Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 206
TENSÃO DO PAPEL DE CUIDADOR EM FAMILIARES DE IDOSOS: COMPREENSÃO À LUZ DA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Palavra-chaves: CUIDADORES, IDOSOS, TENSÃO Tema Livre (TL) / Oral Papers Submission AT-3: ENFERMAGEM E A SAÚDE DA PESSOA IDOSA Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

Estudo descritivo que tem como objetivo identificar, por meio de uma revisão integrativa da literatura, o conhecimento científico acerca da conceptualização do fenômeno da tensão do papel do cuidador. Para esta revisão foram selecionados 6 artigos que atenderam aos seguintes critérios: publicados na íntegra, nos idiomas português, inglês e espanhol, entre os anos de 2009 e 2014 e que contemplasse elementos que conduzissem à conceptualização do fenômeno da tensão do papel do cuidador em cuidadores familiares de idosos. Quanto ao país de origem dos autores, houve predomínio de estudos desenvolvidos por norteamericanos (33,3%) e canadenses (33,3%), seguidos por brasileiros (16,6%) e ingleses (16,6%). Com relação a área de conhecimento dos pesquisadores, dois estudos não especificaram, observando predomínio na área de medicina (33,3%), seguido das áreas de enfermagem (16,6%) e psicologia (16,6%). No que concerne ao nível de evidência dos estudos, os seis artigos pesquisados foram classificados no nível 6, relacionado às pesquisas descritivas ou qualitativas. O conhecimento produzido revelou a complexidade do fenômeno Tensão do papel de cuidador ao assinalar aspectos negativos, multifatoriais e dinâmicos relacionados aos efeitos da provisão de cuidados sobre a vida do cuidador, Ademais, pode-se inferir que os termos sobrecarga e tensão do papel de cuidador, embora frequentemente utilizados como sinônimos, apresentam diferentes significados, uma vez que a sobrecarga do cuidador reflete uma demanda externa e holística, relacionada aos aspectos físicos, emocionais, sociais e financeiros do processo de dispensar cuidados, ao passo que a tensão do papel do cuidador refere-se a um constructo mais complexo, que envolve a resposta do cuidador, como o estresse, por exemplo, ao se expor aos aspectos negativos relacionados à provisão de cuidados. Conclui-se que a tensão do papel de cuidador compreende um fenômeno multifacetado que envolve desequilíbrio e/ou impacto negativo nas dimensões física, psicológica, social e econômica do cuidador e que a elucidação da sua conceptualização contribui para o seu uso na prática clínica, subsidiando o planejamento e implementação de intervenções de enfermagem específicas que visem minimizar os impactos negativos oriundos da situação de cuidado.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.