâmicas abordar temas que estão presentes no emaranhado das relações sociais e afetivas dos grupos trabalhados, afim de resgatar aspectos da cultura local oriundas das vivências nessas comunidades e objetivando também o fortalecimento dos vínculos do grupo com o território, famílias e os equipamentos sociais. Na intenção de incorporar todos esses elementos em uma atividade prática, foi construído o percurso sociopedagógico: Gente Que Sabe - Desenvolvimento e Valorização do saber popular. Esse percurso pedagógico teve como foco valorizar as histórias de vidas desses/dessas sujeitos/sujeitas para a partir disso pensar nas diversas possibilidades de atuação junto ao grupo e território visando robustecer seu processo de identidade grupal e territorial. Nas oficinas e atividades buscou-se manter um diálogo constante com as orientações do SCFV e com os valores e premissas dos direitos humanos. Percebemos com esse trabalho que houveram diversas aquisições no campo do diálogo profissional, da interdisciplinaridade e institucional e também foi possível perceber na condução dessa metodologia e no debruçamento na história de vida dessas idosas os novos papéis que elas exercem em suas famílias, ampliando as possibilidades dos trabalhos sociais com o segmento. No âmbito da educação social conseguimos perceber diversas aproximações possíveis entre a educação, os direitos humanos e a assistência social, a ligação existente entre elas nos apontam caminhos interessantes para a construção de políticas mais sensíveis às demandas dos/das seus/suas usuários/as e preocupadas com as diversas dimensões de suas vidas."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO SOCIAL, DIREITOS HUMANOS, ASSISTÊNCIA SOCIAL, SCFV, SCFV"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA11_ID7414_16102017225524.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANDERSON BEZERRA DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "DERSON SILVA"
    "autor_email" => "derson.ice@gmail.com"
    "autor_ies" => "0000"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 35160
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 4576
    "inscrito_id" => 7414
    "titulo" => "A EDUCAÇÃO SOCIAL E PARA OS DIREITOS HUMANOS COMO ESTRATÉGIA DE INCLUSÃO E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS TERRITORIAIS E FAMILIARES: UMA EXPERIÊNCIA COM GRUPO DE IDOSAS NO CRAS ALTO DO MANDU NO MUNICÍPIO"
    "resumo" => "O presente trabalho visa tratar da experiência com grupos de pessoas idosas na perspectiva da educação social para os direitos humanos em Serviços e equipamentos afiançados pela Política Nacional de Assistência Social. A narrativa encontrada neste artigo acontece no âmbito do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Prefeitura da cidade do Recife. A partir das oficinas de Desenvolvimento Pessoal e social- DPS, foi elaborada uma metodologia que visa por meio de dinâmicas abordar temas que estão presentes no emaranhado das relações sociais e afetivas dos grupos trabalhados, afim de resgatar aspectos da cultura local oriundas das vivências nessas comunidades e objetivando também o fortalecimento dos vínculos do grupo com o território, famílias e os equipamentos sociais. Na intenção de incorporar todos esses elementos em uma atividade prática, foi construído o percurso sociopedagógico: Gente Que Sabe - Desenvolvimento e Valorização do saber popular. Esse percurso pedagógico teve como foco valorizar as histórias de vidas desses/dessas sujeitos/sujeitas para a partir disso pensar nas diversas possibilidades de atuação junto ao grupo e território visando robustecer seu processo de identidade grupal e territorial. Nas oficinas e atividades buscou-se manter um diálogo constante com as orientações do SCFV e com os valores e premissas dos direitos humanos. Percebemos com esse trabalho que houveram diversas aquisições no campo do diálogo profissional, da interdisciplinaridade e institucional e também foi possível perceber na condução dessa metodologia e no debruçamento na história de vida dessas idosas os novos papéis que elas exercem em suas famílias, ampliando as possibilidades dos trabalhos sociais com o segmento. No âmbito da educação social conseguimos perceber diversas aproximações possíveis entre a educação, os direitos humanos e a assistência social, a ligação existente entre elas nos apontam caminhos interessantes para a construção de políticas mais sensíveis às demandas dos/das seus/suas usuários/as e preocupadas com as diversas dimensões de suas vidas."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO SOCIAL, DIREITOS HUMANOS, ASSISTÊNCIA SOCIAL, SCFV, SCFV"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA11_ID7414_16102017225524.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANDERSON BEZERRA DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "DERSON SILVA"
    "autor_email" => "derson.ice@gmail.com"
    "autor_ies" => "0000"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O presente trabalho visa tratar da experiência com grupos de pessoas idosas na perspectiva da educação social para os direitos humanos em Serviços e equipamentos afiançados pela Política Nacional de Assistência Social. A narrativa encontrada neste artigo acontece no âmbito do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Prefeitura da cidade do Recife. A partir das oficinas de Desenvolvimento Pessoal e social- DPS, foi elaborada uma metodologia que visa por meio de dinâmicas abordar temas que estão presentes no emaranhado das relações sociais e afetivas dos grupos trabalhados, afim de resgatar aspectos da cultura local oriundas das vivências nessas comunidades e objetivando também o fortalecimento dos vínculos do grupo com o território, famílias e os equipamentos sociais. Na intenção de incorporar todos esses elementos em uma atividade prática, foi construído o percurso sociopedagógico: Gente Que Sabe - Desenvolvimento e Valorização do saber popular. Esse percurso pedagógico teve como foco valorizar as histórias de vidas desses/dessas sujeitos/sujeitas para a partir disso pensar nas diversas possibilidades de atuação junto ao grupo e território visando robustecer seu processo de identidade grupal e territorial. Nas oficinas e atividades buscou-se manter um diálogo constante com as orientações do SCFV e com os valores e premissas dos direitos humanos. Percebemos com esse trabalho que houveram diversas aquisições no campo do diálogo profissional, da interdisciplinaridade e institucional e também foi possível perceber na condução dessa metodologia e no debruçamento na história de vida dessas idosas os novos papéis que elas exercem em suas famílias, ampliando as possibilidades dos trabalhos sociais com o segmento. No âmbito da educação social conseguimos perceber diversas aproximações possíveis entre a educação, os direitos humanos e a assistência social, a ligação existente entre elas nos apontam caminhos interessantes para a construção de políticas mais sensíveis às demandas dos/das seus/suas usuários/as e preocupadas com as diversas dimensões de suas vidas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo

Infelizmente, não conseguimos localizar o arquivo para download. Mas não se preocupe, nossa equipe já foi notificada do problema e já estamos trabalhando para a resolução! Tente novamente mais tarde!

Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.