Artigo Anais V CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

PARA ALÉM DO SEXO E DO PECADO: PELES QUE (DES)VELAM A HOMOSSEXUALIDADE

Palavra-chaves: CINEMA, VELHICE, HOMOSSEXUALIDADE Tema Livre (TL) AT-09: Afetividade, Sexualidade e Envelhecimento
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1637
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 34647
    "edicao_id" => 76
    "trabalho_id" => 839
    "inscrito_id" => 2742
    "titulo" => "PARA ALÉM DO SEXO E DO PECADO: PELES QUE (DES)VELAM A HOMOSSEXUALIDADE"
    "resumo" => "Os discursos dominantes, que estabelecem arbitrariamente as fronteiras entre o normal e o patológico, ainda encaram a homossexualidade como algo ignominioso e abjeto, uma “maldição” capaz de sorver a humanidade, transformando sujeitos em monstros lascivos, regidos por uma luxúria desenfreada. Se associarmos à homossexualidade, outra condição historicamente sórdida, o quadro que já era penoso torna-se insuportável: o envelhecer – processo que desperta medos numa sociedade que cultua o corpo jovem, sem as marcas do tempo. Os conflitos que perpassam as duas condições são similares e tal conjectura irrompe-se nas territorialidades fílmicas, onde o amor entre iguais dilui-se em representações plásticas, ora sedutoras e rarefeitas, ora letárgicas e resistentes. Abuelitos (2005), curta-metragem da espanhola Verónica Sáenz, põe em voga concepções estabelecidas sob o sujeito inscrito na intersecção velhice/homossexualidade para apontar outras possibilidades. Durante o desenrolar da trama, somos levados a questionar certos estigmas que, amiúde, deturpam essas condições, destituindo indivíduos da sua dignidade. Destarte, alicerçados nas contribuições sócio-históricas de Stearns (2010), Naphy (2006), e Ceccarelli (2008), procuramos refletir sobre o espaço a que o sujeito velho/homossexual é impelido a ocupar e as vicissitudes decorrentes dessa imposição. Também, propomos discutir os diferentes arranjos que a relação homoafetiva possibilita – possibilidades estas que vão de encontro com preconceitos arraigados no imaginário popular."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "AT-09: Afetividade, Sexualidade e Envelhecimento"
    "palavra_chave" => "CINEMA, VELHICE, HOMOSSEXUALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV075_MD2_SA9_ID2742_16102017183753.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:19"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:49:34"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FABIO GUSTAVO ROMERO SIMEÃO"
    "autor_nome_curto" => "FABIO ROMERO"
    "autor_email" => "fabiogustavor@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais V CIEH"
    "edicao_evento" => "V Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2017"
    "edicao_logo" => "5e49e719ef6ea_16022020220633.jpg"
    "edicao_capa" => "5f182cfe0d414_22072020091142.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 34647
    "edicao_id" => 76
    "trabalho_id" => 839
    "inscrito_id" => 2742
    "titulo" => "PARA ALÉM DO SEXO E DO PECADO: PELES QUE (DES)VELAM A HOMOSSEXUALIDADE"
    "resumo" => "Os discursos dominantes, que estabelecem arbitrariamente as fronteiras entre o normal e o patológico, ainda encaram a homossexualidade como algo ignominioso e abjeto, uma “maldição” capaz de sorver a humanidade, transformando sujeitos em monstros lascivos, regidos por uma luxúria desenfreada. Se associarmos à homossexualidade, outra condição historicamente sórdida, o quadro que já era penoso torna-se insuportável: o envelhecer – processo que desperta medos numa sociedade que cultua o corpo jovem, sem as marcas do tempo. Os conflitos que perpassam as duas condições são similares e tal conjectura irrompe-se nas territorialidades fílmicas, onde o amor entre iguais dilui-se em representações plásticas, ora sedutoras e rarefeitas, ora letárgicas e resistentes. Abuelitos (2005), curta-metragem da espanhola Verónica Sáenz, põe em voga concepções estabelecidas sob o sujeito inscrito na intersecção velhice/homossexualidade para apontar outras possibilidades. Durante o desenrolar da trama, somos levados a questionar certos estigmas que, amiúde, deturpam essas condições, destituindo indivíduos da sua dignidade. Destarte, alicerçados nas contribuições sócio-históricas de Stearns (2010), Naphy (2006), e Ceccarelli (2008), procuramos refletir sobre o espaço a que o sujeito velho/homossexual é impelido a ocupar e as vicissitudes decorrentes dessa imposição. Também, propomos discutir os diferentes arranjos que a relação homoafetiva possibilita – possibilidades estas que vão de encontro com preconceitos arraigados no imaginário popular."
    "modalidade" => "Tema Livre (TL)"
    "area_tematica" => "AT-09: Afetividade, Sexualidade e Envelhecimento"
    "palavra_chave" => "CINEMA, VELHICE, HOMOSSEXUALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV075_MD2_SA9_ID2742_16102017183753.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:19"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:49:34"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FABIO GUSTAVO ROMERO SIMEÃO"
    "autor_nome_curto" => "FABIO ROMERO"
    "autor_email" => "fabiogustavor@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais V CIEH"
    "edicao_evento" => "V Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2017"
    "edicao_logo" => "5e49e719ef6ea_16022020220633.jpg"
    "edicao_capa" => "5f182cfe0d414_22072020091142.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Os discursos dominantes, que estabelecem arbitrariamente as fronteiras entre o normal e o patológico, ainda encaram a homossexualidade como algo ignominioso e abjeto, uma “maldição” capaz de sorver a humanidade, transformando sujeitos em monstros lascivos, regidos por uma luxúria desenfreada. Se associarmos à homossexualidade, outra condição historicamente sórdida, o quadro que já era penoso torna-se insuportável: o envelhecer – processo que desperta medos numa sociedade que cultua o corpo jovem, sem as marcas do tempo. Os conflitos que perpassam as duas condições são similares e tal conjectura irrompe-se nas territorialidades fílmicas, onde o amor entre iguais dilui-se em representações plásticas, ora sedutoras e rarefeitas, ora letárgicas e resistentes. Abuelitos (2005), curta-metragem da espanhola Verónica Sáenz, põe em voga concepções estabelecidas sob o sujeito inscrito na intersecção velhice/homossexualidade para apontar outras possibilidades. Durante o desenrolar da trama, somos levados a questionar certos estigmas que, amiúde, deturpam essas condições, destituindo indivíduos da sua dignidade. Destarte, alicerçados nas contribuições sócio-históricas de Stearns (2010), Naphy (2006), e Ceccarelli (2008), procuramos refletir sobre o espaço a que o sujeito velho/homossexual é impelido a ocupar e as vicissitudes decorrentes dessa imposição. Também, propomos discutir os diferentes arranjos que a relação homoafetiva possibilita – possibilidades estas que vão de encontro com preconceitos arraigados no imaginário popular.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.