Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 220
A EDUCAÇÃO SOCIAL E PARA OS DIREITOS HUMANOS COMO ESTRATÉGIA DE INCLUSÃO E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS TERRITORIAIS E FAMILIARES: UMA EXPERIÊNCIA COM GRUPO DE IDOSAS NO CRAS ALTO DO MANDU NO MUNICÍPIO

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO SOCIAL, DIREITOS HUMANOS, ASSISTÊNCIA SOCIAL, SCFV, SCFV Comunicação Oral (CO) GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O presente trabalho visa tratar da experiência com grupos de pessoas idosas na perspectiva da educação social para os direitos humanos em Serviços e equipamentos afiançados pela Política Nacional de Assistência Social. A narrativa encontrada neste artigo acontece no âmbito do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Prefeitura da cidade do Recife. A partir das oficinas de Desenvolvimento Pessoal e social- DPS, foi elaborada uma metodologia que visa por meio de dinâmicas abordar temas que estão presentes no emaranhado das relações sociais e afetivas dos grupos trabalhados, afim de resgatar aspectos da cultura local oriundas das vivências nessas comunidades e objetivando também o fortalecimento dos vínculos do grupo com o território, famílias e os equipamentos sociais. Na intenção de incorporar todos esses elementos em uma atividade prática, foi construído o percurso sociopedagógico: Gente Que Sabe - Desenvolvimento e Valorização do saber popular. Esse percurso pedagógico teve como foco valorizar as histórias de vidas desses/dessas sujeitos/sujeitas para a partir disso pensar nas diversas possibilidades de atuação junto ao grupo e território visando robustecer seu processo de identidade grupal e territorial. Nas oficinas e atividades buscou-se manter um diálogo constante com as orientações do SCFV e com os valores e premissas dos direitos humanos. Percebemos com esse trabalho que houveram diversas aquisições no campo do diálogo profissional, da interdisciplinaridade e institucional e também foi possível perceber na condução dessa metodologia e no debruçamento na história de vida dessas idosas os novos papéis que elas exercem em suas famílias, ampliando as possibilidades dos trabalhos sociais com o segmento. No âmbito da educação social conseguimos perceber diversas aproximações possíveis entre a educação, os direitos humanos e a assistência social, a ligação existente entre elas nos apontam caminhos interessantes para a construção de políticas mais sensíveis às demandas dos/das seus/suas usuários/as e preocupadas com as diversas dimensões de suas vidas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.