Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

A INFLUÊNCIA DA MUSICOTERAPIA NO AUTOCUIDADO E AUTOESTIMA DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS

Palavra-chaves: SAÚDE DO IDOSO, MUSICOTERAPIA, AUTOCUIDADO Pôster (PO) / Poster Submission AT-2: PRÁTICAS CLÍNICAS E TERAPÊUTICAS
"2016-11-23 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 24262
    "edicao_id" => 51
    "trabalho_id" => 176
    "inscrito_id" => 332
    "titulo" => "A INFLUÊNCIA DA MUSICOTERAPIA NO AUTOCUIDADO E AUTOESTIMA DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: Devido o crescimento populacional a pirâmide brasileira se inverte havendo o aumento crescente do número de idoso. Essa população apresenta fatores que lhes predispõem a determinadas fragilidades devido à velhice, como perdas físicas e emocionais, além da independência, dentre estas perdas, destaca-se a diminuição da autoestima e do autocuidado, que se torna mais acentuada ainda em idosos institucionalizados devido a não socialização com outras pessoas além da instituição. A música adentra esses cenários como forma de intervenção bem eficaz mostrando eficiência na melhora da qualidade e vida dos idosos. METODOLOGIA: O vigente trabalho apresenta uma abordagem qualitativa, de forma exploratória e intervencionista, o qual interfere diretamente no espaço estudado para modificar e proporcionar melhor qualidade de vida aos idosos. O cenário escolhido para a realização da pesquisa foi o lar de idosos Luca Zorn, localizado no município de Cajazeiras – PB, no alto sertão Paraibano. Para a coleta de dados, a pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Campina Grande, campus de Cajazeiras-PB, com parecer favorável CAAE Nº 39138414.9.0000.5575. RESULTADO E DISCUSSÃO: Foi notória a falta de cuidado com a própria aparência por parte dos idosos, pois os mesmo não se valorizavam devido à restrição social que lhes foi proposto, havendo uma diminuição da preocupação com sua aparência física e higienização. Com a utilização da música observou-se o animo que esta lhes proporcionava, o fato de poder dançar, cantar, conversar com outras pessoas, e a melhor interação entre os próprios idosos, notando assim o aumento no desejo de se cuidarem e ficarem mais apresentável pois sentem-se mais confortável assim, se autovalorizam, tendo reflexo direto na qualidade de vida, pois melhora a interação , a alimentação o sono e o convívio com os outros, através da utilização da musicoterapia. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Tendo a música como uma forma de terapia que contribui para o resgate da autoestima e do autocuidado, comprova-se que esta exerce um papel importante para os idosos participantes do estudo, pois contribuiu para que eles voltassem a ter uma autoestima e preocupassem com a beleza exterior como também com a saúde fazendo com que se valorizassem."
    "modalidade" => "Pôster (PO) / Poster Submission"
    "area_tematica" => "AT-2: PRÁTICAS CLÍNICAS E TERAPÊUTICAS"
    "palavra_chave" => "SAÚDE DO IDOSO, MUSICOTERAPIA, AUTOCUIDADO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV054_MD4_SA3_ID332_15082016191230.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:10"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:04:55"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CARLA APARECIDA LEITE BANDEIRA"
    "autor_nome_curto" => "CARLA LEITE"
    "autor_email" => "carlalbandeira_40@hotmail"
    "autor_ies" => "UFCG"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais I CNEH"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2016"
    "edicao_logo" => "5e49f6afa2a77_16022020231303.png"
    "edicao_capa" => "5f183e7033782_22072020102608.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-11-23 00:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 24262
    "edicao_id" => 51
    "trabalho_id" => 176
    "inscrito_id" => 332
    "titulo" => "A INFLUÊNCIA DA MUSICOTERAPIA NO AUTOCUIDADO E AUTOESTIMA DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: Devido o crescimento populacional a pirâmide brasileira se inverte havendo o aumento crescente do número de idoso. Essa população apresenta fatores que lhes predispõem a determinadas fragilidades devido à velhice, como perdas físicas e emocionais, além da independência, dentre estas perdas, destaca-se a diminuição da autoestima e do autocuidado, que se torna mais acentuada ainda em idosos institucionalizados devido a não socialização com outras pessoas além da instituição. A música adentra esses cenários como forma de intervenção bem eficaz mostrando eficiência na melhora da qualidade e vida dos idosos. METODOLOGIA: O vigente trabalho apresenta uma abordagem qualitativa, de forma exploratória e intervencionista, o qual interfere diretamente no espaço estudado para modificar e proporcionar melhor qualidade de vida aos idosos. O cenário escolhido para a realização da pesquisa foi o lar de idosos Luca Zorn, localizado no município de Cajazeiras – PB, no alto sertão Paraibano. Para a coleta de dados, a pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Campina Grande, campus de Cajazeiras-PB, com parecer favorável CAAE Nº 39138414.9.0000.5575. RESULTADO E DISCUSSÃO: Foi notória a falta de cuidado com a própria aparência por parte dos idosos, pois os mesmo não se valorizavam devido à restrição social que lhes foi proposto, havendo uma diminuição da preocupação com sua aparência física e higienização. Com a utilização da música observou-se o animo que esta lhes proporcionava, o fato de poder dançar, cantar, conversar com outras pessoas, e a melhor interação entre os próprios idosos, notando assim o aumento no desejo de se cuidarem e ficarem mais apresentável pois sentem-se mais confortável assim, se autovalorizam, tendo reflexo direto na qualidade de vida, pois melhora a interação , a alimentação o sono e o convívio com os outros, através da utilização da musicoterapia. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Tendo a música como uma forma de terapia que contribui para o resgate da autoestima e do autocuidado, comprova-se que esta exerce um papel importante para os idosos participantes do estudo, pois contribuiu para que eles voltassem a ter uma autoestima e preocupassem com a beleza exterior como também com a saúde fazendo com que se valorizassem."
    "modalidade" => "Pôster (PO) / Poster Submission"
    "area_tematica" => "AT-2: PRÁTICAS CLÍNICAS E TERAPÊUTICAS"
    "palavra_chave" => "SAÚDE DO IDOSO, MUSICOTERAPIA, AUTOCUIDADO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV054_MD4_SA3_ID332_15082016191230.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:10"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:04:55"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CARLA APARECIDA LEITE BANDEIRA"
    "autor_nome_curto" => "CARLA LEITE"
    "autor_email" => "carlalbandeira_40@hotmail"
    "autor_ies" => "UFCG"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais I CNEH"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2016"
    "edicao_logo" => "5e49f6afa2a77_16022020231303.png"
    "edicao_capa" => "5f183e7033782_22072020102608.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-11-23 00:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

