Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 221
A FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA DOENÇA DE PARKINSON: UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES DE 2010 A 2016

Palavra-chaves: DOENÇA DE PARKINSON, FISIOTERAPIA, TRATAMENTO Pôster (PO) / Poster Submission AT-4: FISIOTERAPIA GERONTOLÓGICA

Resumo

Nas últimas décadas numerosas publicações relacionadas ao envelhecimento, longevidade e saúde do idoso têm sido discutidas. Dentre as classificações do Parkinsonismo, a Doença de Parkinson(DP) é a classificação primária, sendo a mais comum (2/3 dos casos). A literatura aponta o fisioterapeuta como um profissional indispensável na assistência desta população e na prevenção de complicações. Desse modo, considerando a relevância do assunto para a saúde pública e atenção à saúde do idoso, objetivamos analisar a interface fisioterapia e Doença de Parkinson, e identificar as propostas de intervenções fisioterapêuticas direcionadas à esta população, visando alcançar maior eficácia nas intervenções. Quanto a abordagem metodológica, trata-se de uma pesquisa de revisão da literatura, de análise descritiva e abordagem predominantemente qualitativa, partindo da análise de estudos realizados e apresentados na literatura científica. Considerando a necessidade de conhecer os protocolos mais utilizados e eficazes no tratamento para a Doença de Parkinson, questiona-se: O que a literatura tem apresentado como proposta para o tratamento fisioterapêutico diante das características da DP? Os artigos foram coletados nas bases de dados: Scielo, utilizando as categorias Parkinson e Fisioterapia, dentro do recorte temporal 2010 a 2016, sendo analisados os resumos e as principais informações referente ao tratamento da fisioterapia neste contexto, resultando numa amostragem de 12 artigos. A literatura cientifica aponta propostas de tratamento que inclui: estímulos de força muscular, exercícios de coordenação, treinos de marcha, exercícios ativos e proprioceptivos, fisioterapia aquática, dentre outros. Espera-se que novas publicações sejam realizadas, sobretudo, por profissionais fisioterapeutas, almejando que novas estratégias de intervenção sejam evidenciadas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.