Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 209
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ALZHEIMER (ABRAZ): EXPERIÊNCIA DE ATUAÇÃO NO ANO 2015

Palavra-chaves: DEMÊNCIAS, POLÍTICAS PÚBLICAS DE ENVELHECIMENTO, CONTROLE SOCIAL, PARTICIPAÇÃO SOCIAL, PARTICIPAÇÃO SOCIAL Pôster (PO) / Poster Submission AT-9: POLÍTICAS PÚBLICAS E DIREITO DA PESSOA IDOSA

Resumo

Estima-se que mais de 46 milhões de pessoas ao redor do mundo apresentam algum tipo de síndrome demencial. Este número dobra a cada 20 anos, e chegarão a 74,7 milhões em 2030 e 131,5 milhões em 2050. A DA provoca a degeneração da capacidade intelectual, do comportamento e da funcionalidade, suficientemente intensas para intervir nas atividades sociais e ocupacionais do indivíduo. Essa natureza crônico-degenerativa das demências reitera a importância de um cuidador para a pessoa diagnosticada. Destarte, a figura do cuidador reveste-se de fundamental importância para a pessoa demenciada, pois este é o protagonista do cuidado ofertado ao idoso, auxiliando-o diante dos quadros de declínio cognitivo e funcional típicos das demências. Nesse contexto, pressupõe-se a relevância de orientações e suporte ao cuidador de idoso demenciado. No mesmo ínterim, destacam-se ainda a necessidade de ações e estratégias de divulgação de informações sobre as demências e suas repercussões individuais, familiares e sociais, tendo em vista os alarmantes dados epidemiológicos e suas potenciais consequências, bem como o apoio e a representação social dos interesses da pessoa demenciada e de sua família. Buscando atender a essas necessidades, dentre outras relativas á problemática das demências, a Associação Brasileira de Alzheimer e Doenças Similares (ABRAz) foi fundada, em 1991, na cidade de São Paulo. Atualmente com 25 anos de existência, trata-se de entidade civil, sem fins lucrativos, com termo de utilidade pública federal e integrante da Alzheimer’s Disease International (ADI), que congrega 79 países e 108 associações em todo o mundo. Objetivou-se descrever a experiência de atuação da ABRAz no último ano (2015). Estudo descritivo, do tipo relato de experiência. Os registros das atividades realizadas no ano 2015, efetuados pelas seções regionais/subregionais da ABRAz, foram contabilizados, compilados e organizados, com auxílio do Microsoft Office Excel 2010. Construíram-se tabelas e quadros, que, a seguir, foram devidamente analisados. A experiência de atuação da ABRAz durante o ano de 2015, que compreendeu o desenvolvimento de inúmeras atividades, de diversas naturezas, e que abrangeram desde a realização de campanhas informativas, até a participação em pelo menos 16 equipamentos de controle social e participação popular de domínio nacional, alcançaram número aproximado de 45.000 pessoas, além de público alcançado que não se pôde estimar, que inclui pessoas que contam com informações do portal da associação e redes sociais. A experiência de atuação em relação ao ano de 2015 refletiu satisfatoriamente o comprometimento da ABRAz com o alcance de seus objetivos de funcionamento, transparecendo sua crença de que apenas o desenvolvimento de campanhas maciças e contínuas de esclarecimento sobre as demências, envolvendo os vários segmentos da sociedade, é capaz de adequar satisfatoriamente o bem estar de todos os que são afetados pela problemática.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.