Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 164
APLICAÇÃO DE GÊNEROS TEXTUAIS MULTIMODAIS NA ESCRITA DE WRITING PORTFOLIOS EM AULAS DE LÍNGUA INGLESA

Palavra-chaves: GÊNEROS TEXTUAIS, WRITING PORTFOLIOS, MULTIMODALIDADE, ESCRITA, ESCRITA Comunicação Oral (CO) GT08-PROFESSOR DE LÍNGUAS EM FORMAÇÃO INICIAL: EXPERIÊNCIAS REFLEXIVAS A PARTIR DOS GÊNEROS TEXTUAIS

Resumo

A escrita de textos em língua inglesa compilados em writing portfolios multimodais tem se tornado uma atividade recorrente em um grupo de alunos pertencentes ao curso de Letras-Inglês da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Baseando-se em processos humanísticos, este trabalho propõe relatar a experiência através da prática e do desenvolvimento de textos feitos por alunos deste curso, com diferentes níveis de competência linguística em língua inglesa, através da constante exposição a gêneros textuais multimodais como cartas, biografias, reflexões e narrativas pessoais, contribuindo para a incorporação de uma variedade de formas sociais nas práticas de linguagem em inglês. Esta exposição é fundamentada nas habilidades de comunicação oral e escrita, além de leitura de textos visuais, tendo em vista a inserção do aluno no ambiente social e comunicativo da língua alvo. Os alunos são aproximados a gêneros textuais para a construção de writing portfolios, fomentada pela pré-escrita, escrita e pós-escrita. Durante o período de um semestre, os alunos são, periodicamente, confrontados com atividades de linguagem, gerando um debate de aspectos linguísticos baseados na mobilização de modelos discursivos e gêneros textuais previamente escolhidos pela professora da disciplina de inglês, conectando o aluno à realidade estudada. Inicialmente, é feita uma introdução dentro da perspectiva da construção do texto em língua inglesa com a inclusão do aluno ao contexto social expresso pelo gênero estudado, acarretando em um debate comunicativo da linguagem em uso a partir do gênero multimodal. Esta prática embasa as discussões orais e escritas necessárias para a produção dos textos. Em seguida, atividades de vocabulário e gramática são contextualizadas a partir do gênero proposto. É, então, dado um período de tempo pré-determinado para que os alunos desenvolvam a escrita baseada nas discussões prévias, em que estes textos são desenvolvidos livremente pelos alunos. Na escrita, além do código escrito expresso pelo texto, a disposição gráfica e as outras formas de representação como a diagramação da página (layout), a cor e a qualidade do papel, a fonte e a cor (ou cores) das letras, a formatação do parágrafo etc., interferem na mensagem a ser comunicada, isto é, na relação direta com o público e com o meio físico transmitido pelo gênero. Todo esse processo linguístico demonstra como o gênero textual modifica a estrutura do discurso e a codificação linguística para a escrita de textos, refletindo numa maior liberdade a manipulação multimodal dos gêneros textuais. Os alunos participantes desta experiência, futuros professores de língua inglesa, aprendem, dessa forma, a fazer a distinção entre diversos gêneros textuais e como utilizá-los no ensino e na escrita em inglês no ambiente escolar e acadêmico. Por fim, os textos escritos e rescritos no período de um semestre são compilados em uma versão final de um writing portfolio multimodal, corrigidos pela professora e devidamente avaliados. Esta experiência tem demonstrado uma melhora significativa no processo de escrita baseada em gêneros textuais em língua inglesa, não apenas no desenvolvimento acadêmico do aluno, mas na promoção de atitudes tais como motivação e autonomia para o seu futuro profissional.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.