Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 216
REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE SIMBOLOGIAS DO ENVELHECER: O LUGAR DO IDOSO E IDADE PARA CLASSIFICÁ-LO COMO TAL

Palavra-chaves: ENVELHECIMENTO HUMANO, SOCIEDADE, REPRESENTAÇÃO SOCIAL Tema Livre (TL) / Oral Papers Submission AT-12: ENVELHECIMENTO E INTERDISCIPLINARIDADE Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

O presente artigo teve como objetivo obter informações sobre as representações sociais da velhice no contexto da sociedade contemporânea com ênfase nas discussões acerca de qual o espaço que o idoso deve ocupar na sociedade e qual idade demarca o início da velhice. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa e qualitativa. A amostra constitui-se de 50 participantes com idade entre 18 e 59 anos. Foi utilizado, como método, o preenchimento de enquete padronizada, aplicada a cidadãos que circulavam no centro da cidade de Pau dos Ferros - RN. Esse trabalho deriva da pesquisa intitulada “As representações sociais da velhice no contexto da sociedade contemporânea” que foi realizada no município de Pau dos Ferros - RN em dois dias. A enquete contemplavam questões relacionadas ao envelhecer e as suas representações sociais. Contudo, esse estudo contemplará apenas duas das quatro principais questões da pesquisa, que são a discussão sobre qual local o idoso deve ocupar na sociedade atual e qual a idade para classificar uma pessoa como velha. No âmbito da análise do material, emergiram duas categorias temáticas: 1) O lugar do velho e 2) Idade para classificar uma pessoa como velha. Observou-se que uma parcela considerável de participantes elencou que o lugar do idoso é onde quiser ficar, no entanto outras variações quanto ao local que o idoso deve ocupar na velhice foram referidas. Houve variação também quanto a idade para se classificar uma pessoa como velha onde a que teve maior representatividade correspondeu a idade a partir de 60 anos seguido por participantes que não classificam por idade cronológica. A pesquisa evidenciou que as representações sociais que as pessoas têm acerca do envelhecer são em sua maioria negativas e o estudo apresentou limitações quanto o referencial teórico. Portanto, a temática se torna relevante para a sociedade e espera-se que este estudo sirva de subsídio para despertar as discussões acerca dessa temática tão essencial na sociedade contemporânea.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.