Artigo Anais V CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

RISCO DE QUEDAS E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS EM IDOSOS COM OSTEOARTROSE: UM ESTUDO QUANTITATIVO

Palavra-chaves: RISCO DE QUEDAS, FATORES ASSOCIADOS, PESSOA IDOSA, OSTEOARTROSE Tema Livre (TL) AT-05: Fisioterapia Gerontológica
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 34836
    "edicao_id" => 76
    "trabalho_id" => 267
    "inscrito_id" => 1713
    "titulo" => "RISCO DE QUEDAS E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS EM IDOSOS COM OSTEOARTROSE: UM ESTUDO QUANTITATIVO"
    "resumo" => "Trata-se de um estudo transversal, de análise correlacional e abordagem quantitativa. Como instrumento de pesquisa utilizou-se a escala de Kendall para análise da força muscular de quadríceps, Questionário de MacGill para avaliação da dor, a Escala de Risco de Quedas de Downtown e a Escala de Equilíbrio de Berg, além de questionário sociodemográfico e epidemiológico, para caracterizar a população estudada. Os dados coletados foram tratados utilizando o programa estatístico SPSS (Statistical Package for the Social Sciences), versão 13.0. Para a verificação da normalidade dos dados, foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov (K-S), além da análise de correlação de Pearson entre as variáveis dependentes. Em toda a análise estatística, foi considerado um intervalo de confiança (IC) de 95% e um p= 0,05. A análise descritiva do risco de quedas demonstrou que 83,7% dos idosos participantes eram tendenciosos a episódios de quedas, confirmado pela baixa média de pontuação da Escala de Equilíbrio de Berg (média de 32,27 e variação de ± 8,040) e pela média obtida na Escala de Downtown (3,13 e variação de ± 1,407). Ao relacionar as variáveis categóricas dependentes, o Índice de Correlação de Pearson demonstrou forte associação entre dor e risco de queda, com p=0,014, mostrando relação estatisticamente significativa. Para esse estudo, não houve correlação entre força muscular de quadríceps as demais variáveis, indicando não haver associação entre o risco de cair com a função muscular."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "AT-05: Fisioterapia Gerontológica"
    "palavra_chave" => "RISCO DE QUEDAS, FATORES ASSOCIADOS, PESSOA IDOSA, OSTEOARTROSE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV075_MD2_SA5_ID1713_11092017142251.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:19"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:49:35"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "HAYDÊE CASSÉ DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "HAYDÊE CASSÉ"
    "autor_email" => "haydeecasse@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais V CIEH"
    "edicao_evento" => "V Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2017"
    "edicao_logo" => "5e49e719ef6ea_16022020220633.jpg"
    "edicao_capa" => "5f182cfe0d414_22072020091142.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 34836
    "edicao_id" => 76
    "trabalho_id" => 267
    "inscrito_id" => 1713
    "titulo" => "RISCO DE QUEDAS E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS EM IDOSOS COM OSTEOARTROSE: UM ESTUDO QUANTITATIVO"
    "resumo" => "Trata-se de um estudo transversal, de análise correlacional e abordagem quantitativa. Como instrumento de pesquisa utilizou-se a escala de Kendall para análise da força muscular de quadríceps, Questionário de MacGill para avaliação da dor, a Escala de Risco de Quedas de Downtown e a Escala de Equilíbrio de Berg, além de questionário sociodemográfico e epidemiológico, para caracterizar a população estudada. Os dados coletados foram tratados utilizando o programa estatístico SPSS (Statistical Package for the Social Sciences), versão 13.0. Para a verificação da normalidade dos dados, foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov (K-S), além da análise de correlação de Pearson entre as variáveis dependentes. Em toda a análise estatística, foi considerado um intervalo de confiança (IC) de 95% e um p= 0,05. A análise descritiva do risco de quedas demonstrou que 83,7% dos idosos participantes eram tendenciosos a episódios de quedas, confirmado pela baixa média de pontuação da Escala de Equilíbrio de Berg (média de 32,27 e variação de ± 8,040) e pela média obtida na Escala de Downtown (3,13 e variação de ± 1,407). Ao relacionar as variáveis categóricas dependentes, o Índice de Correlação de Pearson demonstrou forte associação entre dor e risco de queda, com p=0,014, mostrando relação estatisticamente significativa. Para esse estudo, não houve correlação entre força muscular de quadríceps as demais variáveis, indicando não haver associação entre o risco de cair com a função muscular."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "AT-05: Fisioterapia Gerontológica"
    "palavra_chave" => "RISCO DE QUEDAS, FATORES ASSOCIADOS, PESSOA IDOSA, OSTEOARTROSE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV075_MD2_SA5_ID1713_11092017142251.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:19"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:49:35"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "HAYDÊE CASSÉ DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "HAYDÊE CASSÉ"
    "autor_email" => "haydeecasse@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais V CIEH"
    "edicao_evento" => "V Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2017"
    "edicao_logo" => "5e49e719ef6ea_16022020220633.jpg"
    "edicao_capa" => "5f182cfe0d414_22072020091142.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

Trata-se de um estudo transversal, de análise correlacional e abordagem quantitativa. Como instrumento de pesquisa utilizou-se a escala de Kendall para análise da força muscular de quadríceps, Questionário de MacGill para avaliação da dor, a Escala de Risco de Quedas de Downtown e a Escala de Equilíbrio de Berg, além de questionário sociodemográfico e epidemiológico, para caracterizar a população estudada. Os dados coletados foram tratados utilizando o programa estatístico SPSS (Statistical Package for the Social Sciences), versão 13.0. Para a verificação da normalidade dos dados, foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov (K-S), além da análise de correlação de Pearson entre as variáveis dependentes. Em toda a análise estatística, foi considerado um intervalo de confiança (IC) de 95% e um p= 0,05. A análise descritiva do risco de quedas demonstrou que 83,7% dos idosos participantes eram tendenciosos a episódios de quedas, confirmado pela baixa média de pontuação da Escala de Equilíbrio de Berg (média de 32,27 e variação de ± 8,040) e pela média obtida na Escala de Downtown (3,13 e variação de ± 1,407). Ao relacionar as variáveis categóricas dependentes, o Índice de Correlação de Pearson demonstrou forte associação entre dor e risco de queda, com p=0,014, mostrando relação estatisticamente significativa. Para esse estudo, não houve correlação entre força muscular de quadríceps as demais variáveis, indicando não haver associação entre o risco de cair com a função muscular.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.