Artigo Anais V CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

PERCEPÇÃO DE SAÚDE EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS E SUA RELAÇÃO COM ESTADO DE HUMOR DEPRIMIDO.

Palavra-chaves: DEPRESSÃO, ATENÇÃO À SAÚDE DO IDOSO, INSTITUIÇÕES GERIÁTRICAS DE LONGA PERMANÊNCIA Pôster (PO) AT-05: Fisioterapia Gerontológica
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 34660
    "edicao_id" => 76
    "trabalho_id" => 465
    "inscrito_id" => 2175
    "titulo" => "PERCEPÇÃO DE SAÚDE EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS E SUA RELAÇÃO COM ESTADO DE HUMOR DEPRIMIDO."
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: No panorama mundial, bem como nos países em desenvolvimento, a população idosa aumenta significativamente e o contraponto desta realidade aponta que o suporte para essa nova condição não evolui com a mesma velocidade. À medida que a população envelhece, aumenta a procura por instituições de longa permanência para idosos (ILPIS), e o Brasil não está estruturalmente preparado para receber essa demanda. A institucionalização pode trazer inúmeras consequências, entre elas a possibilidade de desencadear depressão, sendo essa uma importante causa de incapacidade, morbidade e sofrimento, trazendo prejuízos à qualidade de vida, interferindo diretamente na percepção de saúde do idoso. OBJETIVO: Relacionar a percepção de saúde em idosos institucionalizados com o estado de humor deprimido. MÉTODOS: Essa pesquisa foi aprovada pelo Comitê de ética e Pesquisa do Centro Universitário Cesmac. Trata-se de um estudo quantitativo, observacional, de corte transversal, realizado em todas as instituições de longa permanência da cidade de Maceió, como critério de inclusão os idosos deveriam apresentar habilidade cognitiva para responder o questionário propostos para essa pesquisa. Para avaliação do estado de humor utilizou-se a Escala de Depressão Geriátrica (GDS) e para percepção de saúde o idoso era questionado quanto a sua auto avaliação, respondendo num modelo que segundo uma escala de Likert. Os dados foram analisados segundo modelo de regressão logística multivariada. RESULTADOS: Observou-se no modelo multivariado que houve associação da percepção positiva da saúde atual com as categorias do GDS, onde Indivíduos com a saúde boa/excelente apresentaram uma chance 80% menor de ter risco moderado/alto de depressão. CONCLUSÂO: Houve associação entre percepção de saúde e estado de humor deprimido, onde, a boa percepção associou-se a menores chances de desenvolvimento de quadros moderados ou graves de depressão."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-05: Fisioterapia Gerontológica"
    "palavra_chave" => "DEPRESSÃO, ATENÇÃO À SAÚDE DO IDOSO, INSTITUIÇÕES GERIÁTRICAS DE LONGA PERMANÊNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV075_MD4_SA5_ID2175_16092017225547.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:19"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:49:34"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIELLY SILVA NOBRE"
    "autor_nome_curto" => "MARIELLY NOBRE"
    "autor_email" => "mari_silvanobre@hotmail.c"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS  UNCISAL (UNCISAL)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais V CIEH"
    "edicao_evento" => "V Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2017"
    "edicao_logo" => "5e49e719ef6ea_16022020220633.jpg"
    "edicao_capa" => "5f182cfe0d414_22072020091142.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 34660
    "edicao_id" => 76
    "trabalho_id" => 465
    "inscrito_id" => 2175
    "titulo" => "PERCEPÇÃO DE SAÚDE EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS E SUA RELAÇÃO COM ESTADO DE HUMOR DEPRIMIDO."
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: No panorama mundial, bem como nos países em desenvolvimento, a população idosa aumenta significativamente e o contraponto desta realidade aponta que o suporte para essa nova condição não evolui com a mesma velocidade. À medida que a população envelhece, aumenta a procura por instituições de longa permanência para idosos (ILPIS), e o Brasil não está estruturalmente preparado para receber essa demanda. A institucionalização pode trazer inúmeras consequências, entre elas a possibilidade de desencadear depressão, sendo essa uma importante causa de incapacidade, morbidade e sofrimento, trazendo prejuízos à qualidade de vida, interferindo diretamente na percepção de saúde do idoso. OBJETIVO: Relacionar a percepção de saúde em idosos institucionalizados com o estado de humor deprimido. MÉTODOS: Essa pesquisa foi aprovada pelo Comitê de ética e Pesquisa do Centro Universitário Cesmac. Trata-se de um estudo quantitativo, observacional, de corte transversal, realizado em todas as instituições de longa permanência da cidade de Maceió, como critério de inclusão os idosos deveriam apresentar habilidade cognitiva para responder o questionário propostos para essa pesquisa. Para avaliação do estado de humor utilizou-se a Escala de Depressão Geriátrica (GDS) e para percepção de saúde o idoso era questionado quanto a sua auto avaliação, respondendo num modelo que segundo uma escala de Likert. Os dados foram analisados segundo modelo de regressão logística multivariada. RESULTADOS: Observou-se no modelo multivariado que houve associação da percepção positiva da saúde atual com as categorias do GDS, onde Indivíduos com a saúde boa/excelente apresentaram uma chance 80% menor de ter risco moderado/alto de depressão. CONCLUSÂO: Houve associação entre percepção de saúde e estado de humor deprimido, onde, a boa percepção associou-se a menores chances de desenvolvimento de quadros moderados ou graves de depressão."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-05: Fisioterapia Gerontológica"
    "palavra_chave" => "DEPRESSÃO, ATENÇÃO À SAÚDE DO IDOSO, INSTITUIÇÕES GERIÁTRICAS DE LONGA PERMANÊNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV075_MD4_SA5_ID2175_16092017225547.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:19"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:49:34"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIELLY SILVA NOBRE"
    "autor_nome_curto" => "MARIELLY NOBRE"
    "autor_email" => "mari_silvanobre@hotmail.c"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS  UNCISAL (UNCISAL)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais V CIEH"
    "edicao_evento" => "V Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2017"
    "edicao_logo" => "5e49e719ef6ea_16022020220633.jpg"
    "edicao_capa" => "5f182cfe0d414_22072020091142.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

