Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 206
O PERFIL DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO FRENTE À SEXUALIDADE

Palavra-chaves: SEXUALIDADE, ESCOLA E CIDADANIA, ESTATÍSTICA Comunicação Oral (CO) GT01-FORMAÇÃO DOCENTE E CONTEMPORANEIDADE Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

A pesquisa surgiu pela necessidade de abordar a sexualidade em sala de aula, com mais segurança e credibilidade, na intenção de assegurar o conteúdo com clareza e qualidade, é importante conhecer o perfil dos alunos do ensino médio, da E.E. Kakunosuke Hasegawa, para orientar e direcionar o trabalho pedagógico, com a finalidade de criar projetos e documentar toda a ação pedagógica da instituição de ensino, além de ser um tema do cotidiano dos alunos. O objetivo se deu em traçar o perfil da sexualidade dos alunos do ensino médio, descobrir como eles lidam, vivenciam e encaram essa realidade. Nesse sentido, a pesquisa de campo buscou resultados qualitativos e quantitativos, trazendo valores sociais particulares e também números estatísticos, apropriando-se de um questionário com oito perguntas fechadas que foi aplicado em uma única vez aos entrevistados. Na temática da sexualidade na adolescência, a pesquisa apontou dois grandes temas, sendo eles: as doenças sexualmente transmissíveis e a gravidez. Conta com autores especialistas e em educação, a partir de Brasil (1996 e 1998), Cano, Ferriani e Gomes (2000), Freire (1996), Martins e et al (2006) e São Paulo (2014), para nortear os conteúdos abordados. Exclusivamente, a pesquisa de campo envolve a educação paulista e a realidade da própria instituição de ensino pesquisada, a partir dos conteúdos já desenvolvidos na 1ª série do ensino médio. Na sequência, são explanadas algumas características envolvendo a gravidez na adolescência e as doenças sexualmente transmissíveis. E com dedicação exclusiva a pesquisa bibliográfica aponta valores para a conscientização de um ensino para a prevenção. Ao final, com os dados coletados, os resultados mostram números intrigantes sobre os riscos de DST, porém favoráveis para os resultados da gravidez na adolescência.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.