Artigo Anais VIII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

Visualizações: 257
PRÁTICA PEDAGÓGICA NO PROGRAMA SEMILIBERDADE: CONTRIBUTOS DA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO PRISIONAL, EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS, FORMAÇÃO DE PROFESSORES, PRÁTICA PEDAGÓGICA Comunicação Oral (CO) GT 20 – EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Publicado em 09 de novembro de 2016

Resumo

O presente texto reflete as possibilidades dos contributos da formação continuada de professores para as práticas pedagógicas no Programa Semiliberdade Masculino. Apresentamos os resultados da pesquisa desenvolvida no Curso de Pós-Graduação Lato Sensu: Educação de Jovens e Adultos privados de liberdade. Teve como objetivo analisar as contribuições da formação continuada para a prática pedagógica dos professores da Educação de Jovens infratores privados de liberdade. As reflexões empreendidas respaldam-se na Lei 12.594 (2012); Estatuto da Criança e do Adolescente (2009); Moura (2006; 2007); dentre outros. Os resultados evidenciaram a necessidade de se repensar a educação para pessoas jovens e adultas em situação de privação de liberdade, onde as práticas pedagógicas possam criar condições, para que os conhecimentos construídos pelos adolescentes infratores sejam significativos para uma nova vida. Vale pontuar que a formação continuada de professores mostrou-se um instrumento significativo nesse caminho.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.