Artigo Anais III CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

Visualizações: 239
A AUTONOMIA DO IDOSO

Palavra-chaves: TERCEIRA IDADE, FUNCIONALIDADE, AUTONOMIA Tema Livre (TL) Qualidade de vida, envelhecimento ativo e bem sucedido Publicado em 15 de junho de 2013

Resumo

O envelhecimento biológico é responsável por perdas e limitações devido à diminuição da capacidade funcional de cada órgão. O objetivo deste trabalho é avaliar o nível de dependência dos idosos através do comprometimento das Atividades de Vida Diárias. Foi realizada uma pesquisa de campo com os idosos do Centro de Convivência de Campina Grande, entre os meses de Maio à Novembro de 2012, bem como uma pesquisa bibliográfica através do Banco de Dados SCIELO. Verificamos que 38% dos idosos não realizam as Atividades Instrumentais de Vida Diária, a exemplo de realização de tarefas de limpeza e arrumação da casa. Dos 29 idosos entrevistados, 14% responderam incorretamente quando questionados sobre o endereço no qual residem e 28% não souberam responder adequadamente o nome da presidente do Brasil. Quanto à capacidade de responder o mês e o ano atual, 17% dos idosos responderam incorretamente, assim como 55% não lembraram de repetir algumas palavras minutos depois de ouvi-las. A prática diária da atividade física realizada pelos idosos, possivelmente reduziria a porcentagem dos 38% que não realizam atividades instrumentais de vida diária. Dos idosos entrevistados, 28% apresentaram comprometimento da memória, ou seja, perda considerável da autonomia. Sugere-se, portanto, a participação social dos idosos, assim como a sua interação no âmbito familiar, objetivando bem-estar, qualidade de vida, independência e autonomia àqueles que, diariamente, sofrem os efeitos deletérios do envelhecimento.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.