INTRODUÇÃO: Devido o crescimento populacional a pirâmide brasileira se inverte havendo o aumento crescente do número de idoso. Essa população apresenta fatores que lhes predispõem a determinadas fragilidades devido à velhice, como perdas físicas e emocionais, além da independência, dentre estas perdas, destaca-se a diminuição da autoestima e do autocuidado, que se torna mais acentuada ainda em idosos institucionalizados devido a não socialização com outras pessoas além da instituição. A música adentra esses cenários como forma de intervenção bem eficaz mostrando eficiência na melhora da qualidade e vida dos idosos. METODOLOGIA: O vigente trabalho apresenta uma abordagem qualitativa, de forma exploratória e intervencionista, o qual interfere diretamente no espaço estudado para modificar e proporcionar melhor qualidade de vida aos idosos. O cenário escolhido para a realização da pesquisa foi o lar de idosos Luca Zorn, localizado no município de Cajazeiras – PB, no alto sertão Paraibano. Para a coleta de dados, a pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Campina Grande, campus de Cajazeiras-PB, com parecer favorável CAAE Nº 39138414.9.0000.5575. RESULTADO E DISCUSSÃO: Foi notória a falta de cuidado com a própria aparência por parte dos idosos, pois os mesmo não se valorizavam devido à restrição social que lhes foi proposto, havendo uma diminuição da preocupação com sua aparência física e higienização. Com a utilização da música observou-se o animo que esta lhes proporcionava, o fato de poder dançar, cantar, conversar com outras pessoas, e a melhor interação entre os próprios idosos, notando assim o aumento no desejo de se cuidarem e ficarem mais apresentável pois sentem-se mais confortável assim, se autovalorizam, tendo reflexo direto na qualidade de vida, pois melhora a interação , a alimentação o sono e o convívio com os outros, através da utilização da musicoterapia. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Tendo a música como uma forma de terapia que contribui para o resgate da autoestima e do autocuidado, comprova-se que esta exerce um papel importante para os idosos participantes do estudo, pois contribuiu para que eles voltassem a ter uma autoestima e preocupassem com a beleza exterior como também com a saúde fazendo com que se valorizassem.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.