Artigo Anais III CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 250
(DES) RECONSTRUINDO O CONCEITO DE INGLÊS PARA FINS ESPECÍFICOS A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO NO IFRJ

Palavra-chaves: INGLÊS PARA FINS ESPECÍFICOS, MITOS E VERDADES, ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Comunicação Oral (CO) Ensino de línguas estrangeiras

Resumo

Os estagiários concluintes da licenciatura em Letras que chegam ao Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (doravante IFRJ) têm apresentado falta de aprofundamento teórico-metodológico na abordagem que o instituto adota nas aulas de Inglês para Fins Específicos (cuja abreviatura IFE é tradução da expressão ESP, English for Specific Purposes). Mais grave do que isso, os estagiários trazem em suas vozes ecos do discurso preconceituoso em relação à abordagem. Essa situação é reflexo da reprodução dos mitos que ainda permeiam a academia pela falta de aprofundamento e atualização acerca da prática. Isso se dá como consequência de visões deturpadas de colegas do meio acadêmico que passam a ser reproduzidas sem a devida reflexão e criticidade pelos docentes em formação. A partir do acima exposto, as professoras regente sentem a necessidade de construir um conhecimento teórico-metodológico-prático sobre IFE, desconstruindo concepções errôneas na reconstrução de novas por parte dos licenciandos. Assim, o formato de estágio dá conta da complementação da formação universitário-acadêmica. A pesquisa se enquadra num perfil interpretativista etnográfico, de caráter qualitativo. Os instrumentos de geração de dados foram: minicurso, oficina de material didático, leitura de textos teóricos seguidas de discussões crítico-reflexivas. Os dados são categorizados e organizados em quadros com recortes de falas gravadas e analisados em diálogo com o referencial teórico que embasa o artigo. Os resultados sugerem uma nova perspectiva sobre a abordagem e um posicionamento mais crítico e reflexivo que permite a eles certa autonomia fundamentada em argumentação com base nos preceitos teóricos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.