Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 176
CONTRIBUIÇÃO DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM NO AUTOCUIDADO DA PESSOA IDOSA

Palavra-chaves: CUIDADOS DE ENFERMAGEM, ENFERMAGEM GERIÁTRICA, AUTOCUIDADO Pôster (PO) / Poster Submission AT-3: ENFERMAGEM E A SAÚDE DA PESSOA IDOSA

Resumo

Introdução: O autocuidado é uma expressão que vai muito além do cuidado individual que oferece contribuições para a saúde que não se limita a ausência de doença. A enfermagem pode contribuir de diversas formas com o uso da sistematização de assistência de enfermagem de forma individualizada, identificando problemas e encontrando soluções, bem como realizando educação em saúde. Objetivo: O estudo tem por objetivo verificar a contribuição dos cuidados de enfermagem no autocuidado da pessoa idosa através do levantamento bibliográfico. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura a partir do levantamento de artigos em base de dados da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Base de Dados de Enfermagem (BDENF-Enfermagem), da Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) e a Indexação em Psicologia Periódicos Técnico-Científicos (Index Psicologia – Periódicos técnico-científico). Resultados: Foram encontrados 27 artigos científicos, porém 22 artigos foram excluídos por não contemplarem os critérios de inclusão da pesquisa, restando 05 artigos para análise crítica do conteúdo, sendo 01 da MEDLINE, 01 da LILACS, 01 da BDENF-Enfermagem e 02 do Index Psicologia- Periódicos técnico-científico. Das 05 (100%) publicações utilizadas, 04 (80%) apresentavam o objetivo principal, a contribuição de enfermagem para o autocuidado da pessoa idosa, onde os autores citam que a enfermagem pode contribuir para melhorar as funções cognitivas, diminuindo problemas de comportamento, além de contribuir para uma redução de estresse dos cuidadores. O estudos afirmam que a enfermagem precisa direcionar sua ação para com o idoso sendo educadora em saúde, objetivando o saber sobre a senescência e senilidade e no regresso da capacidade de realizar suas atividades, suprindo necessidades, como consequência o idoso encontra novamente sua independência, fala ainda das oficinas de estimulação cognitiva como parte das estratégias dos cuidados que os enfermeiros precisam ter, fazendo com que o idoso resgate sua autonomia e individualidade. No entanto todos os artigos ressaltaram o quanto a enfermagem pode contribuir para que a pessoa idosa possa se autocuidar. Conclusão: A análise dos 05 estudos permitiu visualizar as contribuições que o enfermeiro pode realizar para que a pessoa idosa possa se autocuidar. Portanto, os cuidados de enfermagem para com o autocuidado do idoso permanece em construção ao longo da trajetória do ser humano, e frente a este processo, destaca-se o papel de atuação profissional, no que se refere à educação e promoção à saúde, principalmente na orientação dos autocuidados para uma melhor qualidade de vida.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.