Artigo Anais III CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO FÍSICO NA FRAGILIDADE EM IDOSOS

Palavra-chaves: IDOSO, IDOSO FRAGILILIZADO, EXERCÍCIO FÍSICO Tema Livre (TL) Atenção integral à saúde: promoção, prevenção, tratamento e reabilitação do idoso Publicado em 15 de junho de 2013

Resumo

BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO FÍSICO NA FRAGILIDADE EM IDOSOS Larrissa Mariana Bezerra França-GEPSAI/ UFPB(larrissamariana@hotmail.com); Kamyla Félix Oliveira dos Santos - GEPSAI/ UFPB (kamylaoliveira@hotmail.com); Keylla Talitha Fernandes Barbosa - GEPSAI/UFPB (keyllafernandes@gmail.com); Klívia Félix Amorim – UNIPÊ (kliviafelix@yahoo.com.br);Maria das Graças Melo Fernandes - GEPSAI/ UFPB (graacafernandes@hotmail.com). Introdução: A síndrome da fragilidade é caracterizada por uma diminuição da reserva homeostática e redução da capacidade do organismo resistir ao estresse, resultando em declínios cumulativos em múltiplos sistemas fisiológicos, causando vulnerabilidade e efeitos adversos, tais como, alterações na massa corporal magra, da força, da resistência, do equilíbrio, da capacidade de marcha e do nível de atividade física. O envelhecimento é um processo inevitável que está associado a uma perda da capacidade funcional em vários sistemas do corpo e está associado ao maior risco de ocorrência dessa síndrome, tornando prioritário o desenvolvimento de ações preventivas, como a prática da atividade física. Diversos estudos mostram que existe uma associação benéfica da atividade física em idosos melhorando a promoção e recuperação da saúde. Objetivo: sintetizar a produção científica acerca dos benefícios do exercício físico na fragilidade em idosos. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura. Para construção desse estudo foram utilizadas as seguintes etapas: estabelecimento da questão norteadora, busca na literatura, coleta de dados, análise crítica dos estudos incluídos, discussão dos resultados e apresentação da revisão. Resultados e Discussão: Foram encontrados18 artigos incluídos na revisão, 14 (78%) foram selecionados a partir da base de dados LILACS, e encontravam-se concomitantemente na Scielo, 3(16%) na BDENF e 1 (6%) na CidSaúde. Em relação aos periódicos, foi possível observar que as publicações estão distribuídas em 16 periódicos, sendo cinco da enfermagem, com destaque para os seguintes: Texto & Contexto em Enfermagem e Cadernos de Saúde Publica ambos com 2 (11%) artigos publicados. Os resultados foram que o número de publicações nacionais realizadas acerca dos benefícios da atividade física na fragilidade em idosos, no período selecionado, ainda é bastante insuficiente, reforçando a necessidade de participação dos educadores físicos, fisioterapeutas e os enfermeiros no desenvolvimento de pesquisas e na divulgação dos seus resultados no meio científico. Considerações finais: Observa-se assim que a atividade física pode colaborar na promoção e na prevenção da fragilidade, melhorando assim a qualidade de vida dos idosos frágeis, permitindo uma longevidade saudável, e, ainda a diminuição dos custos para os serviços de saúde.Palavras chaves: idoso, idoso fragilizado,exercício físico.OBS: NÃO CONSIGO ANEXAR OS NOMES DO CO-AUTORES

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.