INTRODUÇÃO: No panorama mundial, bem como nos países em desenvolvimento, a população idosa aumenta significativamente e o contraponto desta realidade aponta que o suporte para essa nova condição não evolui com a mesma velocidade. À medida que a população envelhece, aumenta a procura por instituições de longa permanência para idosos (ILPIS), e o Brasil não está estruturalmente preparado para receber essa demanda. A institucionalização pode trazer inúmeras consequências, entre elas a possibilidade de desencadear depressão, sendo essa uma importante causa de incapacidade, morbidade e sofrimento, trazendo prejuízos à qualidade de vida, interferindo diretamente na percepção de saúde do idoso. OBJETIVO: Relacionar a percepção de saúde em idosos institucionalizados com o estado de humor deprimido. MÉTODOS: Essa pesquisa foi aprovada pelo Comitê de ética e Pesquisa do Centro Universitário Cesmac. Trata-se de um estudo quantitativo, observacional, de corte transversal, realizado em todas as instituições de longa permanência da cidade de Maceió, como critério de inclusão os idosos deveriam apresentar habilidade cognitiva para responder o questionário propostos para essa pesquisa. Para avaliação do estado de humor utilizou-se a Escala de Depressão Geriátrica (GDS) e para percepção de saúde o idoso era questionado quanto a sua auto avaliação, respondendo num modelo que segundo uma escala de Likert. Os dados foram analisados segundo modelo de regressão logística multivariada. RESULTADOS: Observou-se no modelo multivariado que houve associação da percepção positiva da saúde atual com as categorias do GDS, onde Indivíduos com a saúde boa/excelente apresentaram uma chance 80% menor de ter risco moderado/alto de depressão. CONCLUSÂO: Houve associação entre percepção de saúde e estado de humor deprimido, onde, a boa percepção associou-se a menores chances de desenvolvimento de quadros moderados ou graves de depressão.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.